Archives For kimbra

Chela – Guts

Luis Felipe —  12/03/2013 — 1 Comment

311108_305875699520843_390471295_n

Você provavelmente já conhece a australiana Bon Chela – ou simplesmente Chela – seja pelas nossas páginas ou por outros blogs da internet. A cantora está construindo seu nome aos poucos, participando mais recentemente dos singles do Goldroom (“Fifteen”) e do Viceroy (“Dream Of Bombay”), entretanto, esta é a primeira vez que a apresentamos oficialmente por aqui – e com um single somente dela. Parte de uma mixtape a ser lançada no final do mês, o primeiro single da cantora, “Guts”, prova que Chela ainda tem muito pra nos mostrar.

A gente não sabe exatamente quem produziu esse primeiro single da Chela, mas a produção não fica longe dos materias do Goldroom ou do Viceroy, visto o clima relaxado e ensolarado que compõe a faixa, representado aqui pelos sintetizadores atmosféricos e pelos divertidos riffs de guitarra. Entretanto, a verdadeira surpresa fica por conta dos vocais de Chela, que apesar de já conhecidos, mostram uma nova faceta da cantora. Ao cantar sobre uma decepção amorosa, seus vocais soam a princípio delicados até se transformarem em uma besta feroz no refrão, culpa principalmente das harmonias vocais bizarras que parecem sair de um disco do Dirty Projectors, o suficiente para tirar a canção do óbvio e destacar a cantora de qualquer outra artista pop do momento. Estamos ansiosos por mais.

Chela – Guts

A mixtape da Chela, ainda sem título, deve sair no final de março.

É muito gratificante ver um artista que você apóia, mesmo só com uma música, finalmente dar passos firmes rumo ao estrelato. Dito isso, conheça “Cameo Lover”, o indomável segundo single de Kimbra, que já mexeu com nossas cabeças ao aparecer em “I Look To You” do Miami Horror e principalmente pelo incrível combo vídeo/single de “Settle Down” no ano passado, seu primeiro single oficial. Enquanto a outra música falava sobre casamento e vida “perfeita”, essa aqui é dedicada à todos os amantes que desejam ter coragem para interromper a cerimônia do próximo. Mas como o anterior, “Cameo Lover” é um pop afiado, repleto de estilos misturados que juntos formam um labirinto de sons e cores, guiado pela voz confidente de Kimbra. Quando você achar que decifrou a música, ela logo surge com alguma novidade para bagunçar a equação. Tome por exemplo o refrão, que diminiu o ritmo da música pela primeira vez que aparece, mas que na segunda agita ainda mais as coisas, para no final, voltar com tudo de uma maneira ainda inédita, chegando a lembrar a Janelle Monáe. Instrumentos modernos e clássicos se alternam a cada momento, onde hora batidas eletrônicas dão espaço à violinos, que dão espaço para sintetizadores, para trimpetes, para um baixo cru, etc.

Se isso soa como uma bagunça pra você, saiba que realmente essa pode não ser sua típica canção pop. Mas acompanhada de um brilhante vídeo, as coisas ficam mais imediatas do que parece. O clipe apresenta uma gama de cores saturadas, coreografias com crianças à-la “Settle Down”, e um grupo de rapazes com os olhos vedados. À medida que Kimbra e suas garotas tocam os tamborins e pedem para eles “abrirem o coração”, os caras vão aos poucos obecendo sua ordem. É uma grande metáfora que embora não seja completamente óbvia, é bastante poderosa quando ouvida com cuidado.

Kimbra – Cameo Lover

E o mais impressionante de tudo? Kimbra ainda não foi assinada por nenhuma gravadora. Mas isso não parece importar para ela, pois “Cameo Lover” é o próximo single do seu álbum Vows, que embora não tenha uma data de lançamento ainda, foi prometido pela cantora para “até o final desse ano”.

Você provavelmente já ouviu falar da Kimbra. Quer lembrar de onde? Miami Horror, “I Look To You”. Pois bem, agora que você já deve estar mais a vontade com a cantora, vamos aos fatos que você provavelmente ainda não sabe. Kimbra é bizarra. Em seu vídeo para o primeiro single “Settle Down”, a cantora ainda prova que não é daquelas que consegue ficar quieta. Reclamando da banalidade da vida de casada (ok, a garota tem 20 anos apenas), ela bota fogo em bonecas e chama até umas meninas bizarras pra dançar, numa música tão estranha à primeira vista quanto seu vídeo. O ritmo aqui passa longe do visto em “I Look To You”, sem eletrônicos e com mais sons orgânicos, créditos dos produtores Francois Tetaz (Architecture in Helsinki, Gotye) e o autraliano expert em urban M-Phazes (Amerie), que entregam uma música que começa com palminhas mas vai ganhando instrumentos com o tempo, lembrando no final um pouco do som  jazz da Regina Spektor e da Nina Simone, só que com um toque de modernidade. Escuta aí e espere pelo álbum Vows, que sai esse ano ainda.

♫ Kimbra – Settle Down

http://www.youtube.com/watch?v=yHV04eSGzAA&feature=player_embedded