Archives For Dirty Projectors

Willow – F Q-C #7

Felipe —  11/05/2015 — Leave a comment

willow-shields

Não há como negar que Willow já pode ser considerada uma gênia mirim. Com apenas 14 anos já co-produziu algumas canções próprias e vídeos, e diga-se de passagem o fez assustadoramente bem. Não é por ter um pai em Hollywood que ela ganhou fama por inércia – a menina é mesmo talentosa. No novo vídeo, ela confessou ao The Fader, que representou seus 4 chakras por meio da própria imagem, vestida em cores diferentes. Amarelo, auto-confiança; azul, a própria canção (ou voz); vermelho, o instinto de sobrevivência; e o preto é a combinação de tudo, dos componentes que à fazem única. A canção é inspirada em “Girlpool” do tUnE-yArDs com o Cree Summer, então não espere nada muito pop. Ainda arriscamos algumas outras semelhanças, com o Ibeyi e com o Dirty Projectors. Gênia!

.

Dar o próximo passo na carreira não significa fazer um trabalho exclusivamente sério. O Vampire Weekend amadureceu sem perder o espírito juvenil com o elogiado Modern Vampires Of The City, lançado em maio. A banda criou músicas que abordam temas profundos, como a espiritualidade, presente na bela “Ya Hey”. A faixa “Diane Young” ganhou um clipe com contornos que remetem à religião, pois os membros da banda estão posicionados como os integrantes da Santa Ceia. Assim como no clipe de “Giving Up The Gun”, do álbum Contra (2010), o Vampire Weekend interage com outros artistas no clipe da música mais radiofônica do novo disco. O vídeo dirigido por Primo Kahn tem a presença de Sky Ferreira, Santigold, Dave Longstreth (do Dirty Projectors), entre outros participantes da ceia, que vira uma divertida confusão quando começam discussões ao redor da mesa.

Chela – Guts

Luis Felipe —  12/03/2013 — 1 Comment

311108_305875699520843_390471295_n

Você provavelmente já conhece a australiana Bon Chela – ou simplesmente Chela – seja pelas nossas páginas ou por outros blogs da internet. A cantora está construindo seu nome aos poucos, participando mais recentemente dos singles do Goldroom (“Fifteen”) e do Viceroy (“Dream Of Bombay”), entretanto, esta é a primeira vez que a apresentamos oficialmente por aqui – e com um single somente dela. Parte de uma mixtape a ser lançada no final do mês, o primeiro single da cantora, “Guts”, prova que Chela ainda tem muito pra nos mostrar.

A gente não sabe exatamente quem produziu esse primeiro single da Chela, mas a produção não fica longe dos materias do Goldroom ou do Viceroy, visto o clima relaxado e ensolarado que compõe a faixa, representado aqui pelos sintetizadores atmosféricos e pelos divertidos riffs de guitarra. Entretanto, a verdadeira surpresa fica por conta dos vocais de Chela, que apesar de já conhecidos, mostram uma nova faceta da cantora. Ao cantar sobre uma decepção amorosa, seus vocais soam a princípio delicados até se transformarem em uma besta feroz no refrão, culpa principalmente das harmonias vocais bizarras que parecem sair de um disco do Dirty Projectors, o suficiente para tirar a canção do óbvio e destacar a cantora de qualquer outra artista pop do momento. Estamos ansiosos por mais.

Chela – Guts

A mixtape da Chela, ainda sem título, deve sair no final de março.