Arquivos para folk

Lord-Huron-Lonesome-Dreams-22

É cada vez mais comum na indústria da música vermos bandas se separando e dando origem a vários projetos solos, porém, com o Lord Huron o processo foi inverso. Em 2010, quando o compositor Ben Schneider escreveu e gravou seu primeiro EP como um projeto indivudual, percebeu que ainda faltava alguma coisa, e, pouco tempo depois, com a formação da banda e um segundo EP lançado, o Lord Huron estava completo. Já com um disco lançado, o Lonesome Dreams.

Para a divulgação do álbum, a banda acaba de lançar a canção título de single, “Lonesome Dreams”, que funcionaria perfeitamente como trilha de filmes de aventura, trazendo uma melodia que segue os moldes de grupos como o Fleet Foxes e Local Natives. Como em “American Daydream”, do Electric Guest, temos harmonias simples, nada muito explosivo e tampouco deprimente, e que conta com leves sintetizadores e a mesma guitarra propulsora do grupo – que, por coincidência, também foi formado em LA. Para compreender seu vídeo, vale comentar que, com o projeto Lord Huron, Schneider criou um mundo imaginário que serviu de base para o escritor George Johnson publicar livros com títulos correspondentes às faixas do álbum, sendo o vídeo para  “Lonesome Dreams” a segunda parte da saga, relatando o primeiro encontro de Huron com o Almirante Blaquefut, assim como o início de sua jornada épica e a amizade formada. Criativo e muito bem feito, o clipe realmente nos dá a sensação de uma história de aventura dividida em capítulos, o que te instiga a entendê-la por completo.

Lord Huron – Lonesome Dreams

Neste site é possível ver as obras de George Ranger, e, se quiser ver a primeira parte da saga, ela foi apresentada no vídeo da faixa “Time to Run”. Para ir mais a fundo na história sem precisar ler os livros, a dica é ouvir ao disco completo, que te transporta em uma viagem assim como num filme, com direito a personagens memoráveis e uma história com começo, meio, e fim. O álbum já está disponível pelo selo Iamsound.

last bison

2012 foi o ano em que o folk-rock atingiu níveis extraordinários no mercado popular, com o Mumford & Sons e os The Lumineers trazendo alguns dos álbuns mais vendidos do ano e singles que figuraram por semanas nas paradas musicais. E é com um folk grandioso, que também flerta com refrões acessíveis, que o The Last Bison vem sendo apontado como uma das maiores apostas da Universal para carregar a tocha do gênero em 2013.

Com nada menos que sete integrantes na banda, o The Last Bison já possui um álbum sob um outro nome mas agora prepara terreno para a chegada do seu primeiro sob o nome atual, que vem embalado pelo fantástico primeiro single “Switzerland”, que traz as devidas doses de banjos, violinos e vocais emocionados que os fãs do gênero pedem. Apesar de trazer claras influências do Mumford & Sons e do Fleet Foxes, a gama de instrumentos proporcionam uma ambientação mágica e inocente, tal como os discos do Freelance Whales, que durante seus seis minutos nos hipnotiza e nos supreendente, mantendo-se sempre firmes à proposta rústica do gênero.

The Last Bison – Switzerland

A canção é o primeiro single do seu EP Inheritance, que saiu em novembro e pode ser ouvido na íntegra em seu Soundcloud. O disco completo sai ano que vem pelo selo Universal Republic.

Se voce é daqueles que como eu ama folk, neo folk, freak folk e estava esperando uma coisa diferente do atual trabalho do Sufjan Stevens tenho o prazer de apresentar ao Shugo Tokumaru. Aí fica aquela questão: folk, feito por um japonês? Respondo: sim, e da melhor qualidade.  Com 4 discos lançados, todos cantados em sua lingua materna, Shugo faz de sua música uma experiência deliciosa de se sentir, mesmo que sem entender uma palavra sequer. Suas melodias são ensolaradas e cheias de xilofones, banjos, instrumentos de sopro, violões de 12 cordas, vocais – muitos vocais. O timbre de Tokumaru agrada de cara e por momentos podemos até esquecer que as letras são em japonês. Tudo foi feito por ele. Desde a composição, gravação, até mixagem. O típico one man band.
.

O seu mais recente trabalho é o Port Entropy e acabou de ser lançando no Japão. Com 12 faixas, o disco revela uma evolução  em seu repertório e mostra mais uma vez que ele é uma das melhores coisas que o oriente produziu nos últimos tempos. Uma das músicas de destaque do Port é Rum Hee. Com tudo aquilo que já nomeei no parágrafo anterior, a faixa é perfeita para se acordar de bom humor e tomar aquele café da manhã, seja sozinho ou em família.

♫ Shugo Tokumaru – Rum Hee

http://www.youtube.com/watch?v=2FJ99ju9rfw&feature=player_embedded

King Charles não gosta de ser categorizado, e Love Lust é um exemplo de sua diversidade, passando pelo folk, pop, rock e até reggae.

Continue lendo…