Archives For November 2010

Depois do aclamadíssimo debut auto-intitulado Hercules & Love Affair, o super grupo nova-iorquino está de volta com um novo single, “My House”, carro-chefe do novo álbum, ironicamente intitulado Blue Songs, que sai no finalzinho de Janeiro já. Quem dá os vocais na vez é o novato Shaun Wright, que faz a perfeita personificação de disco-diva nessa aqui, em conjunto com batidas retro-moderninhas e suingue pra dar de sobra. Porém, não espere um hit à-la “Blind” (considerada pela Pitchfork como a canção do ano em 2008), mas sim uma divertida canção que promete remixes melhores ainda. Ouça o novíssimo single na íntegra logo abaixo, e aguarde por Janeiro, um mês que já está prometendo.

Hercules & Love Affair – My House

Frankmusik, me desculpe, mas esse seu single novo não me desceu. Se você não conhece o cara ainda, saiba que ele é um dos projetos pop mais efervescentes de 2009, mas que por muito espanto acabou não caindo na graça do povo. Uma pena, na verdade. Sinceramente, acompanhei de perto o nascimento de “In Step”, ouvi as trocentas versões de “Confusion Girl” e esperei assiduamente o vazamento da única música inédita do debut Complete Me do cara (“Wonder Woman”). Agora depois de uma brilhante colaboração com o Computer Club esse ano com “Losing Streak”, o cara me vem com essa “The Fear Inside”, uma canção electro-pop mais “crua”, sem os malabarismos eletrônicos dos seus outros trabalhos, tentando na verdade mexer um pouco na fórmula pra ver “se dessa vez vai”. Não me entendam mal, o novo single não é ruim, e tem boas chances de emplacar na verdade, mas sinceramente, Frankmusik soa um tanto quanto incompleto nessa aqui, e chega até parecer irônico ao cantar sobre o medo, pois tudo parece muito seguro para o confusion boy dessa vez. Ouçam e julguem abaixo.

Frankmusik – The Fear Inside

Quando ouvi essa música da FOE, me lembrei imediatamente da primeira vez que ouvi Florence and the Machine. Um pop teatreal, que conta uma história sob vocais quase fantasmagóricos, assim como “Girl With One Eye” e “My Boy Builds Coffins”, que te agarra pela narrativa e te faz voltar pela melodia. Podemos dizer, então, que “A Handsome Stranger Called Death” é o brilhante primeiro single de uma artista que diz seguir os passos do Nirvana, Pixies e Sonic Youth, principalmente pela atitude de “fazer o que der na telha”, mas que também possui um pé tanto nos anos 90 quanto nos anos 2000. Com produção do ótimo também-novo-artista Entrepreneurs (que fez um explosivo remix pra Marina & The Diamonds aqui), a música te agarra logo no início, mas é no seu delicioso refrão, que só chega depois da metade da música, que ela nos conquista por completo. Sem mais, fiquem com a música e seu vídeo sombrio logo abaixo, e aguardem por mais notícias da moça.

FOE – A Handsome Stranger Called Death

Você provavelmente já ouviu a voz por trás do White Sea. Vocalista do projeto dream-pop M83, a cantora também conhecida como Morgan Kibby está se aventurando agora em sua carreira solo, e se o primeiro single “Ladykiller” é alguma indicação, ela irá me conquistar de um jeito que sua banda antiga não conseguiu. Apelando para uma melodia mais pop, a música começa com um clima sombrio que parece ser mais uma música de witch-house, porém soando como uma agradável mistura entre Bjork e Bat For Lashes. Agora chegando no refrão a coisa muda. A melodia perde o ar dark e ganha batidas pulsantes um tanto quanto alegres, com Kibby, aos gritos, clamando ser uma “ladykiller”. Uma divertida e charmosa surpresa, que deve render mais um bom lançamento para 2011, White Sea acaba de lançar um EP, que pode ser ouvido na íntegra no MySpace da cantora.

White Sea – Ladykiller

A faixa de abertura do novo disco do Chromeo acaba de ganhar uma releitura bem interessante. Se você é interessado ou não nessa banda de electro-rock, recomendo checar mesmo assim esse novo single, que já era bom no álbum mas que aqui ganha a participação de La Roux. A cantora, ao invés de fazer uma singela participação, adiciona um novo verso à música, que diga-se de passagem ficou mais legal que o próprio refrão. Para completar, o remix ficou sem sombra de dúvidas melhor que sua versão original, com o vocal único de Elly Jackson se sentindo bem a vontade ao meio de batidas com sintetizadores anos 80, característica na verdade dos dois duos. A música estava rodando na internet numa qualidade péssima tirada das rádios, então façam o favor de baixar a versão em HQ abaixo, e ouvir essa excelente canção!

Chromeo – Hot Mess (Feat. La Roux)

E o White Lies está de volta. Depois de um ótimo debut porém pouco reconhecido pelo público, essa ótima banda volta em janeiro (de novo!) com um novo álbum, o Ritual, e de primeiro single ganhamos “Bigger Than Us”. Conhecidos por seus refrões grandiosos e toda uma ambientação post-punk, na primeira vez que ouvi o single tive a impressão de que tudo soava como uma cópia do Editors, e embora a música não seja ruim, tive a certeza de que estava ouvindo uma das piores canções dos caras. Mas bastou rodar mais algumas vezes que a coisa pegou. O refrão marca, assim com as outras do To Lose My Life, e embora o single não deva conquistar novos fãs, os curiosos de plantão devem ficar satisfeitos, mesmo não sendo de primeira. Ouçam a faixa abaixo, assistam ao clipe, e já anotem no calendário mais álbum um pra ouvir no calor de janeiro!

