Archives For Body Talk

Robyn não é uma popstar convencional. Depois de seis anos parada, lançando apenas um ou dois brilhantes singles no caminho, no começo do ano a cantora revela sua meta para 2010: lançar três álbuns, que juntos iriam compor um projeto chamado Body Talk. Um método não muito comum, convenhamos, mas a cantora parece simplesmente não ligar. Ela quis fazer seu disco do seu jeito, lançá-lo no seu próprio selo e liberá-lo da sua maneira, e a conseqüência de tudo isso é o melhor projeto pop do ano.

Continue Lendo a Resenha e Ouça os Três Álbuns!

Vamos aos fatos. Após dois excelentes álbums e uma campanha de fazer inveja, posso concluir duas coisas a respeito dos primeiros singles dessa história toda de Body Talk: a primeira é que nenhum deles conseguiu chegar perto da mega-balada “With Every Heartbeat”, e a segunda é que o maior erro de Robyn foi ter lançado as versões acústicas dos seus singles antes das versões finalizadas. Acústicas vírgula. As canções eram completas, com violinos, pianos, mas sem sintetizadores. Soavam humanas. Eventualmente, acabei gostando de “Hang With Me”, mas quando ouvi a versão acústica de “Indestructible”, com violinos ferozes e inclusive um solo deles no meio, fiquei com medo já do que estava por vir.

Pois bem, acaba de sair a versão finalizada, e sem surpresas, fiquei mais uma vez decepcionado. Melhor do que “Hang With Me” pelo menos, a balada aqui tinha tudo para desbancar “With Every Heartbeat”, mas ganha batidas fortes e perde o lado orgânico, colocando até sintetizadores para emular o solo de violinos no break da música. Com o tempo vou me acostumar, é claro,  pois a música além de tudo é brilhante, mas como disse, peço à Robyn nunca mais lançar versões acústicas antes da música oficial. Body Talk Pt. 3 sai dia 29 de Novembro.

♫ Robyn – Indestructible (Album Version)

Após ter lançado seu primeiro disco (de três) a menos de um mês atrás, Robyn acaba de lançar seu próximo single na rede. A música da vez, Hang With Me, que esteve no primeiro Body Talk em forma acústica, chega aqui com todos os sintetizadores que ficaram de fora, para integrar de vez a lista de singles da cantora. Embora tenho colocado o primeiro álbum como um dos melhores do ano até então, sinto falta de uma canção tão grande quanto With Every Heartbeat nesse projeto, e enquanto Hang With Me segue a mesma linha de Dancing On My Own, as duas falham na tentativa de criar uma canção tão grandiosa quanto a original. A música é legal, assim como na versão acústica, e embora esteja mais encorpada (e finalizada) nessa nova versão, ela não me convence na necessidade dos sintetizadores, e me deixa preocupado se, no final, realmente teremos um grande álbum quanto o Robyn de 2005. Body Talk Pt. 2 sairá no dia 04 de Setembro.

Robyn – Hang With Me [ATUALIZADO HQ]

O ano de 2010 está sendo muito bom para a música em geral, e mesmo sem um álbum avassalador quanto o do Animal Collective do ano passado, tivemos algumas surpresas, expectativas atendidas e decepções. Com a maioria dos lançamentos esperados já lançados, ainda assim temos muita coisa para ouvir. Entretanto, temos aqui um saldo geral dos álbums que mais se destacaram para mim nessa metade do ano (lançamentos até 30/06/2010). A lista final que farei no final do ano pode haver alterações, a medida que ouvir os álbums novamente e tirar novas conclusões. Enfim, clique abaixo para ver a lista, conhecer alguns artistas que não escrevi ainda (prometo consertar isso), e é claro, opinar se concordaram ou não com meu top 20. Também gostaria muito de ver quais são os SEUS álbums favoritos até então, então não esquece de comentar no box!

Continue Lendo!!!

“None Of Them”, a última música a sair antes do seu primeiro (de tres) EPs, e traz a Robyn revoltada de “Dancehall Queen” de volta. Com uma vibe bem badass e dark, Robyn volta com a dupla Röyksopp, para trazer o clima dark de “The Girl and The Robot” de volta, mas nunca atingindo as alturas da mesma. Parece uma daquelas músicas pra sair de casa quatro horas da manhã sem nenhuma intenção boa em mente.

Entediada com a sua cidade, nada mais parece lhe agradar, do sexo às drogas, dos rapazes às músicas. Com uma batida bombante porém restringida, e um refrão pouco pop que não chega a climax nenhum, “None of Dem” pode muito bem ser uma daquelas faixas que cresce com o tempo. Mas pra falar a verdade, depois de três músicas novas vazadas, só espero que as outras três do EP sejam melhores, pois nenhuma dessas por enquanto chega ao nível das principais faixas do “Robyn”.

“Body Talk, PT 1” estará em todos os cantos em Junho, dia 15. Espere por mais dois discos esse ano ainda.

Continue Reading…

Robyn está de volta, e depois do ótimo dancefloor-reggae “Dancehall Queen” com Diplo, ela nos apresenta o seu primeiro single do album “Body Talk”,  Fembot.

De uma maneira bem peculiar e engraçada, Robyn compara uma mulher de 30 anos que não quer casar e ter filhos com as “fembots”, ou robôs femininas. A letra é bem construída e vale a pena dar uma conferida.

As batidas lembram muito as melhores música dessa nova era dos BEP, e deve agradar bastante aqueles que não a conhecem ainda, principalmente por ser extremamente chiclete e pop.

Clique abaixo pra ouvir a música, e deixem seus comentário também!

Continue Reading…