Archives For Massive Attack

london_grammar

A gente não precisa ser um expert em gramática para entender que os britânicos do London Grammar passariam em qualquer teste musical que atirássemos a eles, visto que merecem a nota máxima em cada lançamento divulgado até então, oficialmente os singles “Hey Now” e “Metal & Dust”. O trio, formado pelos amigos Hannah Reid, Dot Major e Dan Rothman, são responsáveis por produções eletrônicas minimalistas à-la James Blake e The xx, aliadas a vocais poderosos, seja de Hannah ou dos rapazes do grupo, e que garantem um tom nitidamente mais pop e acessível do que as outras bandas citadas.

E para continuar a série de singles imbatíveis, o trio revelou hoje na rádio britânica BBC sua terceira música de trabalho, “Wasting My Young Years”, possivelmente sua melhor e mais poderosa até então. Liderada pelos vocais de Hannah junto a violinos e um suave começo de pianos, a canção é uma grande balada emotiva que soa um tanto tímida no começo, mas logo ganha uma bateria quase dance que parece encomenda do Jamie xx e que acrescenta dinamismo sem perder a elegância. Mas é a chegada do refrão, entretanto, que coroa a canção como um dos lançamentos mais tocantes do ano. Como quem não quer nada, os vocais quase líricos de Hannah, tal como uma Florence Welch, subitamente ultrapassam a barreira do explosivo e acrescentam toda a emoção que é pedida pelo avassalador refrão, que te deixará sem chão e te fará apertar o replay quase que imediatamente.

London Grammar – Wasting My Young Years

O single “Wasting My Young Years” será lançado no dia 16 de junho.

London-Grammar-Metal-and-Dust-628x628

Basta uma única olhada na capa do primeiro EP do London Grammar, trio britânico formado pelos amigos Hannah Reid, Dot Major e Dan Rothman, para deduzir o estilo do som. Fãs de números esparsos, sedutores e hipnotizantes, como o de artistas como James Blake, Portishead e Massive Attack, terão muito o que comemorar. Adicione ainda uma vocalista poderosa, que sabe controlar sua voz como gente como Adele, Jessie Ware e Florence Welch, que basicamente você tem um produto “para todos os gostos”.

E foi assim, no final do ano passado, que os britânicos anunciaram sua existência, apresentando a misteriosa “Hey Now”, de produção minimalista mas ainda assim calorosa, com doses de guitarras gentis intercalando uma bateria em reverb que ditava o tom para os próximos lançamentos, deixando o nível lá em cima para o que é que viesse em seguida.

London Grammar – Hey Now

A novidade, entranto, é o fato de que “Hey Now” era apenas um aperitivo, sendo “Metal & Dust”, canção título do primeiro EP do trio, o verdadeiro lado A da história. Continuando o tom etéreo do single anterior, a maior diferença desta vez está na forma em que a produção é conduzida, começando lenta e logo ganhando uma suave batida drum’n’bass que vai tomando ritmo até culminar, na casa dos dois minutos, em um número feroz que recebe a ajuda de sintetizadores e violinos para um finalizar com um nocaute fatal.

London Grammar – Metal & Dust

O EP de estreia do London Grammar, Metal & Dust, será lançado no dia 25 de fevereiro pela própria banda, em um selo que leva o mesmo nome do EP.