Friday Mixes – Vol. #42

Luis Felipe —  01/06/2012 — Faça um comentário

Se você ainda não marcou na agenda, avisou os amigos e separou a roupa que vai usar, vamos lá. Sexta-feira que vem, em pleno feriado, estaremos desembarcando em peso em São Paulo para fazer uma edição especial da Indieoteque, na Funhouse, com foco na nova-música e com o objetivo de levar, pela primeira vez, o blog pra vida real. Vai dar pra ouvir de tudo, desde a nova do Passion Pit, Hot Chip, Niki & The Dove, Lana Del Rey, Foster The People e afins, até os remixes mais legais que já passaram por essas páginas. Além de ouvir boa música, poder trocar um papo com a gente e se acabar de dançar, indo na festa e divulgando para os amigos você estará contribuindo para que possam rolar mais edições da festa em São Paulo, e pra isso, colocando seu nome na lista AQUI e entrando até meia noite, você não irá pagar absolutamente nada.

Não vou chamar de dica, vou chamar de convite. Venha nos encontrar, dançar as novidades que ficavam escondidas no seu iPod e curtir a noite com a gente. Para maiores detalhes, basta acessar nosso evento do Facebook ou a página da Funhouse, e para colocar seu nome na lista, novamente, basta seguir esse link. Quero ver todos lá, hein! E quem não puder ir, qualquer ajuda de divulgação é válida. Obrigado a todos e nos vemos semana que vem!

Detalhes da Festa || Colocar nome na Lista Vip

.

Friday Mixes 42 #REMIXED

Dar um destaque para essa edição do Friday Mixes é injusto, com qualquer um dos remixes abaixo. Tínhamos dez escolhas em mãos e pra tirar duas foi uma luta, mas finalmente chegamos aqui, com a seleção final de oito remixes matadores que retomam um dos principais motivos que me fez abrir essa seção: a releitura de canções já conhecidas. O que você irá ver a seguir, portanto, são remixes que não se parecem nada uns com os outros, que vem cheios de melodias, lotados de solos de sintetizadores e que ainda assim mantém um clima dançante do início ao fim. Só com artistas novos, cheio de novidades exclusivas, sem melodias house-progressivas e só com produções que seguem à risca a estrutura de suas respectivas originais, a seleção a seguir é sem dúvidas uma das minhas favoritas e por isso merece uma atenção maior. Mas agora, vamos ao que interessa. E bom final de semana!

.

Jessica 6 – Somebody To Love Me (Eli Escobar Remix)

“Somebody To Love Me”, música do último disco do Mark Ronson e que na versão original era cantado pelo Andrew Wyatt, do Miike Snow, é também o novo single promocional da Jessica 6, que já vem cantando essa versão ao vivo desde o ano passado. Enquanto a versão original  do cover não sai, seu colaborador de longa data, Eli Escobar, faz seu devido trabalho e adiciona pianos, saxofones e fortes batidas house fazendo da produção um número energético mas delicado, tudo graças aos vocais andróginos e verdadeiros de Nomi Ruiz. Tão verdadeiros que a música nunca fez tanto sentido quanto aqui, principalmente quando canta “see the boy I once was in my life”.

Jessica 6 – Somebody To Love Me (Eli Escobar Remix)

.

Niki & The Dove – Tomorrow (Kat Krazy Remix)

A cada lançamento do Kat Krazy nós ficamos surpresos com a qualidade das escolhas e da produção do jovem produtor alemão, que, após remixar gente como Foster The People e Marina & The Diamonds, cria a versão definitiva de “Tomorrow”, novo single do Niki & The Dove. A original vem cheia de vocais grandiosos e batidas tribais, mas aqui, o produtor adiciona um climinha electro-brincalhão que não falha no serviço. Como seus outros remixes, a estrutura da original está intacta mas a produção é totalmente refeita, e vem mais alegre, divertida e pronta pra colocar a pista pra tremer quando as batidas anunciarem a chegada do refrão. Se conhece a original e quer levá-la pra pista, não vai acreditar quando ouvir essa aqui.

Niki & The Dove – Tomorrow (Kat Krazy Remix)

.

Avicii – Levels (TheFatRat Remix)

Por favor, eu sei que “Levels” do Avicii já é uma das músicas mais desgastadas que eu poderia postar por aqui, e que de fato o remix que o Skrillex fez pra ela aniquilou de vez com qualquer outra tentativa de outro DJ, mas, incrivelmente, o talentoso TheFatRat conseguiu capturar minha atenção novamente e me fazer viciar como nunca no hit do sueco. As produções do TheFatRat lembram um pouco as do Madeon na utilização extensa de samples e barulhinhos 8-bit que remetem à videogames, criando uma versão vibrante, histérica, cheia de detalhes e que usa o refrão só pra nos levar ao drop, parte em que tudo acontece. Depois de muito tempo, eis que surge o melhor remix de “Levels”, um que, quem sabe, supera até mesmo a original. Não deixe passar em branco.

