.

Depois de uma relação atribulada, nada melhor do que deixar claro que você não precisa mais do amor de alguém, não é mesmo? Pois o Joel Compass criou “Forgive Me” para expressar tais sentimentos a partir de batidas de R&B capazes de agradar aos apreciadores de Frank Ocean, The Weeknd e até Olly Murs. Depois dos vídeos de “Run” e “Astronaut”, Joel Compass recorreu a Ross McDowell e Bem Murray para a direção do vídeo de seu novo single, que será lançado oficialmente no dia 20 de abril. Inicialmente, vemos o cantor numa posição vulnerável na escuridão, como quando ficamos expostos diante de um pedido de perdão. No entanto, somos surpreendidos quando a letra da música chega à parte em que o artista revela que vai esquecer a pessoa, pois luzes se acendem e exibem músicos ao redor do cantor, deixando o videoclipe mais colorido.

.

É fácil uma canção sensual como “Touch” cair na armadilha de ter um clipe apelativo, porém, Shura soube expressar a sensualidade de sua música de estreia com muita sutileza. Junto de Ammr Khalifa, a artista dirigiu o videoclipe de seu primeiro trabalho solo. No vídeo, diversos casais aparecem se tocando e trocando beijos. Mais do que as carícias, os olhares e sorrisos antes dos momentos de intimidade com outra pessoa são salientados pela câmera, servindo como ótimo pontapé para a divulgação do trabalho da cantora, que soa como uma mistura de Haim, Jessie Ware, Chela e Laura Welsh.

.

Desde que apresentamos a Florrie, quando poucos a conheciam, não faltam exemplos do potencial dessa cantora para fazer um sucesso estrondoso. Além de músicas que grudam na cabeça e têm muita personalidade, como já foi comprovado nos EPs Experiments (2011) e Late (2012), a artista ainda consegue fazer vídeos à altura do seu talento. É o caso de “Shot You Down”, “Live A Little” e o clipe de “Seashells”, que começa a divulgação do EP Sirens, que tem previsão de lançamento para 28 de abril. O diretor Ferry Gouw representa o tom exótico da canção pop por meio de uma profusão de cores que iluminam a britânica e diversos dançarinos, enquanto símbolos surgem na tela de modo harmonioso.

.

O EP Broods possui várias músicas que ressaltam o talento dos irmãos Georgia e Caleb Nott, que formam o duo Broods. Com uma produção de invejar muitos artistas iniciantes, o debut da dupla neozelandesa mescla uma pegada pop cheia de synths com os vocais delicados dos irmãos, que podem cair no gosto dos fãs de grupos como CHVRCHES e Au Revoir Simone. Depois da música “Bridges”, é a vez de “Never Gonna Change” ganhar um videoclipe. O diretor Remi Weekes soube aproveitar bem o clima sutil da música para criar uma atmosfera de fantasia para a história de um cara que volta para sua amada depois de imergir de um lago, mas a água continua pingando do corpo e afetando tudo ao seu redor.

tumblr_n1kn3j0HIj1sgaq12o1_500

Apesar de novato, o produtor francês Fitzroy, que vem direto de Paris, está provando aos poucos que é mais entendido do que sua idade possa sugerir. Do recém-lançado EP Noah, que saiu semana passada pelo selo Cosmonostro Records (e que está sendo distribuído gratuitamente por aqui), “Cabriolet” merece atenção graças a mistura inusitada de guitarras melódicas com batidas relaxantes repletas de grave, que provavelmente irão te induzir ao transe. A produção – que poderia facilmente integrar a tracklist do novo álbum da Beyoncé – já se sustentaria por si só, mas a adição de vocais hip-hop alterados e recortados é bem vinda e ajuda a coroar a canção, apesar de curta, em mais um belo reflexo dessa nova safra de produtores que miram para o futuro.

Fitzroy – Cabriolet

.

Os clipes do Sivu costumam ter um aspecto caseiro, como em “I Lost Myself”. O novo single do artista também segue a mesma estética, sob a direção de Adam Powell, que filma o cantor em vários locais de Los Angeles enquanto seu terno verde surge multicolorido devido a efeitos especiais. “Can’t Stop Now” não faz parte do EP I Lost Myself, mas é tão boa como as músicas do debut do cantor, que já havia nos encantado com “Bodies” e “Better Than Me”, graças a um rock suave na mesma linha do COIN e do Smallpools.

.

O trio HAIM dispensa apresentação, pois o disco Days Are Gone tem feito a cabeça de muita gente desde que foi lançado. Após a divulgação das músicas “Falling” e “The Wire”, chegou a vez de “If I Could Change Your Mind” ganhar um clipe excelente. As irmãs Alana, Danielle e Este aparecem tocando, cantando e dançando uma coreografia que pode ser facilmente colocada em prática, com direito a jogadas de cabelo, batidas de palmas e olhares penetrantes. Quem dirigiu o vídeo foi Warren Fu, que soube utilizar bem a fotografia quente de Fatima Robinson para dar um ar ainda mais animado ao material.

Página 3 de 249« Primeira...234...1020...Última »