Arquivos para Banks

.

Em seus clipes anteriores, BANKS já se mostrou capaz de expressar a sensualidade das músicas “This Is What It Feels Like” e “Warm Water”. Entretanto, se você pensa que a cantora não poderia se superar, o vídeo de “Brain” vai fazer você mudar de opinião, pois a artista parece tentar hipnotizar o público, a partir de olhares penetrantes e movimentos sedutores, sem perder a elegância. O diretor Barnaby Roper retrata a cantora por meio de cortes rápidos e efeitos que intensificam o impacto das imagens, que começam em preto e branco, mas ganham cores quentes quando a música eletrônica fica mais explosiva.

.

Quando apresentamos o SOHN aqui, o cantor austríaco chamou atenção com “The Wheel”, que tem um som bem mais experimental do que seus novos trabalhos. Porém, isso não significa que o artista perdeu sua qualidade peculiar. Aproximando-se de um pop que remete a BANKS e James Blake, o novo single do SOHN prova que o debut Tremors, previsto para 7 de abril, ajudará o cantor a conquistar novos admiradores. Depois do acelerado clipe de “Lessons” e do reflexivo “Bloodflowers”, o lançamento mais recente do artista é a música “Artifice”, que tem um vídeo dirigido por Thom Glunt. O destaque do clipe está na forma como a câmera lenta e a iluminação realçam a beleza dos movimentos das pessoas e dos pingos de chuva.

.

BANKS tem aparecido bastante por aqui, afinal, são músicas cativantes que passam pelas mãos de produtores que sabem o que fazem. “This Is What It Feels Like” é uma faixa do EP London, produzida por Lil Silva e Jamie Woon, que traz uma batida repleta de elementos dub. O vídeo, por sua vez, é o primeiro registro em cores da cantora e mostra diversas expressões em um dia chuvoso. Os cabides vazios e o olhar triste na janela parecem levar a um lugar comum, mas é ai que entram os movimentos que colocam em evidência toda a sensualidade e beleza da cantora. Quando o vídeo chegar ao fim, certamente você vai querer dar o replay para conferir cada detalhe dessa experiência visualmente bonita e provocante.

BANKS-Waiting-Game

Este ano promete ser o ano de grandes lançamentos na música, dentre eles destacamos os trabalhos da norte americana Banks, cujo os lançamentos anteriores foram surpreendentes. Cortejando o trip-hop, R&B, e se aventurando em um experimentalismo minimalista, Banks não tem medido esforços para demonstrar sua versatilidade que agora conta com fortes parcerias para assinar produções cada vez mais sofisticadas.

Sem perder o clima atmosférica que assina seus trabalhos anteriores, a norte americana projeta o lançamento de um novo EP promocional sob os selos Harvest Records e Good Years Recordings. A primeira amostra desse trabalho chegou recentemente, intitulada “Waiting Game”, uma faixa que mais uma vez surpreende em seu papel persuasivo e orgânico. Marcada por um estilo híbrido de melodia e letras sobre amor, abandono e fim de relacionamento, a canção é daquelas de de tirar o fôlego, tendo em evidencia o arranjo que acompanha uma introdução da qual faz questão de enfatizar os vocais de Banks sob uma percussão de piano e sussurros fantasmagóricos. A produção avança e muda de circunstâncias quando revela uma camada de sintetizadores carregados que culminam de forma rítmica e caótica. O responsável da vez é o produtor e também músico conhecido como SOHN, do qual também citado aqui no blog. A faixa altamente sedutora explora suas camadas em vocais quase que sublimes, entregando ao ouvinte uma belíssima e emocionante balada.

Banks – Waiting Game

O novo EP homônimo de Banks conta com quatro faixas inéditas e deve ser lançado no próximo dia 10.

.

Apresentamos a Banks aqui no blog quando ela divulgou a música “Warm Water”, que ganhou um vídeo com a mesma estética do clipe oficial de “Fall Over”, música de trabalho anterior da artista californiana. O novo material também possui uma fotografia em preto e branco, que combina com a sensibilidade e o tom calmo da canção. Dirigido por Dylan Knight, o clipe de “Warm Water” mostra a cantora em momentos solitários e outros em que ela aparece tocando o corpo do rapper Joon, integrante da banda OverDoz. Sombras passam por tais cenas, que são intercaladas com elegantes enquadramentos de água jorrando ou apenas sendo movimentada em ondas que fluem como a voz cristalina da Banks.

banks-fall-djemba-djemba-remix

Resgatando referências da onda trip-hop que invadia as pistas há mais ou menos uma década, a Banks nos surpreendeu no começo do ano com “Before I Ever Met You”, canção de batidas eletrônicas orgânicas e um ligeiro toque de experimentalismo. Pouco depois, seguindo o mesmo caminho sombrio e apostando em uma proposta diferente de sua estreia, a cantora nos presenteou com a incrível e ainda assim versátil “Fall Over”, lado B do então EP de mesmo nome, que traz o single de estreia junto à canção “Work”, em parceria com Lil Silva. Banks, como tem se mostrado, é uma verdadeira surpresa. Nascida em Los Angels e com uma carreira ainda misteriosa, a cantora é tímida e declaradamente fora da era digital, fazendo questão de deixar um telefone celular exposto em sua fan page para contato.

Seu novo single, pós-EP, é “Warm Water”, que ajuda a consolidar suas qualidades e demonstrar mais uma vez sua  versatilidade. A canção traz os vocais de Banks em tons massivos sobre a produção calma e locomotiva do produtor Orlando Higginbottom (também conhecido como Totally Enormous Extinct Dinosaurs). As batidas envolventes são praticamente mínimas e deixam transparecer uma atmosfera suave que colocam todo o foco nos vocais extremamente sedutores da artista, que delimitam seu apelo R&B como os encontrados nas conhecidas baladas dos anos 80. A sonoridade em geral aprofunda ainda mais a desenvoltura da cantora que, a cada novo lançamento, desperta ainda mais nossa curiosidade.

Banks – Warm Water

“Warm Water” será lançado digitalmente sob o selo Good Years no dia 27 de maio.