Archives For brandon flowers

image-1-e1367946132279

Apesar de estar baseado em Providence, capital do pequeno estado de Rhode Island, o Magic Man quer mostrar que tem aptidão para o grandioso. O quinteto intitula o seu som como synth-pop, mas na sua nova faixa, “Nova Scotia”, assim como no single anterior, “Paris”, é inegável a presença de vários elementos cativantes que podem fazer com que sua música lote muito mais do que pistas de dança.

De melodia simpática, sintetizadores cheios de personalidade e um vocal marcante, a faixa mostra a nova consistência da banda, que foi completamente reformulada para os últimos singles. Em “Nova Scotia”, percebem-se do início ao fim elementos sem dúvidas retirados das obras do The Killers, que abusam (no melhor sentido) dos recursos que a banda liderada por Brandon Flowers usou no seu Day & Age, de 2008.  A fórmula já é conhecida, mas dá muito certo em “Nova Scotia”, que entrega 4 minutos de sólidos acordes cheios de energia e sensibilidade. Com uma dosagem perfeita de tons carismáticos e batidas pulsantes que fluem com naturalidade, é o imediatismo de cada nota que coloca o Magic Man rumo às bandas de indie rock antêmicos, sem soar pedante e com bastante diferencial para um futuro promissor.

Magic Man – Nova Scotia

A maior novidade é que a banda acaba de assinar com o selo Neon Gold / Columbia (St. Lucia, HAERTS), e deve lançar um disco de estreia ainda neste ano. “Nova Scotia” faz parte do EP The Fox Den Demos.

Segunda edição da seção que promete agitar cada hora do seu final de semana! Pra quem não sabe a proposta, temos aqui oito remixes, um para cada hora do seu sábado a noite. E como indicado, vamos colocar um remix especial para… sexo! Curtam, divulguem e comentem logo abaixo.

.

Cee-Lo Green – Fuck You! (Dan Clare Mix)

PARA OUVIR: SE ANIMANDO PARA SAIR

Fuck You, além de virar a queridinha dos blogs afora e receber muito amor da crítica, parece estar no playlist de todo mundo que é pelo menos um pouco ligado em internet. E não demorou muito pros remixes surgiram. Só demorou um pouquinho pra surgir um de qualidade. Com um som electro não tão pesado, passado o primeiro minuto de introdução a música ganhar forma e pra frente é só alegria. Espere só até ouvir o que fizeram com a voz de Cee-Lo no refrão. Surpreendente, empolgante e simplesmente obrigatório.

♫ Cee-Lo Green – Fuck You (Dan Clare Extended Mix)

.

The Killers – Joyride (Night Version)

PARA OUVIR: TOMANDO BANHO

Da série melhores que o original, na verdade essa versão alternativa da contagiante Joyride dos Killers foi feito pela própria banda, a um ano atrás como b-side do single This Is Your Life, mas parece muito bem ter sido feito pelo LCD Soundsystem ou o Hercules & Love Affair. O clima de disco-rock-jazz anos 50 da original permanece, mas a música está ainda mais luxuosa e  produzida aqui, ganhando além de grandes batidas e percussão de sambinha, também guitarras novas.

♫ The Killers – Joyride (Night Version)

.

Diplo & Don Diablo – Make You Pop

PARA OUVIR: SE ARRUMANDO

Diplo e Don Diablo juntaram as forças para fazer a pista tremer, ou melhor, você explodir. Na colaboração de DJs mais arrasadora do ano, os caras na verdade lançaram um remix dubstep da faixa (muito ruim por sinal) a um mês atrás, e só agora soltaram a original. As batidas aqui são simplesmente matadoras, e o baixo é pra explodir qualquer subwoofer. Daqueles pra forçar todo mundo ir pra pista.

♫ Diplo & Don Diablo – Make You Pop

.

Goldhawks – Keep The Fire (Reset! Remix)

PARA OUVIR: BEBENDO

Me apaixonei por esse remix sem conhecer nada de ninguém da faixa. Fato é: baixe agora. Feito com carinho para os clubes, o remix tem uma vibe disco infinitamente superior que a original, sem contar que é bem interessante pensar como funciona 5 pessoas, o Reset! nesse caso, remixando a mesma faixa.

♫ Goldhawks – Keep The Fire (Reset! Remix)

.

Stromae – Alors On Danse (Feat. Kanye West & Gilbere Forte)

PARA OUVIR: NO CARRO COM OS AMIGOS

Você já ouviu a versão original aqui, e embora a música esteja dominando o mercado americano pouco a pouco, nada custa um remix americanizado com o Kanye West, né? Aqui, o rapper acrescenta rimas inéditas ao hit, deixando Stromae e sua voz de tédio (mas longe de ser entediosa!) só com o refrão. As batidas da versão original permanecem inalteradas, assim como o delicioso saxofone, que promete te perturbar por muito tempo ainda.

