Arquivos para Cover

Nova música do The Knocks, nova música do The Milk, e um cover muito divertido do Hercules & Love Affair para “Shelter” do The XX. Tem como não amar a sétima edição do Cover Me?

.

The Knocks -  Ain’t Too Proud To Beg (The Temptations Cover)

Quem não está esperando o primeiro disco dos The Knocks, é porque ainda não ouviu “Dancing With The DJ”, uma brilhante canção feita para as pistas. Aqui, os produtores nova-iorquinos mais quentes do ano chegam aqui com um cover do The Temptations, bem na linha do single anterior, com sintetizadores moderninhos mesclados ao clima funky anos 60 da música. A original, lançada pelo famoso selo Motown Records em 1966, é o primeiro single de um EP de covers do grupo, chamado de The Same Old Songs, e que só terá regravações de clássicos da Motown. Pode não ser algo completamente original, mas com certeza saciará nossa sede até a chegada do primeiro álbum, com lançamento previsto para o final de Agosto desse ano. O EP chega semana que vem já.

The Knocks -  Ain’t Too Proud To Beg (The Temptations Cover)

.

The Milk – 54/46 Was My Number (Toots & The Maytals Cover)

Foi só eu falar do The Milk semana passada aqui no blog que tweets falando sobre “dançinhas involuntárias” e “vontade de sair pulando” apareceram, e como disse, não culpo a ótima “(All I Wanted Was) Danger” por isso. Se curtiu o single, ouça aqui o seu b-side, um cover para “54/46 Was My Number”, uma das primeiras músicas ska a ganhar popularidade fora da Jamaica, graças ao Toots & The Maytals. A música, que fala sobre o tempo que Toots passou na prisão por ser pego em posse de maconha, ganha aqui renovadas batidas de reggae e ska, e até um pouquinho de dubstep, e deve provocar os mesmos efeitos psicoativos em quem ouví-la, que nem o outro single.

The Milk – 54/46 Was My Number (Toots & The Maytals Cover)

.

Hercules & Love Affair – Shelter (The XX Cover)

Cá entre nós, o novo disco do Hercules & Love Affair pode ter sido uma bela decepção, mas isso já era esperado. A banda, que é praticamente uma turma completamente diferente do primeiro disco, volta aqui com um cover da aconchegante “Shelter”, do The XX, para servir de b-side do single “Painted Eyes”. Aqui, o minimalismo do Jamie XX dão espaço para batidas house e sintetizadores anos 90, típicas da banda, que conseguem transformar essa seca canção no melhor pretexto para se mexer na pista em pleno sábado a noite.

Hercules & Love Affair – Shelter (The XX Cover)

.

Estava esperando justamente por um terceiro cover legal aparecer, até que recebo um email da equipe da Oh Land, me apresentando o mais novo cover da cantora, justamente um do Fleet Foxes, que acaba de lançar um single novo. Sem demoras, também temos aqui um cover novíssimo do Gobble Gobble para a viciante “Nikki” do The Dream, e uma versão electro-rock para “Whip My Hair” (que achei lá no ótimo QDNG!).

Oh Land – White Winter Hymnal (Fleet Foxes Cover)

Falamos do Fleet Foxes hoje, e por coincidência, a sensação pop de 2011 Oh Land já estava cantando esse cover da banda em alguns dos seus shows ao vivo, até que sua própria equipe me enviou hoje com exclusividade a versão em estúdio da faixa! O folk rock dos caras ganham um toque electro pop característico da cantora, numa versão ligeiramente mais agitada graças a uns batuques afro-pop. Misture a voz angelical de Nanna Fabricius e está pronto, o primeiro e maravilhoso single do grupo ganha uma nova roupagem, e que arrisco dizer, fica ainda mais encantadora que a versão original. Clicando aqui, você ainda assiste à gravação da faixa na Newtown Radio.

Oh Land – White Winter Hymnal (Fleet Foxes Cover)

.

Gobble Gobble – Nikki (The-Dream Cover)

Falei do projeto paralelo do Gobble Gobble aqui semana passada, e consegui fazer com que alguns novos leitores ainda entrassem na febre da banda, que anda sem lançar algo novo há um tempinho. A maior novidade, entretanto, é esse ótimo cover da música mais pegajosa do The Dream, “Nikki”. Mesmo que você não conheça a original e ainda não tenha se viciado pelo seu refrão, prepare-se pra ter sua mente infectada por esse cover, que é uma das produções mais limpas (mas não menos complexas), dessa excelente banda de synth-pop, que a cada lançamente te faz ouvir um som que você nunca nem imaginou que existisse.

Gobble Gobble – Nikki (The-Dream Cover)

.

Skull Tape – Whip My Hair (Drowning In Blood) (Willow Smith Cover)

É uma pena que tanta gente ainda olha torto pra Willow Smith e seu viciante single “Whip My Hair”, que chegou quase como uma piada até parar em metade das baladas alternativas do país. O Skull Tape, entretanto, transforma o hit bate-cabelo num electro-rock infinitamente mais adulto que a versão original, que ainda inclui sons de tiro, sangue e uma parte totalmente nova (que começa nos 3:00), com uma melodia que poderia se encaixar bem nos Body Talk da Robyn. O conjunto é uma faixa que promete conquistar até quem não gosta da original, e que nos deixa ansiosos para ouvir mais dos caras.

Skull Tape – Whip My Hair (Drowning In Blood) (Willow Smith Cover)

.

A seção de cover está de volta, quem sentiu falta? Ouçam dois covers quentíssimos, e um do ano passado, o de “D.A.N.C.E,” mas o melhor na minha opinião!

.

Everything Everything – What’s My Name (Rihanna Cover)

Tem como falar de covers sem citar o famoso programa Radio 1 da BBC? Pra completar a tradição de covers inusitados, o Everything Everything resolver dar uma roupagem mais roqueira à música mais classy da Rihanna, “Whats My Name”. Eu sinceramente ainda não enjoei da versão original, e enquanto o vocal estridente da banda não se encaixa tão bem quanto o  suave da Rihanna, os caras mandam bem, e chamam até uma outra cantora para ajudar nas partes mais difíceis. Então ouve aí e mate sua curiosidade, só não fique surpreso se se sentir um pouquinho decepcionado.

Everything Everything – What’s My Name (Rihanna Cover)

.

Telephoned – All Of The Lights (Kanye West Cover)

O Telephoned já é expert em covers. Esse duo que apareceu na edição de covers passada fazendo um cover do Yeasayer, volta aqui com uma versão não-tã0-legal do maior-futuro-hit do Kanye West, “All Of The Lights”. Mandando embora Rihanna e os outros 10 convidados, a banda ainda adiciona batidas que lembram o funk carioca e leves sintetizadores, além de colocar o doce vocal da “house diva” Maggie Horn para ficar repetindo o refrão. O resultando não é tão bom quanto o outro cover ou o primeiro single da banda, que você também já ouviu aqui, mas vale pela intenção.

Telephoned – All Of The Lights (Kanye West Cover)

.

Hawa – D.A.N.C.E. (Justice Cover)

O melhor, disparado, cover dessa edição, Hawa e seu gingado soul soa como se a Amy Winehouse resolvesse incluir um cover do hit do Justice em seu novo disco. Um soul com cara de atual, embora tenha sido lançado no começo do ano passado, as batidas electros moderninhas do duo francês são substituídas por arranjos vintages que tranformam a música no maior clássico dos anos 2000 que poderia ter sido lançado nos anos 70. Vale a pena baixar, ouvir, e se apaixonar de novo pela música.

Hawa – D.A.N.C.E. (Justice Cover)

.