Weekend Mixes – Vol. #3

Luis Felipe —  05/08/2011 — 6 Comments

Trasformar músicas quietas em hits de pista, lixos tremendos em coisas completamente ouvíveis, dar uma nova interpretação a uma música querida e até melhorar o que já era ótimo, remixes tão aí pra isso. E nós estamos aqui pra selecionar o que há de bom entre os tantos que surgem a cada semana. Em nossa sexta semana consecutiva postando o há de melhor na cena eletrônica mundial, confira agora o nosso melhor e mais especial Weekend Mixes até agora. E bom final de semana a todos!

.

8. Aloe Blacc – Green Lights (Wideboys Remix)

O moda de 2011 é pegar produtores underground e fazê-los remixarem grandes popstars, mas o que acontece quando o inverso acontece? Famosos por remixes de Britney Spears, Robyn, Sky Ferreira e Lady Gaga, os Wideboys chegam aqui e mudam radicalmente a suave canção de Aloe Blacc, recrutando até mesmo o cara para regravar a música complemante, mudando inclusive seu tom de voz, do tranquilo para o estrondoso. Nas pistas, entretanto, ela irá se mesclar naturalmente com outras músicas do habitat.

.

7. Joes Jonas – Love Slayer (Jump Smokers Remix)

É impressão minha ou estou postando Joe Jonas, sim, aquele dos Jonas Brothers? Agora em carreira solo e abrindo pra Britney Spears, não demorou muito para que eu ouvisse seu novo single, graças aos donos do remix: os Jump Smokers. Se a melhor definição de remix pra você é aquele que transforma o medíocre no incrível, talvez esse seja o melhor remix do ano. Os DJs adicionam batidas sujas, distorções nos vocais, e até um drop sensacional quando Joe grita – prepare-se – headbanger. Ouça sem saber quem canta que aposto que irão gostar.

.

6. Kimbra – Cameo Lover (GLOVES Remix)

Kimbra e sua lindíssima “Cameo Lover” continuam fazendo barulho. O remix, lançado oficialmente ontem e em qualidade superior hoje, têm GLOVES adicionando uma batida cheia de sintetizadores e completamente empolgante, que só não é melhor por cortar o refrão da música. Ainda sim, mais um belo remix pra coleção de Kimbra.

.

5. Skylar Grey – Dance Without You (Dave Sitek Remix)

Sempre tive uma raivinha da Skylar Grey por ter escrito uma das canções mais chatas do ano passado (“Love The Way You Lie”, da Rihanna). A versão original do seu single de estréia é uma piada a parte, uma canção sem emoção, pobre e cheia de clichês. Chame o produtor alternativo Dave Sitek, que faz parte do TV On The Radio e do Maximum Ballon, que a coisa é resolvida. Totalmente. Nós amamos a música agora, ela é linda, orgânica, repleta de baixos, tamborins e seu refrão foi totalmente realçado aqui. Não é para as pistas, mas quero ver sair do seu MP3.

.

4. Icona Pop – Manners (Step Brother Remix)

Icona Pop e sua “Manners” tem crescido imensamente comigo nos últimos meses, graças ao belo clipe que a música ganhou. Aqui, o Step Brother tramsforma a música em uma balada anos 80, com sintetizadores retrôs e todos os aspectos mais legais da original. Sentimos falta do “badada-dada” e de algumas falas nos versos, mas no geral, talvez tenha tudo sido pro melhor do remix, que é simplesmente matador.

.

3. Foster The People – Pumped Up Kicks (Grouplove & Captain Cuts Remix)

Depois de ter declarado nosso amor pelo Captain Cuts no Friday Mixes passado, eis que ele surge pra remixar nossa banda nova favorita do ano: Foster the People. Com a ajuda do grupo indie Grouplove, o Captain pode não ter feito seu melhor remix até então, mas ainda sim é um trabalho impressionante e bem variado levando em consideração o tanto de remix que “Pumped Up Kicks” está ganhando. Cheio de palminhas, um refrão novo que é susbtituído basicamente pelos seus assovios e até um break de dusbtep – clássico do Captain Cuts – se ainda achava que a música tinha poucos sintetizadores na versão original, irá amar essa aqui.

.

2. Grafitti6 – Annie You Save Me (Dr. Rosen Rosen Remix)

Ano passado, “Annie You Save Me” do Grafitti6 acabou virando uma das nossas favoritas, mas infelizmente acabou ficando no esquecimento. O remake (pode chamá-lo assim) do Dr. Rosen Rosen (também responsável por um maravilhoso remix de “Till The World Ends”), acompanha o restante de suas produções: ricas em detalhes e cheias de drama, que complementadas pelos vocais neo-soul maravilhosos da banda, chega como uma canção – e não apenas remix – incrível, queira você conheça a original ou não.

.

1. Rye Rye & Robyn – Never Will Be Mine (R3hab Remix)

Esse é da séria “remixes pra fritar na pista”. “Never Will Be Mine”, a música da Robyn com versos da Rye Rye (risos), já ganhou um remix pop maravilhoso, mas quem queria algo mais pesadinho e dançante, daqueles pra acabar com todos ao seu redor na pista, ficou chupando dedo. Felizmente, o remix do R3HAB para a música chegou, e valorizando ainda mais os vocais da Robyn, ele cria uma versão que vai atender muito bem (quase) todas as suas necessidades de uma sexta-feira a noite.

.

Opiniões, sugestões, recomendações de músicas, estou todo a ouvidos e espero seu comentário logo abaixo!


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/luissal/ohmyrock.net/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273