♫ Stromae – Alors On Danse (Feat. Kanye West & Gilbere)

.

Marina & The Diamonds – I Am Not A Robot (Passion Pit Remix)

PARA OUVIR: NA PISTA

Calma lá. Tem como não ser espetacular? Pegue um dos melhores hits pop do ano e mande uma das minhas bandas favoritas do ano passado remixar. Resultado? O hit da Marina ganha aqui os sintetizadores instantaneamente reconhecíveis do Passion Pit, mantendo todo o brilho da original, mas transoformando o emotronic da faixa em uma verdadeira celebração, que promete fazer muitos indies suarem a camisa na pista.

♫ Marina & The Diamonds – I Am Not A Robot (Passion Pit Remix)

.

Caribou – Odessa (Night Jewel Remix)

PARA OUVIR: FAZENDO SEXO

O Caribou já é uma banda que deve ser trilha sonora para muitas noites calientes mundo afora, mas esse remix do Night Jewel não pôde ter sido feito com outra intenção se não sexo. A música, que ganha um clima mais lento e sedutor, continua tão hipnotizante quanto a original, porém com um ar mais glo-fi/space-pop, que definitivamente não vai agitar as pistas, mas sim outros lugares.

♫ Caribou – Odessa (Night Jewel Remix)

.

Brandon Flowers – Crossfire (DVWs Bullethole Remix)

PARA OUVIR: NA VOLTA VENDO O SOL NASCER

Sintetizadored que parecem xilofones e pianos remixados, você nunca ouviu Brandon Flowers cantar sobre um ritmo desse. E Crossfire, a canção ame-ou-odeie solo do cara, apesar de não ganhar as batidas electro mais agitadas do post, ganha uma suave releitura que parece muito bem ter sido obra da La Roux. Calma e tranquila como a original, porém com um clima mais tropical, digna de um pôr do sol pós-balada.

♫ Brandon Flowers – Crossfire (DVWs Bullethole Remix)

.

Créditos: michel heberton & PMA

Brandon Flowers – Only The Young

Parece que o Flamingo está realmente vazando. Postei hoje mais cedo a ótima Was It Something I Said, e agora acaba de sair Only The Young, versão estúdio do remix que postei aqui. Posso falar que errei feio. A canção que conta com produção de Stuart Price não soa como nada que o cara fez antes, e tem uma produção totalmente diferente do remix, mais calma, exótica, com batidas mais primitivas e cantos em coros, lembrando as produções mais puras do world music do Day & Age. A música é aquela velha conhecida dos fãs, que fazia parte do countdown do site do The Killers, que iria anunciar o projeto solo de Flowers. Flamingo, que sai dia 07 do próximo mês, deve estar prestes a cair na rede, então fiquem de olho.

♫ Brandon Flowers – Only The Young

.

Brandon Flowers – Was It Something I Said?

O lançamento do Flamingo está sendo uma coisa estranha. Tudo bem que o disco ainda nem saiu, mas primeiro, quando anunciado os produtores (principalmente Stuart Price), pensamos que o novo disco seguiria o estilo do Day & Age. Mas quanto mais ouço as músicas novas, mais penso que o Brandon Flowers realmente quer criar algo diferente. Was It Something I Said?, a nova, e melhor faixa a sair do disco, é a mais agitada até então, e chega a lembrar os bons momentos do Hot Fuss, como a letra em formato de história, e com mais produção poderia muito bem soar como um single do The Killers. Mas aí que tá. O cara propositalmente não quer fazer isso. Com um tom americana, deixando de lado o baixo poderoso dos Killers e dando uma sonoridade mais crua (e meio country), tanto essa quanto Swalow It (e provavelmente o resto do disco), com certeza não soarão como uma cópia da banda de origem. Pior ou melhor (pelo menos que o Day & Age), agora prefiro aguardar o álbum completo para opinar.

♫ Brandon Flowers – Was It Something I Said?

Brandon Flowers está prestes a lançar o Flamingo, e Crossfire, primeiro single, causou uma sensação de amor e ódio entre os fás do The Killers. Segundo single, Swallow It, também não me agradou tanto, até menos que Crossifire na verdade, embora não seja uma canção ruim. Fica claro nessa canção o tom americana que Brandon quer dar a esse disco, como se estivesse fazendo um novo Sam’s Town, mas com uma nova abordagem. A canção é uma pequena balada, enfase em pequena, com leves sintetizadores, pianos, e pouquíssimas guitarras e baterias, que não consegue se elevar em nenhum momento. Embora o nome pareça engraçadinho no início, a música fala sobre tomar um passo de cada vez, e na verdade, não é isso que Brandon vem fazendo desde o Day & Age, culminando nesse disco?

