Archives For Experimental

tumblr_nsm6anSJKZ1qa7dyho1_1280

Após o lançamento do revigorante EP 1000, o londrino de 22 anos Ben Khan continua sua onda de lançamentos infalíveis com a densa “Blade (Tidal Wave Of Love)”, amostra de que o produtor, ao contrário de algumas de suas maiores inspirações (hmm, Jai Paul), não pensa em parar tão cedo. Aplicando seu estilo característico sobre uma produção eletrônica mas de base orgânica, a mistura de sintetizadores com guitarras funkies o aproximam de um R&B com sensibilidade pop, que, acrescentados ainda a um maremoto de samples e barulhos bem pontuados, culminam em mais um exemplo da genialidade de vanguarda do jovem produtor.

PC-MUSIC-SNOWGLOBE-575x563

Goste ou não, os meninos (e meninas) do PC Music chegaram pra ficar. O coletivo, formado por produtores que buscam “o novo pop” através da junção de elementos do chiptune, uma pitada de rave e pop japonês (tudo embalado num papel-presente verde neon), acaba de lançar mais um registro do selo, o novo single do Dux Content, projeto formado por Daniel H. e A.G. Cook. A tão-brega-que-chega-a-ser-cool “Snow Globe” chega com aqueles mesmos vocais computadorizados, que parecem daquela assistente do Google, numa produção repleta de sintetizadores agudos e estridentes, que parecem prestes a explodir de tanta sacarina. Não tem outro jeito, pois se não gosta das produções do PC Music, você não vai mudar de ideia com esta aqui. No jogo do “ame ou odeie”, ficamos com a primeira opção.

792c95d6

Será que estamos diante do próximo estrondo musical de 2015? Com participação especial da jinga dancehall jamaicana de Popcaan e dos versos afro-caribenhos poderosos do haitiano Young Thuug, Jamie xx nos entrega mais uma amostra da sua genialidade e personalidade ímpar, sob o nome de “I Know There’s Gonna Be (Good Times)”. A obra, que faz jus ao nome, nos proporciona três minutos de puro good time, com uma batida brilhantemente pegajosa e uma produção leve e super dançante – que é um salve à inovação musical. O resultado final, obra do encontro de três personalidades completamente distintas, não apenas surpreende mas funciona como o depósito dos três melhores ingredientes em um caldeirão para criar uma poção especial. Integrante do álbum In Colors, a ser lançado dia 2 de Junho, não temos dúvidas de quem vem por aí um dos melhores lançamentos do ano.

favela

Como uma incógnita musical, o multi-instrumentista Favela parece ter encontrado seu próprio mundo de intimidades onde ousa com produções e composições com um aspecto bem peculiar. Combinando a delicadeza do Bon Iver com os sons futuristas do Jamie xx, não deve levar muito tempo para que Favela deixe o status de artista emergente para o mainstream. Tendo lançado um punhado elogiado de faixas no ano passado, o músico mostra-se seguro para liberar seu primeiro trabalho coeso junto ao selo Transgressive Records em junho deste ano. Carro chefe do EP de estréia, “Future Visions” encapsula tudo o que temos aprendido a amar em Favela mostrando aqui um pequeno avanço de produção com padrões de camadas muito mais intrínsecas. Submerso em emoção, o registro em chillwave encaixa-se como trilha perfeita para dias solitários acompanhados por uma bebida e embalados por pensamentos que tecem por otimismo. O trabalho leve carrega uma percussão que viaja sobre batidas tremulantes transmitindo uma sensação final extremamente agradável. Favela segue na divulgação do EP Future Visions que tem o lançamento programado para o dia 29 de junho.

Willow – F Q-C #7

Felipe —  11/05/2015 — Leave a comment

willow-shields

Não há como negar que Willow já pode ser considerada uma gênia mirim. Com apenas 14 anos já co-produziu algumas canções próprias e vídeos, e diga-se de passagem o fez assustadoramente bem. Não é por ter um pai em Hollywood que ela ganhou fama por inércia – a menina é mesmo talentosa. No novo vídeo, ela confessou ao The Fader, que representou seus 4 chakras por meio da própria imagem, vestida em cores diferentes. Amarelo, auto-confiança; azul, a própria canção (ou voz); vermelho, o instinto de sobrevivência; e o preto é a combinação de tudo, dos componentes que à fazem única. A canção é inspirada em “Girlpool” do tUnE-yArDs com o Cree Summer, então não espere nada muito pop. Ainda arriscamos algumas outras semelhanças, com o Ibeyi e com o Dirty Projectors. Gênia!

tumblr_n7agj3k3NL1txcb93o1_500

Mesmo que você goste do seu pop um pouquinho açucarado, cuidado ao se aproximar do novo single do easyFun, pra não ter uma overdose. Integrante do coletivo PC Music, que acaba de lançar sua primeira coletânea, o produtor faz jus ao selo com a explosão de glicose que é “Laplander”. Com uns vocais que soam como uma tentativa da GLaDOS de cantar j-pop, a canção é tão feliz que chega a dar medo, repleta de sintetizadores eufóricos e timbres estridentes que completam a produção esquizofrênica à-la Crystal Castles made in Tokyo. Se a doidera é seu estilo, corre pro Soundcloud do cara que a viagem continua.

.

Quando apresentamos o SOHN aqui, o cantor austríaco chamou atenção com “The Wheel”, que tem um som bem mais experimental do que seus novos trabalhos. Porém, isso não significa que o artista perdeu sua qualidade peculiar. Aproximando-se de um pop que remete a BANKS e James Blake, o novo single do SOHN prova que o debut Tremors, previsto para 7 de abril, ajudará o cantor a conquistar novos admiradores. Depois do acelerado clipe de “Lessons” e do reflexivo “Bloodflowers”, o lançamento mais recente do artista é a música “Artifice”, que tem um vídeo dirigido por Thom Glunt. O destaque do clipe está na forma como a câmera lenta e a iluminação realçam a beleza dos movimentos das pessoas e dos pingos de chuva.