Friday Mixes – Vol. #56 (Especial 3 Anos Oh My Rock)

Luis Felipe —  22/03/2013 — 2 Comentários

16x20-2am-hipster-canvas-print copy

Se você acompanha nossa trajetória desde o início, sabe que a história do Oh My Rock foi uma montanha russa de emoções. Comecei o blog timidamente em 2008, com o intuito de parar de perturbar meus amigos a cada novidade que eu descobria e de criar uma plataforma para novos artistas emergentes. Nós não falamos sobre notícias, não falamos sobre álbuns, nós evitamos ao máximo falar daquela banda que todo mundo tá falando (e se falamos, buscamos sempre trazer uma nova visão) e acima de tudo: nós não escrevemos em inglês. Apesar da metade dos nossos leitores serem estrangeiros, somos um blog orgulhosamente “de brasileiro para brasileiro”, com o objetivo de trazer para a nossa língua os mais diversos artistas que chamam a nossa atenção, que ainda não “chegaram por aqui” e que, na nossa opinião, “merecem ser divulgados”.

Como eu estava falando, começamos timidamente em 2010, e ao longo desses três anos entraram e saíram diversos colaboradores, fizemos amizades que (não estou exagerando) serão para toda a vida, fizemos festas incríveis na Funhouse, estivemos em contato com diversos artistas emergentes, demos entrevistas para jornais e TV, ouvimos vários discos em primeira mão, entrevistamos alguns dos nossos artistas favoritos e fomos convidados para diversos shows e eventos que nem imaginávamos participar. Sinceramente, nunca imaginei que um simples hobbie tomaria tamanha proporção e seria, no final, uma parte tão importante da minha vida. E tudo isso graças a vocês, que entram no nosso blog diariamente, comentam nossas postagens, espalham as novidades para os amigos, vão em nossas festas, contribuem com dicas e vibram com as nossas conquistas.

Meu tempo dedicado ao blog é curto, pessoalmente trabalho em tempo integral e, durante estes três anos, ainda estudava a noite. Não me perguntem como eu consegui ainda administrar um blog porque eu não sei responder, mas pode ter certeza que cada post escrito aqui foi selecionado a dedo e feito com muito suor. A vontade de desistir já bateu intensamente, mas graças ao apoio de vocês buscamos sempre caminhos alternativos, como adaptar o blog para um estilo mais “rápido” (tumblog) e gastar finais de semana em detrimento de postagens. Portanto, para finalizar, gostaria de dizer a todos os envolvidos um MUITO OBRIGADO por sustentarem o blog, vocês são a principal razão por estarmos fazendo isso e com o apoio contínuo de vocês, podem ter certeza que ainda estaremos aqui por um bom tempo. Agora aumente o volume e dê o play pois o Friday Mixes de hoje é especial! Curtam!

OBS 1.: A partir de segunda feira abriremos as inscrições para novos colaboradores no blog, então se tiver o interesse de entrar para o time, voltem semana que vem para saber como!

OBS 2.: Remixes individuais após o jump, clicando na foto acima ou AQUI.

MIXTAPE: Friday Mixes 55 #REMIXED

.

Justin Timberlake - Suit & Tie (WhiteNoize Remix)

homepage_large.4d3b4feeJustin Timberlake e sua “Suit & Tie”, com participação do Jay-Z, já ganhou inúmeros remixes este ano. Entretanto, o WhiteNoize e seu remix não oficial da faixa configura-se como uma das releituras mais dançantes e voltadas para a pista que a canção já recebeu. A produção vintage da canção original fica de fora a favor de batidas deep-house que mantém a classe do material de origem ao mesmo tempo em que traz sua sonoridade para o presente, servindo como uma bela amostra do material do produtor.

Justin Timberlake - Suit & Tie (WhiteNoize Remix)

.

