Archives For completo

Quem é Cloudeater? Essa é a descrição do Myspace dos caras:

“Se Marvin Gaye e Nina Simone tivessem um filho que fugiu para tocar colheres e experimentar cogumelos com o Jimi Hendrix, e tivesse viajado de trem noturno de volta à casa e escrito canções no caminho, para então ser recebido pelo Dangermouse na estação e ir direto para seu estúdio começar a gravá-las, mas na metade do processo o Trent Reznor aparecese e chutasse todo mundo para fora para terminar sozinho as gravações, perguntando apenas a opinião de David Bowie… bem, a banda se parece com o amigo de infância dessa criança”

Agora que você já deve ter ficado curioso pelo Cloudeater, conheça seu mais novo trabalho, o EP Greatest Tragedy, que sim, é tudo isso que eles dizem aqui em cima. Antes de ouvir suas cinco faixas, assim como você pode notar pela descrição, saiba que  a banda parece ter saído dos anos 70, com um soul-rock que soa moderno e vintage ao mesmo tempo. E outra, as influências são tantas aqui, que é como se cada música tivesse sido feita por uma banda diferente. Tome por exemplo Sabotage, a faixa de abertura, com seu som cru, puro, jazzy e pop. A voz de Sam Dew, que sabe fazer o uso de falsete nas horas certas, garante o ar vintage que eu citei acima, e é uma alegre faixa que certamente fará o seu dia melhor. Agora se quer ouvir o real deal, ouça Vampire. A faixa que se extende por quase 7 minutos é um pop-rock bem diferente da anterior, mais focada nas guitarras, que faria inveja a qualquer Maroon 5 da vida, chegando a lembrar o primeiro single deles inclusive, a Harder To Breath, porém infinitamente melhor e mais épica. Ouça e baixe o EP completo abaixo, que não tem nenhuma faixa ruim, e julgue por você mesmo. Mais novidades sobre o Cloudeater, inclusive sobre o debut dos caras, em breve aqui.

♫ Cloudeater – Sabotage

♫ Cloudeater – Vampire

[D/L] ♫ Cloudeater – Greatest Tragedy

Mystery Jets sempre foi uma banda com um material muito bom, mas que infelizmente nunca viu a luz do sol do sucesso por muito mais que algumas semanas com seus singles, a não ser quando contava com parcerias fofíssimas como a da Kate Nash em Disco Elizabeth, e o hino romântico-indie de 2008 Young Love, com a Laura Marling. “Mas tudo está prestes a mudar!” alguém deve ter pensado quando eles se juntaram ao duo The Count & Sinden e fizeram a música que já é a maior partymaker do semestre, a After Dark.

Os caras acabaram de lançar seu debut após esmagar a galera com sua música MEGA (em maiúsculo, que por sinal é o nome do álbum), e já chegaram com direito a EPIC WIN, escrito em fonte outdoor em cada esquina do mundo. Não tô brincando. Onde mais você vai encontrar um CD com hip-hop, house, electro, trance, funk, dreampop, dubstep, kuduro, cumbia, flamenco, e um cheirinho de forró e samba pelas bordas?

Agora a After Dark, que deixo aqui, é uma música mais que animada, que tem um pé nos 80’s, mas o resto do corpo jogado no world music, que aliado com o indie dos Mystery, cria praticamente um novo estilo de música. Pegue a bebida, solte o play e já vai se preparando no “We’ve never had a heart to heaaaart, but you still call me up after daaaaark, the daaaaark…” porque o negócio é MASSIVE. E como se a música não fosse o bastante, ainda tem aqui pra você dois remixes que acompanham o single. E se estiver curioso pra ouvir o álbum, o MEGA MEGA MEGA, corre aqui pra barra lateral e baixe o disco completo.
.

http://www.youtube.com/watch?v=fs9vRtZsMz0&feature=player_embedded

.

Falando em coisas estranhas… Bem, imagina a cena: uma família está acampando e de repente começa a ser atacada por um marshmallow gigante. Para piorar, imagina um vampiro entrando em ação para comer o marshmallow e a família. Agora junta essa cena a uma trilha sonora do Animal Collective, original diga-se de passagem, que um gigantesco WTF surgirá em cima da sua cabeça. Depois dessa breve introdução, sim, ODDSAC é o filme do Animal Collective, esse mesmo que a gente espera desde o ano passado, que conta com uma trilha original exclusiva. Sobre a música, não espere um Merriweather Post Pavillion 2, até porque o filme está a 4 anos em execução, então as influências aqui remetem aos discos mais antigos da banda, quando eram ainda mais inacessíveis. O destaque maior fica pra What Happened?, a última faixa do disco, bem agitada, e lembra bastante as composições do Feels, com um toque do querido Merriweather Post Pavillion. Sobre o filme, bem, digamos que desde a primeira cena fica claro que você passará os próximos 50 minutos bem tentado a fazer outra coisa, a não ser que esteja sob efeitos psicotrópicos ou é fã de coisas psicodélicas. De qualquer forma, preciso estar mais apto para julgar o filme (risos). Então não perca tempo, corre aqui e baixe em primeira mão pro fim de semana!

♫ Animal Collective – ODDSAC

♫ Animal Collective – What Happened?