Archives For GROUPLOVE

original

A novíssima Fickle Friends, de Brighton, vai dar o que falar a julgar pelo seu primeiro single, “Swim”. Nesta primeira música, o quarteto se enquadra sonoramente dentro desse notório movimento de bandinhas que estão sempre “de bem com a vida”, como o Mausi e o Grouplove, contagiando os ouvintes já na primeira audição.

Logo no início da faixa, os sintetizadores retrôs nos fazem lembrar o Neon Indian, mas é a seguir, a partir do inspirador vocal de Natassja Shiner e dos riffs de uma guitarra funky simplesmente apaixonante, que a música mostra a sua verdadeira essência e nos conquista de vez, soando como uma espécie de mistura entre a felicidade do Alphabeat e as batidas marcantes do Haim. Com a dose perfeita de como fazer música pop de qualidade, os ingleses mostraram através de “Swim” que sabem exatamente a receita de como produzir um single para o verão ou para qualquer pool party que se preze. Pode mergulhar de cabeça.

Fickle Friends – Swim

artworks-000050778801-uk80cd-t500x500

De introdução cativante e melodia infecciosa, o novo single dos americanos do Canopy Climbers parece ser o cartão de visitas perfeito do segundo álbum do trio, Miles, que tem data lançamento marcada para 18 de junho.  O indie-pop eletrônico que os três amigos fazem deu as caras primeiramente no debut Distances, e retorna agora com mais uma explosão pop-envolvente, dessa vez abandonando as melodias mais calmas (que tinham um quê de Postal Service) e partindo para coros sing-alongs e riffs prontos para acompanhar suas tardes ensolaradas.

“Stuck” começa com uma vibe que mistura o som do Phoenix com o carisma do Grouplove, e promete ser o hit que vai viciar você no pop delicioso e bem trabalhado do Canopy Climbers. Cada membro da banda gravou sua parte em uma cidade diferente, mas quando damos o play na faixa, a impressão que fica é que todos estão em completa harmonia, tamanha a solidez dos seus sintetizadores e a sintonia da melodia com os vocais. “Stuck” é a promessa de que o segundo trabalho do Canopy Climbers será um daqueles discos que você não se cansará de ouvir, e mais do que isso, capaz de transformar meros ouvintes em fãs.

Canopy Climbers – Stuck

É difícil não sair impressionado depois de ouvir o EP do GROUPLOVE, antigo GROUP, mas que resolveu dar uma rapaginada geral na banda, do nome, à produção de suas faixas, logo após receber inúmeros elogios da crítica ano passado e chegar em décimo no top 10 de novos atos de 2010 pela NME. Como disse, das 5 faixas do EP intitulado GROUPLOVE, que é lançado hoje nas Américas, é difícil escolher apenas uma pra representá-los. Com 5 integrantes e uma boa dose de percussão, o grupo lembra uma versão ligeiramente mais alternativa do Band of Horses, quase como um mini Arcade Fire – só que mais indie. Independente de como eu os descreva, com as duas faixas que escolhi aqui em baixo, tudo deve ficar bem claro.

“Colours” é o primeiro e óbvio single, e a mais agitada do EP. Com um começo acústico, a música de repente explode em um hino de celebração a si próprio, de ter orgulho de quem você é (“it’s the colours you have, no need to be sad”). Além de fazer um indie rock inteligente, com pura emoção transpirando entre seus refrões, os caras ainda usam a repetição de uma forma bem diferente do que o normal – nos versos – e de uma forma bem criativa, que vai te viciar no mesmo tanto que te alegrar.

GROUPLOVE – Colours

Agora a minha favorita de todas é essa aqui, “Naked Kids”. A música por si só é talvez uma das melhores que vá surgir esse ano, daquelas que entraria facilmente no meu top do ano passado, mas com uma história toda por trás, a coisa fica ainda mais interessante. Diferentemente do outro single, a música fala sobre a relação inexplicável de um grupo de amigos, e a força entre eles. Contando a história de uma viagem até a praia e detalhando tudo o que acontece até lá, fazendo hora com a cara dos outros carros e pedindo lagostas e red labels sob o sol quente, a faixa na verdade conta a história real de como o grupo se conheceu, de repente assim, na ilha de Creta, na Grécia, sendo cada um de um canto do mundo. Daí o LOVE depois do GROUP.

GROUPLOVE – Naked Kids

Certamente a banda entra em 2011 com um belo EP em mãos, deixando apenas a promessa de um debut para ainda esse ano. Se você ouviu e leu o tópico inteiro, o meu apelo será um tanto quanto óbvio: por favor, lançem, isso o mais cedo possível!!