41785b73

Pode ter demorado três anos, mas finalmente chegou o dia em que os suecos do Kate Boy anunciaram seu disco de estreia. Após uma série de singles bem sucedidos como “The Way We Are”, “Northern Lights” e “Higher”, a banda anunciou a chegada do álbum ONE para novembro, em conjunto com o primeiro single do registro, a igualmente brilhante “Midnight Sun”. Produzida por Christoffer Berg (The Knife, Fever Ray, Depeche Mode), a canção segue a linha dos lançamentos anteriores unindo vocais energéticos, assovios e fortes batidas eletrônicas que poderiam muito bem servir de trilha para uma rave na floresta. O refrão, grudento como de costume, é um breve lembrete do porquê nos apaixonamos por eles em primeiro lugar, e um forte testamento de uma banda que, pelo menos até agora, ainda há de falhar.

0004492204_10

Qual a influência que um artista que nem lançou um disco pode ter sobre os demais? Se levarmos em conta a história do Jai Paul, a resposta é “muita”. Alguns traços da produção do britânico podem ser vistos facilmente em “Not Enough”, primeiro single do Demo Taped, projeto do americano Adam Alexander. Após uma breve introdução repleta de harmonias vocais, sintetizadores retrôs entram em cena aliados a pausas estrategicamente posicionadas e um grave que parece acompanhar o vai e vem de uma onda, que servem de base para os vocais melódicos de Alexander brilharem com suavidade e despretensão. Apesar do estilo seguir a linha dos britânicos Ben Khan e do já mencionado Jai Paul, o americano pega as lições aprendidas e as usa de base para criar algo diferente de tudo e igualmente criativo, sendo válido inúmeras audições para absorção completa de todos os sons e detalhes da produção.

aamamma23

No mês passado, Anne-Marie nos presenteou com “Karate”, seu 1º single, exalando sensualidade com vocais sussurrados e batidas intensas. Preste a lançar seu EP homônimo, a cantora divulga agora “Gemini” que, em oposição à faixa-título, que flerta com o pop de balada, resolve pegar inspiração nas produções de hip hop e R&B atuais. Nela, a cantora aposta novamente em versos sóbrios que explodem em refrões repletos de energia. A beleza desta vez fica por conta de sua extensão vocal, trabalhada num belíssimo contraste entre graves e agudos. Isto, somado à atmosfera etérea, resulta numa faixa cativante que enriquece e diversifica o material solo da cantora. Uma vez comprovado o seu carisma, “Gemini” veio para mostrar que Anne-Marie é também versátil. Mal podemos esperar para conhecer suas demais faces com a chegada do seu 1º EP, com lançamento pro dia 10 de julho.

haerts-everybody-here-wants-you

Depois de lançar um dos debuts mais bonitos de 2014, o grupo de synthpop Haerts volta com um lançamento igualmente encantador. Deixando um pouco de lado as produções autorais, a banda fez um cover da música “Everybody Here Wants You”, lançada originalmente em 1998 pelo Jeff Buckley, companheiro de gravadora da banda. Nos vocais de Nina Fabi, a canção mantém seu caráter intimista mas ao mesmo tempo cercado de certa grandiosidade e melancolia, característicos da banda. O single foi lançado nessa semana e acompanha a incrível “Animal”, que foi lançada anteriormente na trilha sonora do jogo 2014 FIFA World Cup Brazil e só agora tem seu lançamento oficial, com uma produção progressiva e etérea, que começa com uma longa introdução até explodir de vez na sua metade, envolvendo já na primeira ouvida e nos deixando ansiosos quanto ao futuro da banda. Se os dois singles são alguma indicação, o HAERTS está prestes a ficar cada vez maior.

Haerts – Everybody Here Wants You

Haerts – Animal

timthumb

Elohim – que significa Deus em hebraico – surge em clima de mistério total através do seu primeiro single “She Talks Too Much”. A faixa começa soando como se fizesse parte da trilha sonora de um filme de Halloween, mas logo apresenta sua verdadeira face: um vocal doce, que nos faz lembrar algumas músicas do CHVRCHES e da Little Boots, mesclado com sintetizadores arrebatadores. Agora, tome cuidado. O ápice da música está no refrão e parte dele não sairá da sua mente tão cedo. Pouco se sabe sobre esta banda de Los Angeles, que até agora só compartilhou fotos que não revelam sua verdadeira identidade, mas, através desse cartão de visita, fomos presenteados com um electro-pop pegajoso, daqueles que você vai dormir cantando.

Soleima-759x397

Há quase dois meses, apresentamos aqui no blog a Soleima e seu primeiro single, “My Boi”, um pop-psicodélico extremamente melódico e bem produzido, que de lá pra cá só nos deu a certeza de ser um dos melhores singles do ano. Misturando a sensibilidade da Robyn com os sintetizadores de videogame do Neon Indian, nossa obsessão acaba de ficar ainda maior com a versão finalizada da música, que ganha corpo com a adição de guitarras, novos vocais e uma produção ainda mais psicodélica. Adicione ainda um clipe novo igualmente hipnotizante que não temos dúvida alguma – Soleima é uma das cantoras mais promissoras dos próximos anos.

Soleima – My Boi

Kiiara---Gold

É direto da listinha de “estreias do ano” que chega “Gold”, o primeiro single da americana de apenas 20 anos, Kiiara. A canção, uma parceria com o produtor Felix Snow, apesar de 100% americana mais parece uma resposta da Suécia à Iggy Azalea, com uma batida pop deliciosamente trap pavimentando o caminho para os vocais sussurrados de Kiiara, que logo se desmancham em recortes com a chegada do refrão que, apesar de ser impossível de cantar, parece feito pra grudar na cabeça. Como se o apelo da Cassie encontrasse com a produção inventiva da , “Gold” deixa as expectativas na altura para o EP de estreia da cantora, Meet Me In The Cornfield, sem previsão de lançamento ainda.

Página 2 de 257123...1020...Última »