Archives For Marina & the Diamonds

.

Marina & The Diamonds despede-se da fase Electra Heart em grande estilo, com um vídeo que segue o clipe de “Lies”. O 11º clipe é de uma música inédita, que tem o mesmo nome do álbum Electra Heart. Com um tom mais pesado, “Electra Heart” é um adeus que honra o segundo trabalho de estúdio da artista, que aparece no videoclipe cantando em uma floresta sombria e removendo a marcante pinta em forma de coração. Numa espécie de retrospectiva fúnebre, a cantora intercala cenas dos vídeos anteriores em ritmo acelerado, incluindo imagens que não foram incluídas na edição final dos clipes.

.

Quem acompanha o trabalho da Marina & The Diamonds já se acostumou com a divulgação dos clipes de Electra Heart, segundo álbum da cantora. Cada vídeo é uma parte de um todo que reflete a mensagem que a artista decidiu passar no CD, que possui faixas ainda mais pop e dançantes que o debut, sem que a profundidade das letras e a sonoridade característica da cantora se perdessem. Para continuar criticando o american way of life, Marina Diamondis (que recentemente lançou também a deliciosa “Just Desserts”, colaboração com Charli XCX) representou diversas facetas da sua personalidade por meio da personagem Electra Heart, cuja trajetória foi narrada em “Primadonna”, “Homewrecker”, “How To Be A Heartbreaker”, “Power & Control” e outras canções. Agora, é a vez do 10º vídeo oficial, que já sinaliza o fim da era Electra Heart, visto que a cantora já prepara o misterioso projeto 11 Diamonds, que deve conter músicas inéditas. Enquanto isso, é possível curtir o clipe de “Lies”, que exibe o tom mais melancólico da canção. No videoclipe, Marina aparece expressando sua tristeza com um visual mais sóbrio.

936683_537351236316387_58027719_n

Se o blog existisse em 2009 muito provavelmente estaríamos enchendo nossas páginas com singles e clipes da norueguesa Annie, que na época lançou o aclamado Don’t Stop, segundo álbum de sua carreira, que certamente abriu muitas portas para que o pop alternativo de cantoras como Little Boots, Marina & The Diamonds e Sky Ferreira fosse levado a sério. O disco, apesar de não chegar nos ouvidos do público em massa, é considerado um pequeno clássico pop dos anos 2000 por muitos, e desde então a expectativa por um novo lançamento da cantora é alta, até que nessa sexta, quase quatro anos depois, Annie resolveu abrir o jogo.

Precedendo um EP ainda não divulgado e o tão aguardado sucessor de Don’t Stop, Annie chega com sua própria ode às raves dos anos 90 com a hipnótica “Tube Stops and Lonely Hearts”, que para nós já é uma das suas melhores músicas até então. Unindo a produção do seu colaborador de longa data, Richard X, integrante do coletivo de produtores Xenomania, com a do produtor Ville Hamala, nome importante da cena eletrônica underground alemã, a canção, como a própria Annie diz, foi feita diretamente para as pistas. O começo ligeiramente dócil logo se transforma em algo mais pesado, graças a batidas que vão ficando cada vez mais densas e agressivas ao passar da música, e o refrão, que a princípio é apresentado somente com uma melodia cantarolada por Annie, apresenta suas verdadeiras armas no final. Para acompanhar a estética da música, também foi lançado um vídeo que mescla cenas estáticas da cantora com imagens psicodélicas que cairiam bem como backdrop de uma rave dos anos 90, decretando de vez a nova proposta da cantora e nos deixando curiosos por seus próximos passos.

Annie – Tube Stops and Lonely Hearts

O novo single de Annie tem lançamento para o dia 1 de maio, com um EP a ser lançado mais tarde no ano pelo selo Black Melody.

Weezer – Unbreak My Heart (Toni Braxton cover)

Você pode gostar de rock, pop, hip-hop ou o que for, agora você já ouviu “Unbreak My Heart”, uma canção tocada milhões de vezes em rádios, filmes e casamentos, que por si só deve espantar muita banda de rock. Menos o Weezer.  Tirado do novo álbum de raridades dos caras, o Death To False Metal, a música ganha aqui todo aquele ar power-pop que conhecemos da banda, e embora não tenha nenhuma grande surpresa, a faixa não chega a ser tão ruim quanto aparenta ser. Adicione a sinceridade sem ironia do vocal do Rivers Cuomo (que realmente adora a original e adorou sua versão), e está aí um cover que merece ser ouvido pelo menos uma vez.

♫ Weezer – Unbreak My Heart (Toni Braxton cover)

.

Cocknbullkid – Shampain (Marina & the Diamonds Cover)

Depois de apresentar a querida Cocknbullkid nesse post, nunca mais falei dela, que até lançou um single novo mas nem me agradou muito. Mas aqui está ela novamente, com um cover bonitinho de Shampain, produzido e tudo mais, com novos efeitos, uma guitarrinha, um baixo e uma percussão agitada. O ar elétrico de Marina é susbtituído por um mais calmo aqui, nesse que não é o melhor cover que você já ouviu na vida, mas pelo menos é o melhor que já ouvi da Marina & The Diamonds.

♫ Cocknbullkid – Shampain (Marina & the Diamonds Cover)

.

Friendy Fires – Strangelove (Depeche Mode Cover)

Eu quero e MUITO um CD novo do Friendly Fires, e enquanto já até tivemos uma música nova esse ano com o Azari & III, nada de notícias do novo disco. Enquanto aguardamos o mesmo, ouçam aqui um cover de “Strangelove” do Depeche Mode, gravado em estúdio pelos caras para uma propaganda da Gucci. Recriar a música seria algo fácil, mas os caras aqui dão uma nova interpretação à ela, e embora não seja a coisa mais feita para as pistas que a banda já fez, deve agradar a quem curte tanto o Friendly Fires quanto a banda original.

♫ Friendy Fires – Strangelove (Depeche Mode Cover)

.