Archives For August 2010

E o segundo volume do Yo Gabba Gabba vazou. Com o título de Music Is Awesome, o projeto traz contribuições de artistas como MGMT, Weezer, Ting Tings entre outros, como a gente já tinha noticiado aqui, quando vazou a música do Weezer. O disco traz 20 faixas que intercalam as canções dos grupos com as do Yo Gabba Gabba. E apesar do grande número de músicas no disco a maioria não tem mais de 2 minutos de duração.

O mais legal de tudo isso é fazer com que desde cedo as crianças tenha contato com os mais diversos trabalhos feitos, desde o RnB da Solangé Knolwes em Momma Loves Baby, passando pela pegada rocker do Aquabats em Pool Party e do Jimmy Eat World na linda Beautiful Day With My Best Friend, e a gostosa That´s My Family do The Apples in Stereo. E ainda tem o Happy Birthday cantada pelo Ting Tings – que na minha modesta opinião está bem melhor que o seu single novo, Hands.

MGMG no Gabba Gabba

Não poderia deixar de falar das minhas duas faixas preferidas: MGMTArt is Everywhere e DataRock, com Smile For The Camera. O MGMT traz toda a psicodelia tão marcante em Congratulations, seu segundo trabalho, pra uma faixa que agrada não só às crianças, mas aos adultos. E hei de confessar que a faixa do Data poderia muito bem ser inclusa em seu trabalho convencional. Dançante e carregada no eletrônico, traz um refrão fácil, gostoso e que minha sobrinha de um ano de idade não para de dançar. É sem dúvida, a melhor do disco. Fiquem com as duas abaixo, confira a tracklist completa clicando aqui, e se quiser, baixe o álbum completo aqui, no site do nosso parceiro, MusicKills.

♫ DataRock – Smile For The Camera

♫ MGMT – Art Is Everywhere

Summer, primeiro single do Magic Kids, era uma daquelas músicas que adiava cada vez mais para postar. Embora um pouco atrasado, aqui estou para apresentar essa nova banda, repleta de exuberantes sons que falam sobre a juventude, e é claro, como diz o título do primeiro single, sobre o verão. Mas a diferença é que aqui, assim como uma outra canção que postamos anteriormente, a música é menos feliz do que sua típica-canção-de-verão, e soa como mais como se você estivesse assistindo o sol à distância. Melhor descrito como um pop-orquestrado, a música é uma belíssima balada pop, repleta de violinos em harmonia,  chegando a lembrar os Beach Boys na sua forma mais melódica. Não há como negar que temos uma belíssima canção em mãos, que vai te fazer querer ficar relaxando na beira da piscina com um drink gelado em mãos. Se gostou, aproveita que o Memphis, álbum de estréia do grupo, acabou de vazar, e vocês podem conferir aqui na aba lateral do blog.

♫ Magic Kids – Summer

Pra falar de uma das bandas mais divertidas do momento, Kids of 88, eu não poderia definir melhor suas influências do que eles mesmos: “Groove, mood, and slutty arrangements. 16th hi hats and hand claps. Culture and couture, Gangster and glamour”. Como é o som deles? Bem, muito parecido com o que tem rolado ultimamente, mas eles têm o que falta em muita banda. Juntam a psicodelia bem produzida, mas sem alma (e as vezes forçada) do MGMT e do Empire of the Sun, com o bom humor vindo do new rave dos Klaxons e Black Kids.
.
Eles têm feito barulho direto da Nova Zelândia pro resto do mundo desde 2008 (palmas pra quem vira sucesso sem precisar se fantasiar de canguru na Austrália) com o hit My House, e conseguiram um contrato rapidinho, e já vão no quarto single com a música Downtown (a minha preferida). O álbum já pode ser encontrado pela net para ser muito bem aproveitado, e logo aqui embaixo você encontra as duas para baixar!
.

Com o tanto de música que anda saindo do Kanye e do Kid Cudi, fica difícil dar atenção a todas. Especialmente quando muitas nem são tão boas, você acaba deixando passar batido as verdadeiramente legais. Esse é o caso de Mr. Rager, que saiu a duas semanas atrás, e que deixei passar. Felizmente, pude ouvir a música, e já falo que é uma das minhas favoritas de Cudi. A música é a faixa título do novo álbum, e deve dar o tom pras outras a seguir, que ao contrário do tom mais viajante e animado do seu disco de estréia, aposta aqui num clima severente mais sombio. O rapper parece falar sobre sua persona, o tal Mr. Rager, sobre batidas darks e minimalistas que parecem ter saído de um álbum do The XX, e com um refrão de fazer um pouco de inveja a Day & Night. Man on the Moon 2: The Legend of Mr. Rager sai dia 26 de outubro, mas você pode ouvir aqui as que já sairam.