Tegan & Sara – Closer (Vendettas Remix)

artworks-000030564466-q7hd08-cropTegan & Sara ressurgiram das cinzas ano passado com “Closer”, um synth-pop vibrante que atirou as convenções da dupla pela janela e serviu como porta de entrada das garotas ao mundo do synth-pop. O single de sucesso ganhou inúmeros remixes este ano, e a versão do Vendettas se destaca das demais pelo uso de sintetizadores retrôs, que parecem sair de videogames, e pelo uso de uma bateria eletrônica ao invés de batidas electro, o que dá um maior senso dinâmica à canção, visto que as batidas não seguem uma regra e estão em constante mudança. Se você espera um remix batidão para cair na pista certamente encontrará vários da música pela internet, entretanto, esse não é o caso com este aqui.

Tegan & Sara – Closer (Vendettas Remix)

.

Two Door Cinema Club - Sun (Jesse Marco Remix)

TDCC-535x535Outra canção que já ganhou pencas de remixes foi “Sun”, do Two Door Cinema Club, que aliás estarão desembarcando no Brasil semana que vem para sua apresentação no Lollapalooza. O maravilhoso single, que em sua forma original é quase uma balada romântica, ganha uma produção psicodélica e explosiva nas mãos de Jesse Marco, que mistura samples, batidas electro e um toque de dubstep para criar um remix aparentemente inofensivo até você ouvir o drop do refrão, uma bagunça sonora que com certeza te colocará pra dançar da maneira mais inusitada possível.

Two Door Cinema Club - Sun (Jesse Marco Remix)

.

Lana Del Rey – Summertime Sadness (Monsieur Adi Remix)

LANA+DEL+REY+–+SUMMERTIME+SADNESSMesmo depois de um ano, Lana Del Rey continua provando a qualidade de suas músicas, que permanecem excelentes mesmo quando distorcidas e corrompidas pelos inúmeros remixes de produtores alternativos. Aqui, o conhecido Monsieur Adi faz seu trabalho em “Summertime Sadness”, último single do Born To Die, e aplica uma textura característica do french-disco do Justice, com batidas ligeiramente electro convivendo com vocais alterado e sintetizadores frenéticos. Apesar de deixar a estrutura da canção intacta pela maior parte da sua duração, o produtor surpreende ao mudar ligeiramente o refrão em algumas partes, além de finalizar a canção de um modo genial, de maneira surpreender até mesmo os mais fanáticos pela cantora.

Lana Del Rey – Summertime Sadness (Monsieur Adi Remix)

.

Lorde - Bravado (FFFRRANNNO Remix)

lordebgA australiana Lorde, de apenas 16 anos, foi meio que um sucesso instantâneo na blogosfera este ano, cuja ascensão veloz rendeu à garota um contrato com uma gravadora poucos dias após aparecer em todos os blogs de música. O novo single do seu EP Love Club, “Bravado”, vem recebendo remixes de diversos produtores, e a releitura do talentoso FFFRRANNNO certamente é daqueles caso onde o remix consegue superar a original. Enquanto o material de origem soava como uma Marina & The Diamonds deprimida, FFFRRANNNO injeta uma boa dose de originalidade graças a batidas eletrônicas que passeiam entre o trap e o R&B, com sintetizadores ensolarados e muitos efeitos nos vocais da garota, que são recortados e colados tal como uma produção do Purity Ring. Uma dica ao FFFRRANNNO: que tal remixar todo o EP da Lorde?

Lorde - Bravado (FFFRRANNNO Remix)

.

Blondfire - Walking With Giants (Shreddie Mercury Remix)

squareO Blondfire já estava circulando por diversos blogs desde 2011, entretanto, graças aos bons singles da dupla, finalmente eles quebraram a barreira do mainstream e jã tocam com uma certa frequência nas rádios alternativas americanas. E como o ditado diz, “com o sucesso vem grandes remixes” (risos), o criativo Shreddie Mercury adiciona toda a sua fúria de sintetizadores em “Walking With The Giants”, nossa canção favorita da dupla. O começo tímido mal te prepara para os quatro minutos que se sucedem, onde guitarras e sintetizadores se digladiam em solos e riffs que certamente colocarão qualquer um pra dançar, graças ao uso de batidas electro para manter o ritmo. Surpreendente, eufórica e completamente grudenta, mal podemos esperar para ouvir novas produções de Shreddie.

Blondfire - Walking With Giants (Shreddie Mercury Remix)

.

