Archives For Patrocinado

getloud 2

Com o conceito #GETLOUD, a CONVERSE deseja celebrar o artesão roqueiro que temos dentro de cada um de nós, convidando-nos a expressar o rock da maneira que quisermos, seja com música, arte, moda ou até mesmo gastronomia – o que vale mesmo é a ousadia e o senso do-it-yourself. Entrando nesse espírito e trazendo-o para o universo do blog, separamos uma seleção de três novas bandas que estão fazendo justamente isso: rock caseiro, sem frescura, mas que já soa bom o suficiente para invadir suas playlists e injetar uma boa dose de energia no seu dia. Ouça e não tente ficar parado.

.

Le Trouble

le-trouble-slider

Os garotos do Le Trouble  têm impressionado a cena canadense com suas músicas bastante ecléticas, sempre  lotadas de energia e guiadas por dançantes riffs de guitarra. Após lançar de forma independente o EP Reality Strikes, no ano passado, a banda retorna agora com “Real Talk”, um indie-rock pulsante dominado por guitarras, que soa como uma versão mais animada das músicas de Funeral, do Arcade Fire, mantendo toda aquela grandiosidade da banda.

.

Wunder Wunder

BR0A5350

Os produtores australianos Aaton Shanahan e Benjamin Plant podem ser mais conhecidos pelo seu projeto eletrônico Miami Horror, mas depois de anos produzindo música pras pistas, a dupla decidiu usar seu talento para homenagear o rock psicodélico dos anos 70 com seu novo projeto, Wunder Wunder.  Como uma viagem sensorial para as décadas passadas, já na primeira música da banda, “Sure Stuck”, podemos sentir o caleidoscópio de melodias  compostas por guitarras, sintetizadores e baterias que domina os 6 minutos da produção, que certamente te levará às alturas. Só cuidado pra não querer voltar.

.

COIN

coin3

Os rapazes do COIN só querem fazer um indie-rock feliz pra você dançar na sexta a noite e cantar a plenos pulmões, e isso nunca ficou tão aparente quanto no novo single da banda, a divertida “Time Machine”. Como uma máquina do tempo que te transporta para os anos 90 – onde a coisa mais importante das nossas vidas era assistir Power Rangers e jogar Pokémon – os garotos combinam um refrão grudento com melodias de sintetizadores e riffs de guitarra para dar vida a um número que cairia tão bem 20 anos atrás no seu discman quanto cai hoje no seu MP3.

.

Prepare-se

Durante todos as semanas do #GET LOUD, a CONVERSE também convidou a todos para que façam barulho postando seu pôster, música, vídeo no Twitter, Facebook ou Instragram com a hashtag #GETLOUD e se expressar ao lado dos novos criadores do rock no Brasil. Acompanhe todo o  #GETLOUD no site: http://converseallstar.com.br/getloud

20130219103726610632o

Se você andou acompanhando o Oh My Rock nas últimas semanas, ficou sabendo da ação proposta pela Oi em parceria com o Rock In Rio onde nós, assim como outros seis dos maiores blogs de música do Brasil (Move That Jukebox, O Esquema, Papel Pop, Portal It Pop, Zona Punk, Tenho Mais Discos Que Amigos), tivemos que indicar três bandas para ocupar um slot do Palco Sunset, do Rock In Rio, no dia 20 de setembro. Como vocês viram aqui, nossas indicações foram We Are Pirates, Phill Veras e One Sky Two Vision. A seleção de 21 bandas indicadas foi para os ouvidos do Zé Ricardo, diretor artístico do Palco Sunset, que finalmente chegou à decisão de qual banda integraria o line up do Palco Sunset do festival mais cobiçado do Brasil: o nosso escolhido, Phill Veras.

A notícia de que uma banda indicada por nós vai poder realizar o sonho de tocar num festival desse porte e ganhar uma série de regalias pela Oi toca diretamente no nosso ideal, em um dos motivos de termos aberto esse blog. Estamos aqui justamente para descobrir novos artistas, que estão no início de suas carreiras e que merecem uma chance, nem que seja um pequeno artigo no nosso blog, para ser um pouco mais reconhecido e divulgado. Quando fui convidado para participar da ação, me senti responsável por dar o meu melhor, por fazer uma das coisas que mais gosto: indicar bandas que realmente acredito e que ao mesmo tempo combinem com o estilo do festival, principalmente do Palco Sunset.

Como descrevi no release, o som de Phill, em especial no seu último single, “Já Vou Tarde”, apresenta uma produção caprichada que flerta ao mesmo tempo com elementos do MPB e do afro-pop americano dos garotos do Vampire Weekend, com teclados divertidos, guitarras, batuques e refrões carismáticos que certamente não farão feio numa tarde ensolarada na Cidade do Rock. Portanto, fica aqui nosso convite para todos que estiverem no festival dia 20 de setembro para conferirem o show do rapaz, que certamente é um dos nomes mais promissores do atual cenário musical brasileiro!

Phill Veras – Já Vou Tarde

Quem acompanha o blog ou já foi a alguma pista de dança nos últimos dois anos com certeza já é familiar com o projeto meio-brasileiro/meio-americano N.A.S.A., cria do brasileiro Zegon com o produtor nova-iorquino Squeak E. Clean, que somente em um único disco – o primeiro, diga-se de passagem – conseguiu reunir nomes como Lykke Li, Kanye West, David Byrne e Lovefoxxx, para citar alguns. Sumidos desde 2009, o duo se une agora ao Derrick Green, vocalista do Sepultura, graças à uma ação promocional da Honda para celebrar seu novo lançamento, o Fit Twist.

Juntar as batidas maníacas do N.A.S.A. aos vocais poderosos do Sepultura certamente não é algo que se vê todo dia, e o resultado é um electro-hard-rock no mínimo curioso, que precisa ser ouvido para ser entendido. O mais legal de tudo é que o próprio carro foi usado como um controller/mixer para a criação das batidas e da produção da música, que acabou resultando no projeto chamado Honda DriveMixer.

A canção será divulgada em breve, e se ficou curioso para ouví-la, fique ligado em nossas postagens pois iremos trazer a música em primeira mão por aqui. Enquanto isso, fiquem com um maravilhoso remix de “Gifted” pelo excelente Treasure Fingers, só pra matar a saudade.

N.A.S.A. – Gifted (Treasure Fingers Remix)