♫ Kid Cudi – Mr. Rager

Acaba de cair na rede o mais novo single do Matt & Kim, a canção Cameras. A música continua com o legado da banda  com músicas alto astral, e começa com um som que parece noticiário de história em quadrinhos, para então pegar toda a animação de Daylight, acrescentando ainda um ritmo funky com direito a sintetizadores e trompetes. O refrão, quase tão grudento quanto o do primeiro single anterior, combina com o ritmo contagiante para formar uma belíssima canção de retorno para o duo, que deve agradar tanto aos fãs quanto aos que ainda não conhecem e querem apenas uma canção para animar sua manhã. O novo álbum, Sidewalks, chega dia 2 de Novembro e conta com a produção de Ben Allen, colaborador do Animal Collective.

♫ Matt & Kim – Cameras

Brandon Flowers – Only The Young

Parece que o Flamingo está realmente vazando. Postei hoje mais cedo a ótima Was It Something I Said, e agora acaba de sair Only The Young, versão estúdio do remix que postei aqui. Posso falar que errei feio. A canção que conta com produção de Stuart Price não soa como nada que o cara fez antes, e tem uma produção totalmente diferente do remix, mais calma, exótica, com batidas mais primitivas e cantos em coros, lembrando as produções mais puras do world music do Day & Age. A música é aquela velha conhecida dos fãs, que fazia parte do countdown do site do The Killers, que iria anunciar o projeto solo de Flowers. Flamingo, que sai dia 07 do próximo mês, deve estar prestes a cair na rede, então fiquem de olho.

♫ Brandon Flowers – Only The Young

.

Brandon Flowers – Was It Something I Said?

O lançamento do Flamingo está sendo uma coisa estranha. Tudo bem que o disco ainda nem saiu, mas primeiro, quando anunciado os produtores (principalmente Stuart Price), pensamos que o novo disco seguiria o estilo do Day & Age. Mas quanto mais ouço as músicas novas, mais penso que o Brandon Flowers realmente quer criar algo diferente. Was It Something I Said?, a nova, e melhor faixa a sair do disco, é a mais agitada até então, e chega a lembrar os bons momentos do Hot Fuss, como a letra em formato de história, e com mais produção poderia muito bem soar como um single do The Killers. Mas aí que tá. O cara propositalmente não quer fazer isso. Com um tom americana, deixando de lado o baixo poderoso dos Killers e dando uma sonoridade mais crua (e meio country), tanto essa quanto Swalow It (e provavelmente o resto do disco), com certeza não soarão como uma cópia da banda de origem. Pior ou melhor (pelo menos que o Day & Age), agora prefiro aguardar o álbum completo para opinar.

♫ Brandon Flowers – Was It Something I Said?

The Drums – We Used To Wait (Arcade Fire Cover)

Uma das bandas mais hypadas de 2009 resolveu incluir nos seus shows o cover de uma das músicas mais legais do ano. Falo de nada mais, nada menos do que We Used To Wait, do recém-lançado The Suburbs, terceiro disco do Arcade Fire. A faixa ganhou uma pegada bem menos séria que a original, e chega a lembrar o surf-music misturado com indie rock do debut do The Drums. Divertido e interessante. Ouça e baixe a faixa em alta qualidade logo abaixo.

♫ The Drums – We Used To Wait (Arcade Fire Cover)

.

Arcade Fire – We Used To Wait (Video)

Que o Arcade Fire sempre procura algo pra supreender aos seus fãs isso o mundo inteiro já sabe. Seja, com sua qualidade sonora, seja com lançamento de filmes, shows secretos ou até mesmo transmitidos pelo YouTube. Agora eles aparecem com um vídeo completamente interativo. Pra ser mais exato, uma experiência. Não é algo apenas para ser visto e sim, experimentado.

Eles já fizeram isso com Neon Bible da vez passada, mas aqui a idéia foi mais ousada.  O projeto, chamado The Wilderness Downtown, funciona assim: entrando neste site ele vai te pedir o endereço de onde voce nasceu/foi criado, e a partir disso, se inicia uma viagem incrível pela sua própria infância, com cenas recriadas da sua rua, com o auxílio do Google Street View. Assim como fala na música. É claro que o recurso é um pouco mais limitado para nós brasileiros, pois algumas cidades vão funcionar melhores que as outras, mas indico tentar, e se não conseguir, coloque alguma cidade que conheça, só pra você sentir como é. As reações são as mais diferentes. Você pode ver o making-of clicando aqui e descobrir como tudo isso foi feito. O site recomenda que você use o Google Chrome para assistir, mas o Safari funciona bem também, se você estiver no Mac. Experimente!

♫ Arcade Fire – The Wilderness Downtown (Video Interativo)

[Via]