Avicii – Levels (TheFatRat Remix)

.

Chiddy Bang & Icona Pop – Mind Your Manners (Hervé Remix)

Hervé é mais um daqueles produtores que você irá ouvir falar muito daqui pra frente e, no seu remix inédito para “Mind Your Manners”, o rapaz já nos dá uma boa amostra de suas habilidades. A versão original, do Chiddy Bang, usa como refrão um sample de “Manners”, da Icona Pop, que aqui se destaca durante toda a música. O remix na verdade é uma selva de estilos, passando pelo electro, dusbtep, moombathon e por aí vai. Apesar de ser bem diferente e fora da zona de conforto da maioria dos remixes que vemos por aqui, a versão de Hervé é simplesmente brilhante, dançante e coloca a original pra comer poeira.

Chiddy Bang & Icona Pop – Mind Your Manners (Hervé Remix)

.

St. Lucia – Closer Than This (Stereocool Keep On Pushin Remix)

Nosso amor pelo St. Lucia já é explícito aqui no blog, e o mais legal do projeto é o número absurdo de remixes que vem recebendo, seja dos singles em destaque ou não. Com apenas um EP de cinco faixas, St. Lucia acaba de ganhar mais um remix para a maravilhosa “Closer Than This”, que nas mãos do Sterocool ganham uma roupagem mais dançante, electro e vibrante. Apesar do começo calmo e quase acústico, o sintetizares suaves vão nos guiando até o refrão, que é quando a coisa explode de vez e vai seguindo com o ritmo até o último segundo, culminando em um incrível solo de sintetizadores que só ajudam a fazer desta versão da música a mais animada que já ouvimos.

St. Lucia – Closer Than This (Stereocool Keep On Pushin Remix)

.

The Milk – Everytime We Fight (Swindle Remix)

Eles enrolaram mas finalmente, em Setembro, o The Milk estará lançando seu primeiro disco, cujo carro chefe, “Everytime We Fight”, é um maravilhoso pedaço de neo-soul que chega com um dos refrões mais bonitos do ano. Aqui, o Swindle resolve inverter um pouco as coisas e criar um inesperado número para quem já ouviu a original. Trompetes abravisos se unem a batidas moombathon e fortes batidas de palmas pra criar um acelerado remix que passa da casa dos 135 bpm. No refrão, ao contrário da original, as batidas são reduzidas e entra em cena sintetizadores experimentais que não fazem o menor sentido com os versos, mas que culminam, no final, em um divertido solo de sintetizadores que termina com chave de ouro o remix.

The Milk – Everytime We Fight (Swindle Remix)

.

Futurecop! - Into The Future (Sammy Bananas Strobelight Remix)

Os vocais mais doces que você pode imaginar se junta com as batidas electro mais doces que você pode imaginar e culmina num remix que te leva direto pro futuro, e que você não precisa imaginar pra sentir. O novo single do Futurecop!, “Into The Future”, que conta com um vocal que lembra de longe a Kylie, ganha uma versão que supera a original de longe nas mãos do Sammy Bananas, graças a uma série de sintetizadores modernos que poderão ser ouvidos eternamente, em qualquer parte do dia, que nunca iremos nos cansar. As paradinhas das batidas no refrão são sensacionais, e, mesmo que não conheça a original (eu também não conhecia), recomendo que não deixem passar esse remix em branco se quiserem ter uma viagem daquelas.

Futurecop! - Into The Future (Sammy Bananas Strobelight Remix)

.

Friends – Friend Crush (Jake Bullit Remix)

O Friends é outro caso antigo do blog, que vai desde Fevereiro do ano passado e que só foi chegar ao fim esse mês, com o lançamento do incrível Manifest!, debut dos americanos. Sem a intrumentação orgânica da original, a produção ganha vida sintética nas mãos do Jake Bullit, que flerta sem medo com o new-disco e abusa de solos de sintetizadores, cria novas melodias, adiciona um baixo meloso (que lembra imediatamente produções do french-disco) e faz da maravilhosa “Friend Crush” um número mais rico, dançante e cheio de vida, se extendendo por quase seis minutos de puro ritmo e melodia.

Friends – Friend Crush (Jake Bullit Remix)

.

[PACOTE COMPLETO] ♫ Friday Mixes #42 (D/L: Botão direito, Salvar como…)

.

Nenhum comentário

Seja o primeiro a começar a conversa.

Deixe seu comentário