Jhameel – The Human Condition / THC

Luis Felipe —  12/05/2011 — 4 Comments

Fazer esse post foi complicado, principalmete porque Jhameel não é um artista convencional. Com uma personalidade intrigante, sua biografia cita que ele fala quatro línguas, e deseja expressar através de sua música os triunfos e desafios da condição humana. Depois de rejeitar um contrato com o exército americano, o cara começou a escrever seu disco, e em pouco tempo o The Human Condition estava na rede, de graça, para qualquer um que quisesse baixar.

Sem singles, a tarefa mais difícil do post, como disse, foi escolher uma música para apresentar Jhameel a vocês. O disco todo é permeado por uma mistura de instrumentos orquestrais, guitarras, sintetizadores e uma percussão sólida, e os vocais, acima de tudo, coroam a sinceridade do cantor transformando suas letras em pura poesia. O legal é que o próprio artista tocou todos os intrumentos aqui, e o resultando é impressionante e deve ser valorizado, por ser uma coisa extremamente casual porém profissional. Mas vamos lá, primeiramente não podia deixar de apresentar a faixa título, “The Human Condition”, que me lembrou na hora o TV On The Radio, pelo seu experimentalismo pop e sua percussão funky que não vai deixar ninguém parado. A instrumentação também é um dos brilhos da faixa, que vai desde trompetes à uma guitarra bem típica da outra banda, além é claro das harmonias vocais e os tons de voz de Jhameel, que viajam do grosso para o estridente em segundos.

Jhameel – The Human Condition

Outra favorita, das muitas do disco, é “THC”, que sim, é sobre exatamente isso que você está pensando. Com uma letra brilhante que começa numa rodinha de amigos fumando aquele cigarrinho, o cara começa a viajar na vida, falando que está queimando a “inibição humana” e não deveria deixar “falsas superstições” impedirem você de fazer o que quiser. Com um dos refrões mais grudentos do álbum, que repete “puff puff pass” ao som de palminhas e uma guitarra mega feliz, além de ser uma música deliciosa de ouvir, ela vai fazer você querer imprimir sua letra pra mostrar pros seus pais o quão brilhante uma letra sobre maconha pode ser.

Jhameel – THC

O cara cita Phoenix, MGMT, Jónsi e Sufjan Stevens como suas influências, mas sinceramente, Jhameel tem tantas facetas em seu disco que fica difícil ser outra pessoa se não ele mesmo. Outras favoritas do disco que você deve checar são “Cafe Du Monde”, com seu refrão “da-dadada”, o pseudo-single “Bernal Heights” e a energética “How Many Lovers”, que fala disso também que você está pensando. No geral, todas as faixas são boas, e como a boa arte deve ser apreciada, Jhameel está aceitando doações em seu site para continuar seu trabalho, mas independente de você estar se sentindo generoso ou não, corra aqui agora e baixe, de graça, um dos discos mais surpreendentes e inesperados do ano.

PS.: Vai ser muito difícil não querer doar pelo menos uns centavos quando ver a emocioante mensagem do cara na página para baixar o disco.


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/volia174/public_html/ohmyrock.net/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273