♫ Brandon Flowers – Swallow It

Brandon Flowers – Only The Young (Jesse Marco & Cool Cat Remix)

Mais uma faixa acaba de sair do Flamingo, dessa vez em forma de remix. Mas não se espante, pois a música parece estar completa, com refrão, verso e tudo, e o remix não é feito para boate nem nada, o que nos leva a crer que a original não deve ser muito diferente disso, visto que a NME disse que a faixa era “cheia de sintetizadores e com um toque do Stuart Price”. Soa mais como um b-side do The Killers, mas não deixa de ser divertida. [via]

♫ Brandon Flowers – Only The Young (Jesse Marco & Cool Cat Remix)

.

Kelis – Acapella (Ming Remix Feat. Chiddy Bang)

Essa faixa da Kelis já é uma das favoritas do ano, mas esse remix da Ming com o Chiddy Bang ficou excelente. Agora se me falassem que o remix tinha sido feito pelos caras do LCD Soundsystem eu teria acreditado, pois a produção está bem parecida com algumas faixas da banda, assim como Us Vs. Them e Home. Fora a produção, não precisa nem dizer que Chiddy Bang mata nessa aqui. Pra ficar no replay durante o fim de semana. Ah, e aguarde o álbum do Chiddy, que deve sair mês que vem. [via]

♫ Kelis – Acapella (Ming Remix Feat. Chiddy Bang)

.

Vampire Weekend – White Sky (Basement Jaxx Remix)

O Vampire Weekend pode ter o Vampire a toa no nome, mas o Weekend está mais do que certo! Piadas sem graça a parte, esse remix do mais novo single da banda foi tirado da rádio, e assim como Annie Mac diz, ele é ideal para começar a sexta feira. White Sky foi uma das minhas favoritas do novo disco da banda, e mesmo com um refrão que me fazia abaixar o volume se não estivesse ouvindo de fone, eu adoro cada parte dessa música, do clima tropical ao ótimo vocal de Ezra. O remix do Basement Jaxx não deixa a desejar, e é uma euforia só. Já para a playlist! [via]

♫ Vampire Weekend – White Sky (Basement Jaxx Remix)

.

Brandon Flowers – Crossfire

Seguindo agora com um projeto solo, Brandon Flowers do The Killers lança Crossfire, primeiro single, que já resenhei aqui. O clipe, um mini-action-movie com direito a ninjas e Brandon sendo resgatado três vezes pela belíssima Charlize Theron, não mudou muito minha opinião, mas consegue, na verdade, tirar o clima pretencioso da música.

.

Big Boi – Shutterbugg

O vídeo de Shutterbugg já saiu a um tempinho, mas se você ouviu a música aqui no blog e curtiu, vale a pena dar uma olhada no vídeo, que segue o estilo da música com rigor, com um clipe bem colorido, dançante e alto-astral. Bizarrices de Big Boi a parte, esse é um clipe para gravar e tocar muito em festas.

.

Sky Ferreira – One

Sky Ferreira tem apenas 17 anos mas está fazendo muito barulho na blogosfera. Já cobrimos seu primeiro single, One, aqui, e agora, com o vídeo da música lançado, a menina se prepara para o lançamento de seu primeiro CD. O clipe é bem artístico, e combina com cada arranjo da música, resultando num modernoso vídeo pop.

.

Maroon 5 – Misery

A nova música do Maroon 5, infelizmente não-tão-bem-recepcionada por mim, mas bem recebida pela maioria dos fãs,  recebe um clipe, para ver se deslancha de vez. Embora seja legalzinho, o vídeo não ajuda a música para mim, que mesmo ouvindo algumas vezes como comentaram, ainda não consegui gostar. Caso perdido, mas que venha o CD completo.

http://www.youtube.com/watch?v=pxFFJu7RVuk&feature=player_embedded

Depois de muito mistério em seu site oficial, acaba de ser lançada nas rádios a primeira música do trabalho solo de Brandon Flowers, Crossfire, que estará no álbum Flamingo. Se você espera algo parecido com o The Killers antigo, pode ir se preparando. Embora os elementos “dance music” de Human não estejam presentes aqui, o som lembra mais o world music do Day & Age. A pretensão, referências religiosas, e é lógico, o vocal do The Killers está todo aqui, porém a música nunca consegue atingir  tão alto quanto pretende. Embora o começo e os versos sejam legais, o refrão soa um pouco estranho, e ao final da música, quando as coisas geralmente ficam épicas para o The Killers, a música fica no mesmo. Enfim, comparações são inevitáveis quando se faz carreira paralela com a banda que trabalha, principalmente se tratanda da pessoa que mais carrega a banda nas costas. Talvez com mais algumas ouvidas eu me acostume com o refrão e chegue a gostar da música, mas no momento, Crossfire soa infelizmente como uma b-side do Day & Age.

♫ Brandon Flowers – Crossfire