Yelle - L’Amour Parfait (Baadman remix)

yelle-lamour-parfait-puthA nossa francesa favorita, Yelle, retonou esse ano com um single no mínimo inusitado. Ao contrário do vibrante disco anterior, “L’Amour Perfect” chega como um dark pop de vocais alterados e batidas sinistras, que certamente representam uma nova sonoridade da cantora. Os remixes, entretanto, garantem à música raízes mais dançantes, sendo a versão do Baadman certamente a melhor da safra até então, com batidas electro e drops bem posicionados, com riffs de sintetizadores e tudo que você deseja de um remix para tocar nas pistas, batidas a 128 bpm e tudo mais.…………………….

Yelle - L’Amour Parfait (Baadman remix)

.

Daft Punk – Harder, Better, Faster, Stronger 2013 (No Hopes Remix)

tumblr_llcvutHHv41qau4seo1_1305663219_coverA obsessão da internet pelo Daft Punk é perceptível quando você vê um teaser de 15 segundos de uma nova música da dupla virando febre e rendendo remixes blogosfera afora. Apesar de ainda não entender do que se trata, um single de “Harder, Better, Faster, Stronger” foi lançado este ano com direito a dois novos remixes da icônica faixa. Com batidas e sintetizadores deep-house que parecem obra do Azari & III, a nova produção refeita pelo No Hopes captura cada elemento que você gostava da original mas traduz suas batidas para os tempos de hoje. Como os clássicos que se preze, a canção só fica melhor a cada vez que escutamos, e um remix atemporal como este é daqueles para se manter na coleção e guardar de trunfo para os sets mais explosivos. Imperdível!

Daft Punk – Harder, Better, Faster, Stronger 2013 (No Hopes Remix)

.

Electric Guest – The Bait (Moonlight Matters Remix)

Electric-Guest-The-BaitA gente consegue contar nos dedos quantos remixes do Electric Guest já ouvimos, entretanto, com a má divulgação do seu álbum e uma clara falta de interesse da gravadora em contratar produtores para remixá-los, nós agradecemos aos céus (e aos produtores!) a cada remix liberado. A nossa sorte é que o badalado produtor Moonlight Matters também é fã da banda e, sentindo a necessidade de mais remixes dos californianos, partiu pela própria conta pra fazer de “The Bait” um número tipicamente seu, com sintetizadores sombrios e batidas praticamente imperceptíveis, que deixam todo o foco nos riffs e solos de synths que se sucedem. Mantendo a composição da faixa original intacta, seu refrão grudento certamente irá agradar até mesmo quem não conhece o material de origem.

Electric Guest – The Bait (Moonlight Matters Remix)

.

St. Lucia – Before The Dive (CHVRCHES Remix)

tumblr_m9uoltnVxU1rtajll_1346803986_coverA gente adora quando duas das nossas bandas favoritas se unem para um super-remix, entretanto, amamos mais ainda quando o resultado é que nem este que o CHVRCHES fez para o St. Lucia. Remixar “Before The Dive”, nossa segunda canção favorita de 2012, é um trabalho pesado para qualquer produtor, visto que a produção original é tão perfeita que alterá-la é um crime, entretanto, o CHVRCHES consegue se livrar das acusações com um remix cheio de batidas electro picotadas e recortadas, como se fosse uma produção própria da banda. Os glitches e os vocais distorcidos aparecem em toda parte, e no final, a banda inclusive adiciona um verso adicional cantado pelos próprios membros da banda, configurando um remix que apesar de não superar a canção original consegue ser igualmente divertido e surpreendente.

St. Lucia – Before The Dive (CHVRCHES Remix)

.

A mixagem dessa edição foi feita pelo DJ Amplis, residente das festas Rifferama (rock dançante) e Discothèque (dance music), ambas no dDuck Club, em Belo Horizonte. Confira suas outras mixagens e siga-o no Mixcloud!

2 respostas para Friday Mixes – Vol. #56 (Especial 3 Anos Oh My Rock)

  1. Odeio ser o pedinte de plantão, mas talvez vocês tenham recebido essa dúvida várias vezes: não vai ter mais pacotão de download, pra evitar o que aconteceu com um Friday Mix que foi “aleijado” (acho que o #28)?

Deixe seu comentário