Archives For Laura Welsh

.

Dona de dois clipes sensacionais (se você ainda não vi, já passou da hora de conferir “Undiscovered” e “Cold Front”), Laura Welsh é um nome que tem tudo para fazer tanto sucesso quanto Jessie Ware, Sky Ferreira ou MS MR. Assim como em “Unravel”, Laura Welsh cria uma balada pop sedutora e épica, chamada “Betrayal”. O vídeo do novo single representa a melancolia da inglesa por meio de imagens de estética caseira, aparentemente sem nenhuma conexão entre si.

.

É fácil uma canção sensual como “Touch” cair na armadilha de ter um clipe apelativo, porém, Shura soube expressar a sensualidade de sua música de estreia com muita sutileza. Junto de Ammr Khalifa, a artista dirigiu o videoclipe de seu primeiro trabalho solo. No vídeo, diversos casais aparecem se tocando e trocando beijos. Mais do que as carícias, os olhares e sorrisos antes dos momentos de intimidade com outra pessoa são salientados pela câmera, servindo como ótimo pontapé para a divulgação do trabalho da cantora, que soa como uma mistura de Haim, Jessie Ware, Chela e Laura Welsh.

.

Após nos encantar com “Bon Voyage”, a sueca Marlene surpreende com seu novo single, que explora seu alcance vocal com uma sonoridade voltada para o R&B. Além de ter um forte potencial radiofônico, “Stay Awake” é uma balada romântica que comprova a versatilidade da artista, que deve agradar aos fãs de cantoras como Katy B, Laura Welsh e até Mariah Carey. A nova música lançada por Marlene já tem um clipe, dirigido por SIKOW. O clipe possui um clima calmo e sedutor, destacando a beleza e a expressividade da cantora.

.

Se você ainda não conhecia a Tove Lo, prepare-se para mais um vício. Caso você já tenha escutado o som da sueca Tove Nilsson, temos uma ótima notícia: a artista assinou um contrato com uma gravadora e deve lançar seu debut no começo do próximo ano. Para comemorar a novidade, seu novo single, “Out Of Mind”, é um excelente exemplar do talento da cantora, que já foi comprovado nas incríveis “Habits” e “Love Ballad”. A nova canção é uma balada que começa suave, numa pegada similar à sonoridade de cantoras como Laura Welsh e Frida Sundemo, mas basta o refrão começar para Tove Lo deixar transparecer sua personalidade, de energia visceral. O clipe de “Out Of Mind” exibe a cantora sendo perseguida por seus próprios demônios, retratadas por meio de sombras que, literalmente, saem da cabeça da artista.

undiscovered

Quem acompanha o blog sabe da nossa queda pela sucessão de lançamentos sedutores que Laura Welsh vem apresentando. Seguindo os mesmos passos de cantoras como Jessie Ware, Aluna Francis e Solange, a inglesa vem se mostrando adepta de trabalhos caprichados, vide suas parcerias com o produtor Dev Hynes, que se estende após uma sessão de estúdio que resultou em produções ainda mais sensuais.

Marcando território para o lançamento de seu futuro EP, intitulado Cold Hands, Welsh apresenta “Undiscovered”, mais um bom trabalho extraído de seu portfólio. Embalada por uma atmosfera urbana e ao mesmo tempo intimista, um piano rítmico introduz sintetizadores progressivos sobre timbres calorosos, enquanto, sem esforços, Laura entoa seu vocal de maneira impecável. Desta vez, a parceria com Dev Hynes se deu apenas na composição, abrindo espaço para uma produção assinada por Emile Haynie, que apresenta um viés cinematográfico sobre efeitos drum’n’bass abafados e sussurros em segundo plano. No vídeo, o diretor Chris Sweeney apostou em uma estética corporal, que mistura momentos de dança contemporânea a uma iluminação a contraluz e coreografias envolventes, criando um efeito estonteante.

Laura Welsh – Undiscovered

.

Quando apresentamos Linnea Dale, associamos a cantora a artistas como Tove Lo e Lykke Li, porém, cada nova audição deixa clara a semelhança de Linnea Dale com a intrigante Laura Welsh, graças aos vocais sedutores e a uma sonoridade bastante sofisticada, cujo impacto cresce na medida em que o refrão se aproxima.  “A Room In A City” possui um videoclipe que já foi divulgado há algum tempo, mas que merece ser descoberto devido à elegância que reflete o efeito da música. A direção do vídeo de “A Room In A City” ficou sob a responsabilidade de Bjørn Opsahl, que criou uma atmosfera de sonho em função de uma fotografia predominantemente em preto e branco, com a artista norueguesa esbanjando sua sensualidade natural não apenas para os homens e mulheres presentes no vídeo, mas também para quem assiste ao clipe.

laura-welsh-unravel-clipe-video_647x430

Desde 2010, Laura Welsh vem tentando chamar a atenção de produtores e do público com sua música. A londrina, que já se apresentou como Laura and the Tears e Hey Laura, hoje usa seu próprio nome, que, por ironia do destino, foi o responsável para que Dev Hynes, conhecido mais recentemente por alavancar a carreira de Sky Ferrera e Solange, despertasse interesse em trabalhar com a cantora. Dona de um pop leve, com letras e vocais que lembram tanto a Adele quanto a Jessie Ware, Laura garante uma experiência musical mais soul, intimista e mesmo assim acessível.

A combinação entre a produção exuberante de Hynes com os doces vocais de Laura nos traz à “Unravel”, faixa co-escrita e produzida por Welsh em parceria com Hynes, que firma a inglesa como uma grande aposta para o cenário musical britânico. Sua voz melancólica e levemente rouca é acompanhada por uma base pop com sintetizadores abafados, um baixo que persiste durante os quase três minutos de música, e claras referências ao R&B atual, trazendo lembranças de números recentes da Jessie Ware e de canções da Solange em parceria com Hynes, como “Losing You” e “Lovers In The Parking Lot”.

O clipe, que nada mais é que uma edição do curta “New Year’s Eve”, de Eddie O’Keefe, traz cenas em preto e branco de um casal formado por um lutador e uma garota, que discutem a conturbada e intensa relação na véspera do Ano Novo.

Laura Welsh – Unravel