Friday Mixes – Vol. #33

Luis Felipe —  04/11/2011 — 7 Comments

Bem vindos a mais uma edição do Friday Mixes! Dessa vez tivemos que fazê-la correndo pois estamos de viagem para um dos maiores festivais do Brasil (te encontramos no Planeta Terra!), mas aperte o play que o conteúdo dos remixes valerá muito a pena. Os destaques da semana ficam para o excelente (e melhor até então) remix de “Videogames”, da Lana Del Rey, pelo brasileiro Pedrokaco, e para a pauleira proporcionada pelo Dada Life na mistura de Big Bad Wolf, do Duck Sauce. Bom proveito e até semana que vem!

.

Lana Del Rey – Videogames (Pedrokaco Remix)

E quem diria que o melhor remix de “Videogames”, da Lana Del Rey, sairia de solo brasileiro? Eis que surge o Pedrokaco com essa excelente remistura, tudo feito com as próprias mãos. Se a canção de Lana era uma soturna balada de amor, aqui ela vira um indie-rock tropical com raízes do Two Door Cinema Club mas ainda com um quê de disco do Penguin Prison. A intrumentação, completamente nova, têm Pedro revisitando a clássica música de 2011 com novas linhas de baixo, guitarras e bateria – num clima dançante e descompromissado. E o próprio Pedro já deu a dica – se gostou do que ouviu, fiquem de olho, pois ele está em Nova Iorque finalizando mais alguns remixes que verão a luz do dia em primeira mão aqui no blog!

Lana Del Rey – Video Games (Pedrokaco Remix)


.

Duck Sauce – Big Bad Wolf (Dada Life Remix)

O teaser que postamos no Twitter nos deixou aflito de ansiedade, afinal, “Big Bad Wolf” pode ter o sample mais caricato do ano (uivos de lobo?) mas ainda está muito longe do que o Duck Sauce um dia nos prometeu. Eis que o Dada Life, entretanto, transforma a sombria canção dance em um espetáculo bombástico de sons que automaticamente soa anos luzes melhor que a original. Com um começo lento e até escuro, não demora para que a pancadaria role solta – especialmente no refrão – que agora ganha seu devido destaque.

Duck Sauce – Big Bad Wolf (Dada Life Remix)

.

Little Boots – Remedy (Buffetlibre vs. Sidechains Remix)

Taí um remix mais velho que nosso próprio blog (esse aqui é de 2009), mas quando o ouvi recentemente não ficou dúvidas: ele tinha que aparecer em nossas páginas. Little Boots está voltando com tudo, e nenhuma outra hora seria melhor pra revisar uma das suas canções mais legais, em sua melhor forma até então. Com batidas pulsantes, sintetizadores novos e até um clima de samba/carnaval no meio, o remix da gigantesca “Remedy” e seus dois refrões supera de longe a original produzida pelo RedOne, com um tom mais explosivo, dançante e moderno, em contraste com seu tom disco e até meio Abba que antes possuía.

Little Boots – Remedy (Buffetlibre vs. Sidechains Remix)

.

Rihanna – We Found Love (Gabriell 90s Mix)

O título já entrega tudo. A nova da Rihanna é um dos seus piores singles, e com tal material em mãos, um remix não é nada fácil. Se o do R3hab é perfeito para a sexta mas insuportável nos outros dias, o Gabriell fez uma mistura impecável e muito melhor que a original, com o riff de sintetizador devidamente recriado mas junto a ele adicionado novos riffs de pianos  que o terão dançando num piscar de olhos. As batidas podem parecer fora do ritmo no começo, mas novos synths marcam presença a partir da metade da faixa, onde fica claro sua qualidade e acima de tudo originalidade. Essa aqui você vai querer escutar todos os dias.

Rihanna – We Found Love (Gabriell 90s Mix)

.

Gotye – Somebody That I Used To Know (Starfuckers Remix)

Gotye e seu hit “Somebody That I Used To Know” com a Kimbra em uma versão que requer um baixo potente para funcionar. O clima intimista da original está de fora e dá espaço para batidas imensas que funcionam melhor na pista. O clássico de 2011 ganha um novo twist em sua metade, com sintetizadores e loopings que fazem as vezes e mantém o ritmo até o final.

Gotye – Somebody That I Used To Know (Starfuckers Remix)

.

Lana Del Rey – Blue Jeans (Club Clique Remix)

Lana Del Rey e sua incrível “Blue Jeans” já ganharam um remix decente pelo Penguin Prison, mas a releitura pelo Club Cliquei também é bastante interessante. Nos versos uma percussão ensolarada e os vocais de Lana brilhando tudo ainda mais, e no refrão, batidas oitentistas e extremamente dançantes pra não deixar ninguém parado. Fique de olho no solo de violinos, no break da faixa, outro destaque desse criativo remix.

Lana Del Rey – Blue Jeans (Club Clique Remix)

.

 

Florence & The Machine – No Light, No Light (Ianborg Remix)

O Ianborg está chegando com tudo, e após nos apresentar um remix dubstep de “Paradise”, do Coldplay, ele nos traz em primeira mão um remix pro novo single da Florence, “No Light, No Light”. O clima sedutor da original é mantido, mas de base, esqueça as harpas ou os instrumentos orgânicos – aqui é tudo sintético. O dubstep encontra-se como influência, mas não vemos batidas mirabolantes aqui, o que deve agradar os que não gostam do gênero. Batidas R&B fortes, sintetizadores e um tom ameaçador permeam aqui, no que é a primeira grande releitura de uma das melhores novas faixas da Florence.

Florence & The Machine – No Light, No Light (Ianborg Remix)

.

Lady Gaga – Marry The Night (The Weeknd & Illangelo Remix)

Lady Gaga vai lançar um disco de remixes do seu Born This Way, e apesar de conter uma série de remixes já vistos, esse aqui pelo The Weeknd e seus assistente Illangelo ainda é inédito. A versão é para o novo single da cantora, “Marry The Night”, e traz o som caracterísco da revelação R&B do ano, com batidas sedutoras e vocais ligeiramente alterados. Um passo bem longe da original, que é dançante e extremamente alegre, o remix consegue destaque próprio e brilha como uma obra a parte.

.


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/volia174/public_html/ohmyrock.net/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273