Archives For Andy Bull

.

Cada novo trabalho do Andy Bull é um prazer, pois o pop experimental que ele tem criado demonstra o grande talento desse músico de Sydney. “Baby I Am Nobody Now” é a canção mais recente a ganhar um clipe, depois do interessante vídeo de “Keep On Running”. O clipe de “Baby I Am Nobody Now” acompanha o artista em sua trajetória reflexiva de mudança de atitudes, com flashbacks que mostram conflitos e pessoas que contribuíram para o que é mostrado no presente do personagem. O diferencial do vídeo é a estrutura de trailer cinematográfico, com direito a classificação indicativa no começo, citações de críticas, créditos dos atores e até premiações do suposto filme. A única parte ruim é o desejo de conferir mais da presença carismática de Andy Bull e o desenvolvimento da história que envolve família, amigos, trabalho e uma bela jovem.

Andy Bull

Andy Bull acaba de ganhar nossa atenção por completo. O jovem músico australiano, que já chegou a lançar um disco em 2010, se reinventou completamente com a fantástica “Keep On Running”, divulgada em março desse ano, que chegou a garantir um contrato com a Republic Records nos EUA. Após a surpreendente faixa, as expectativas estavam lá em cima para o seu próximo passo, mas ao ouvir a recém divulgada “Baby I’m Nobody Now”, segunda amostra do seu próximo disco de estúdio, Andy prova que tem muito espaço pra superação.

Basicamente esqueça todas as outras produções pop que você já ouviu esse ano, pois o estilo de Andy, que você já conheceu no single anterior, volta aqui elevado à décima potência. Em “Baby I’m Nobody Now”, as batidas (que mudam de ritmo a todo instante), podem até ser mais desaceleradas, mas a produção refrescante e surpreendente, com solos de sintetizadores, glitches, harmonias e recortes vocais, mostra um nível de cuidado pouco visto em canções pop de quatro minutos. Apesar do experimentalismo da produção, que soa como um Foster The People arriscando um future-pop, sua composição convencional mantém as coisas extremamente acessíveis, com Andy lamentando o fim de um relacionamento ao mesmo tempo em que se reafirma como um homem não merecedor daquilo que está vivendo.

Andy Bull – Baby I’m Nobody Now

.

Andy Bull é daqueles artistas que conseguem se destacar facilmente, pois ele vai contra a corrente de artistas que se acomodam e apenas reciclam estilos musicais sem que nada novo seja acrescentado. Quando apresentamos o multitalentoso Andy Bull, ressaltamos exatamente a sonoridade moderna de “Keep On Running”, que inaugura a nova fase da carreira do cantor australiano. O clipe da canção retrata bem a peculiaridade do artista, que surge pelos cenários com um microfone ligado a um rádio antigo. Enquanto isso, pessoas sem uma conexão aparente entre si fazem ações cujos movimentos são coreografados de acordo com o ritmo da música. O diretor Nelson Alves merece elogios pela edição do clipe, que utiliza o recurso de cortes rápidos e repetições para dar um efeito de GIF às imagens.

Andy Bull

Andy Bull é um músico australiano que vem direto de Sydney, e que apesar de não ser nenhum novato na música decidiu jogar sua sonoridade antiga pela janela a favor de modernizar seu estilo. O rapaz chegou a lançar um disco em 2009, We’re Too Young, e em 2010 lançou um EP de seis faixas, Phantom Pains, que já demonstrava um amadurecimento. Mas a coisa só começou a ficar interessante, entretanto, com seu primeiro lançamento deste ano, o single “Keep On Running”, uma prévia do seu novo disco a sair este ano.

“Keep On Running” é a primeira tentativa de Bull de produzir sua própria música, mas o rapaz vai além disso ao tocar todos os instrumentos da faixa, incluindo teclados, guitarras e sintetizadores. E ao contrário do que pode parecer, o resultado passa longe do trabalho de um iniciante ao trazer uma produção viva e energética, com pianos criando melodias que poderiam sair de um disco do Penguin Prison e uma linha de baixo completamente dançante. O melhor elemento da canção, entretanto, e a manipulação sagaz do ritmo das batidas, que são silenciadas momentaneamente em diversas partes da música para criar um breve momento de suspense só para explodir alguns segundos depois, criando um efeito similar à diversas produções do Phoenix. Se “Keep On Running” é alguma indicação, o pop esperto de Andy configura uma das maiores promessas do país para 2013, uma que certamente ficaremos de olho a partir de agora.

Andy Bull – Keep On Running