Archives For clock opera

dmNGBpx6VMB5hTQaf-aRaUOut8J6z0ya8MiUgiunSXY

Sivu Page pode não ser o nome mais comum que você já ouviu, mas se depender do primeiro single do rapaz de 24 anos, taí um nome que você deve ouvir com muita frequência em 2013. Incentivado pelo produtor do brilhante disco de estreia do Alt-J, Charlie Andrew, Sivu era guitarrista de uma banda inglesa até que, ao mostrar suas músicas ao produtor, logo tratou de assinar um contrato com a Warner para lançamento do seu primeiro disco, que, sem muitas surpresas, também traz Andrew no comando.

Sua estreia, a belíssima “Better Man Than He”, não falha em nos impressionar, e se demostra um número frágil e ao mesmo tempo impactante, ao tratar da depressão de um amigo próximo de forma poética e esperançosa, falando sobre suicído no mesmo verso em que cita tapetes mágicos e mundos encantados. O vocal, reminescente de um Clock Opera mais moderado, encontra uma produção elegante nos moldes de um Wild Beasts, com pianos e baterias sutis complementando seu tom melancólico, que também é transmitido em seu vídeo, com imagens gravadas durante uma ressonância magnética e inspirado em pesquisas de cirurgias em crianças que nascem com defeito na boca.

Sivu – Better Man Than He

O single de “Better Man Than He” será lançado no dia 25 de fevereiro pelo selo ASL Records, da Warner.

Desde o dia em que ouvi o remix do Clock Opera para “I Am Not A Robot” da Marina & The Diamonds, uma coisa já estava certa: eu iria perseguir aqueles DJs e seus remixes toda sexta-feira a noite, e vibrar quando encontrasse alguma coisa nova. E assim, do nada, descobri que os DJs viraram banda, e uma muito boa por sinal. O primeiro gostinho você já sentiu nesse post de  “Once And For All” que escrevi no começo do ano, que num misto de Brandon Flowers com Passion Pit, a banda já me fez desistir de qualquer outra coisa deles senão músicas originais. O novo single, “Belongings”, só confirma isso. Dessa vez, com doces pianos e ares menos pretenciosos, os caras chegam com uma pura balada electropop meticulosamente organizada, com uma estrutura tão consistente que chega a lembrar uma versão light de “All My Friends”, do LCD. Como se presume, pianos estão por toda parte aqui, e à medida que sua melodia vai se desdobrando, a banda nos presenteia com seu belo e simples refrão, que é a mais pura alegria de se ouvir. Nenhuma uma palavra descreve essa faixa melhor do que “bela”, e eu sei que você não seria louco de não ouví-la por completo. São cinco minutos de satisfação garantida ou seu espaço no HD de volta.

Clock Opera – Belongings

A música é um lançamento do selo Moshi Moshi Singles Club, que chega às lojas digitais dia 9 de Maio, junto com um b-side.

Talvez você se lembre do Clock Opera e do seu magnífico remix pra “I Am Not A Robot”, da Marina & The Diamonds (se não ouviu, perdeu um dos melhores do ano), mas sinceramente, nada pode te preparar para esse novo single, agora da própria banda, com vocais e tudo.  “Once And For All” foi incluso no disco da Kitsuné desse ano, e é exatamente o que se esperar se o  Brandon Flowers do The Killers resolvesse se juntar ao Passion Pit, pegando os sintetizadores brilhantes desse último mas mantendo todo aquele ar de grandiosidade de suas melhores músicas. Com um refrão poderoso e quase cinematográfico, o vocal de Guy Conelly é quase tão inspirante quanto a própria canção, que chega a lembrar uma “All These Things That I’ve Done” mais eletrônica, e serve como uma luva para completar a majestia da faixa. É ouvir para crer, e torcer para que o álbum saia logo.

Clock Opera – Once And For All

Katy Perry – California Gurls (Passion Pit Remix)

Como visto em primeia mão aqui no site, a nova da Katy Perry está fazendo o maior sucesso nas paradas americanas. Aqui, seu hit é remixado pelo Passion Pit, que engrossa um pouco a voz da cantora e retira toda a vibe TiK ToK da música, que é trocada por elementos eletrônicos característicos da banda. Não tão bom quanto poderia ser, mas mesmo assim vale a pena baixar.

♫ Katy Perry – California Gurls (Passion Pit Remix)

.

Everything Everything – MY KZ YR BF (Clock Opera Remix)

Assim como o incrível remix do Clock Opera para I Am Not a Robot da Marina, o cara acaba de lançar um remix pra divertida MY KZ, YR BF (My Keys, Your Boyfriend) do badalado grupo Everything Everything. Como o primeiro remix, partes da letra da música são cortadas e coladas de maneira única, formando um novo ritmo à música.

♫ Everything Everything – MY KZ YR BF (Clock Opera Remix)

.

Lady Gaga – Paparazzi (Fernando Garibay Remix)

Paparazzi foi uma das músicas mais tocadas do ano passado, e você já não deve mais aguentá-la (assim como qualquer uma da Lady Gaga). Entretanto, estava de olho nesse remix desde que a cantora fez uma performance ao vivo da música usando está versão, mixada por Fernando Garibay, um dos produtores de Gaga e responsável pelo atual hit Alejandro.

♫ Lady Gaga – Paparazzi (Fernando Garibay Remix)

.

N.E.R.D. – Hot N Fun (Boys Noize Remix)

Com um clipe recém lançado, Pharrel e os caras do N.E.R.D mandaram a música para ser remixada por vários nomes consagrados, incluindo Passion Pit, Yeasayer e o Boys Noize em questão, que nos trouxe o remix mais dançante do grupo. Enquanto a original nos trazia uma linha de baixo “hipnotizante” como diz a letra, aqui, quem manda são os sintetizadores.

♫ N.E.R.D. – Hot N Fun (Boys Noize Remix)

.

Oasis – Wonderwall (Questions Version)

O clássico do Oasis ganha aqui uma releitura bem interessante pelo produtor Questions. Enquanto os vocais da original estão intactos aqui, a música ganha um ar mais eletrônico que acaba se encaixando perfeitamente na música, sem exagerar nas batidas. Uma boa pedida para quem quiser ver a canção mais pop do Oasis um pouquinho mais pop.

♫ Oasis – Wonderwall (Questions Version)

.

A ótima música de Marina ganha um dos remixes mais belos e surpreendentes que já ouvi, e que consegue ser melhor que a original.

Continue Reading...