Archives For Bluebell

Faz um tempinho que postamos por aqui o primeiro single do duo britânico Bluebell, “Normal Heights”, que nos encantou com suas batidas electro-pop recortadas e seu vídeo no melhor estilo caseiro, que casava a edição com as mudanças constantes da produção. Por mais impressionante que já soava, neste ano, o duo composto pela vocalista Annabel Jones e pelo produtor Charlie Westropp decidiu pedir ajuda ao engenheiro de som Liam Howe (que trabalhou nos últimos da Lana Del Rey e Marina & The Diamonds), para mixar profissionalmente suas músicas e dar os últimos retoques na produção, culminando numa versão ainda mais encorpada da música.

A novidade do single, entretanto, é que ele veio acompanhado de uma nova faixa, “Cinderella”. Remetendo ao tom explosivo da canção anterior, em “Cinderella” vemos o Bluebell mergulhando em novas influências para criar um electro-pop sinfônico que se destaca praticamente de todos os demais. As guitarras do verso misturadas aos vocais ligeiramente irônicos de Annabell lembram na hora de uma canção da St. Vicent, só para mergulhar novamente no território da Marina & The Diamonds no refrão, onde destrói o estigma dos contos de fada ao declarar ser apenas uma garota como as outras. Mais uma vez, o clipe traz recortes de cenas aleatórias que compões um visual impressionante, em perfeita sincronia com as batidas da música.

Bluebell – Cinderella

O single foi lançado este ano pelo selo Killing Moon Limited, e um disco de estreia da dupla é esperado para 2013.

Descobrir música nova tem tudo a ver com ser surpreendido. Quando eu assisti ao vídeo da Bluebell pela primeira vez, eu nem sabia o nome da música, muito menos quem estava cantado, mas por três minutos eu pouco me importei. Me importei foi depois, quando afoito fui pro Google pesquisar sobre a cantora. O resultado do meu trabalho foi esse: Bluebell é um duo, e quem canta é esse menina da foto acima chamada de Annabel Jones. Sua primeira música, “Normal Heights”, embora não pareça, é um pop daqueles “faça-você-mesmo”, assim como seu vídeo. Mas o resultado do casamento dos dois é incrível, para dizer o mínimo. Com um começo puro, sobre pianos e sintetizadores, você pode até confundir a faixa com o pop-alternativo do Imogen Heap, mas de repente sua melodia cresce, recorta os vocais de Annabel e faz um belíssimo refrão com eles. Como disse, os recortes da faixa se encaixam com perfeição com a edição do clipe, que é uma espécie de coletânea de vídeos caseiros da própria cantora. Nostálgico, simples e eficiente, e se quiser entender o que estou dizendo sobre a música, recomendo fazer a primeira audição com o vídeo. Assista logo abaixo:

Bluebell – Normal Heights