Archives For manners

*UPDATE: “Top Rated” ganhou uma versão finalizada e é INCRÍVEL!

Taí um belo exemplo de porquê não posso fazer uma lista em Janeiro com os maiores hypes de 2011. É impossível, sério. Uma única música nova lançada por um artista pode jogá-los para o topo ou para o fim da lista. Tome por exemplo o duo Icona Pop, que falei mês passado aqui. Em “Still Don’t Know” e sua suave melodia, elas soavam como uma Spice Girls de 2011, e não que isso seja ruim, mas basta ouvir “Manners” e “Top Rated” que eu te desafio achar alguma cantora atualmente que combine com as músicas.

O single será lançado pelo selo Neon Gold, com o lado A, “Manners”, e a melhor ainda “Top Rated” como lado B. “Manners”, que já tinha sido lançada ano passado pela Kitsuné, ganha agora uma versão finalizada e retocada. Percussão descontrolada, sintetizadores oscilantes e um refrão viciante que vai por “ba ba ba, ba ba”, caracterizam essa música onde é difícil achar algum defeito. A música é basicamente uma carta de amor que soa extremamente moderna e desajeitada ao mesmo tempo, que tem um refrão brincalhão mas que mantém um certo tom gélido. Mas é o outro single, “Top Rated”, que coroa esse lançamento com um dos já melhores do ano. Enquanto a primeira faixa mantém o ouvinte no chão, “Top Rated” nos levanta para os céus em seu refrão, para então atingirmos o chão com força logo depois. Soando agora como cheerleaders americanas revoltadas que mandam o capitão do time para o inferno, o duo parece descarregar toda sua raiva do sexo oposto aos gritos no refrão, que tira todos os sintetizadores da música e vai crescendo à medida que elas vão cantando, ou gritando como disse, “top top top top rated”. É impressionante, e se você gosta o mínimo de música pop, talvez possa se tornar sua melhor descoberta desse começo de ano.

Icona Pop – Manners

Icona Pop – Top Rated

Com dois dos melhores lançamentos pop do ano já em mãos, só nos resta agora esperar por mais novidades do duo, e rezar para que saia um debut ainda esse ano. E se ainda não ouviu “Still Don’t Know”, clica no nome aí e complete o trio.

Mashin’ Pit explica muito bem o projeto do Dj Bahler: o cara aqui constrói 14 faixas todas baseadas em uma música diferente do Passion Pit. Misturando a banda com Empire of The Sun, Yelle, Kid Cudi, Lady Gaga, T-Pain, Blink 182, Drake, Bob Marley e uma série de outros convidados (inclusive uma versão bizarra de Little Secrets com a Taylor Swift), o álbum é uma série de erros e acertos, mas vale por dois motivos: o primeiro é a sua curiosidade, e o segundo, é que algumas músicas aqui realmente acertam em cheio. Para ter um exemplo, ouça aqui a linda última faixa de Manners, Seaweed Song, misturada com Alps do Ratatat e What Would You Do do City High, e a belíssima Moths Wing com o instrumental de Life In Technicolor do Coldplay. Para ouvir o CD completo e visualizar a tracklist com todas as participações, basta clicar no jump abaixo (ou clicar aqui), e para baixá-lo em um dos 5 formatos disponíveis, basta acessar o site do cara, este aqui.

♫ Dj Bahler – I Thought I Knew You

Ouça o CD e Veja a Tracklisting Completa!!!

Yael Naim – Toxic (16 Bit Dubstep Remix) (Britney Spears Cover)

Uma das canções pops mais marcantes dos anos 2000 ganha aqui uma roupagem acústica que parece ter saída daquelas caixinhas de bailarina de brinquedo. Enquanto o cover já estava rodando por aí há algum tempo, o remix pelo 16 Bit saiu esse ano, e adiciona um tom ainda mais sombrio ainda à música. O ar de graça pode ter sido tirado um pouco, porém, foi substituído  aqui por uma seleção de barulhos perfeitos para assustar sua irmã caçula na calada da noite.

♫ Yael Naim – Toxic (16 Bit Dubstep Remix) (Britney Spears Cover)

.

Pattern Is The Movement – Crazy In Love (Beyoncé Cover)

Se tivesse que escolher uma segunda música pop que mais marcou os anos 2000 com certeza seria Crazy In Love. Prestigiada pela crítica em geral ano passado, onde a música viu o topo de muitas listas de melhores da década, temos aqui também uma versão dark para a música. Os caras do Pattern Is The Movement criam aqui uma melodia densa, cheia de camadas e incluindo até um xilofone, que por incrível que pareça, não tira o tom sombrio do cover. Asissta também ao belíssimo cover do Antony & The Johnson para a música (clique aqui para assistir).

♫ Pattern Is The Movement – Crazy In Love (Beyoncé Cover)

.

Sam Billen – To Kingdom Come (Passion Pit Cover)

Sam Billen chegou até a mim através desse belíssimo cover do Passion Pit, que na verdade vem fazendo cover de muita gente por aí. Embora os sintetizadores e barulhos eletrônicos da música tenham ido embora, todos os barulinhos da original foram recriados aqui com instrumentos orgânicos. Pense em um versão da música tocada por aquelas bandas de rua, onde cada um tem um instrumento diferente e tenta cantar ao mesmo tempo que você vai entender do que estou falando. No fim, o que ficou na verdade, foi o ar de felicidade da música, e um resquício do vocal original, e por isso o cover não deve soar estranho a muitos.

♫ Sam Billen – To Kingdom Come (Passion Pit Cover)