White Lies – Bigger Than Us

Mais uma semana, mais um Friday Mixes! Bora agitar pro feriado?

.

Marina & The Diamonds – Mowgli’s Road (Entrepreneurs Space-Hopper Remix)

PARA OUVIR: SE ANIMANDO PARA SAIR

A Marina já pode ser considerada a artista mais remixada do ano, mas por incrível que parece, esse é o primeiro remix que ouvi de “Mowgli’s Road”. O destaque do remix, entretanto, fica todo para o Entreppreneurs, que vem se consagrando como um dos DJs mais legais do Reino Unido, e esse remix por si só deve explicar bem o hype. Com guitarras, sintetizadores e mais instrumentos orgânicos do que você deve estar pensando, a música de Marina é completamente re-imaginada aqui, mas mantendo todos os samples que mais gostamos. Conheça o cara agora, e fique de olho em seus próximos trabalhos!

Marina & The Diamonds – Mowgli’s Road (Entrepreneurs Space-Hopper Remix)

.

M.I.A Vs. Muse – Supermassive XXXO (WLDCT Mash)

PARA OUVIR: TOMANDO BANHO.

Ritmo de “Supermassive Blackhole”, do Muse, misturado ao vocal de “XXXO”, da M.I.A. Tem como ficar bom? Bem, se você não for um fã xiita do Muse, as chances de você gostar desse mashup bem-feitíssimo são altas. Pela curiosidade ou para ouvir direto em casa, baixe esse aqui.

M.I.A Vs. Muse – Supermassive XXXO (WLDCT Mash)

.

Natalia Kills – Wonderland (PeaceTreaty Dubstep Remix)


PARA OUVIR: SE ARRUMANDO

OK, já acho que estou exagerando, e me segurei ao máximo pra não postar esse remix, mas vamos lá… Depois de apresentar seus três singles e um remix para dois deles, chega a vez da ótima música-história/conto-da-Disney-moderno “Wonderland” ganhar uma repaginada em suas batidas, aqui no caso, como vocês podem ler no título, repleto de elementos dubstep que vão te fazer pirar antes mesmo de sair de casa.

Natalia Kills – Wonderland (PeaceTreaty Dubstep Remix)

.

JOB – Warrior (Feat. Anjulie) (LA Riots Remix)

PARA OUVIR: BEBENDO

JOB, que mudou seu foco para músicas mais pops e acessíveis agora, apresenta seu novo single, a ótima “Warrior” com os vocais luxuosos de Anjulie.

JOB – Warrior (Feat. Anjulie) (LA Riots Remix)

.

Freestylers – Cracks (Flux Pavillion Remix)


PARA OUVIR: NO CARRO COM OS AMIGOS

Outro dubstep de primeira, onde Flux Pavillion adiciona todas as batidas necesárias nessa canção repaginada do Freestylers. A música irá chamar sua atenção de imediato, pois toda a sua agressividade é equilibrada com maestria com os belos e suaves vocais de Belle Humble, que passeiam por suas batidas fortes.

Freestylers – Cracks (Flux Pavillion Remix)

.

Miami Horror – I Look To You (Go Go Bizkitt! Remix)


PARA OUVIR: NA PISTA

Talvez o maior pecado que cometi nesse blog foi não ter comentado nada sobre o Miami Horror. Mas se você for um ouvinte ligado, você já vai ter ouvido essa música, que tem os belos vocais da Kimbra, que falamos aqui já. E sinceramente, não tem o que melhorar da original. O remix ajuda, adiciona batidas aqui e alí, mas a faixa continua o mesmo mosntro que é em sua versão do disco.

Miami Horror – I Look To You (Go Go Bizkitt! Remix)

.

Daft Punk – Rollin’ & Scratchin (Gonzales Rework)

PARA OUVIR: FAZENDO SEXO (CONTINUAR NA BALADA!)

Gonzales é um cara esperto. O que ele faz? Ao invés de simples remixes, o cara pega músicas conhecidas e adiciona pianos. Mas seu piano é maníaco. Basta dar uma olhada no que ele fez nessa faixa do Daft Punk, que embora não seja a melhor música pra sexo que eu já postei, ainda funciona na ocasião se colocada baixinho para dar todo aquele clima.

Daft Punk – Rollin’ & Scratchin (Gonzales Rework)

.

The Knocks – Dancing With The DJ (Chiddy Bang Remix)


PARA OUVIR: NA VOLTA VENDO O SOL NASCER

Chiddy ataca mais uma vez na música indie do momento. Dessa vez, a viciante “Dancing With The DJ” ganha todo o tratamento que já estamos acostumados: batidas de Xaphoon e versos do rapper, uma mistura imbatível como estamos acompanhando. Ouça na volta pra casa, com as janelas abertas e olhando pro sol, pois a música assim como a original, é daquelas que são capazes de mudar e levantar nosso humor em qualquer hora.

The Knocks – Dancing With The DJ (Chiddy Bang Remix)

.

[D/L] Friday Mixes IX