Archives For Pop

timthumb

Elohim – que significa Deus em hebraico – surge em clima de mistério total através do seu primeiro single “She Talks Too Much”. A faixa começa soando como se fizesse parte da trilha sonora de um filme de Halloween, mas logo apresenta sua verdadeira face: um vocal doce, que nos faz lembrar algumas músicas do CHVRCHES e da Little Boots, mesclado com sintetizadores arrebatadores. Agora, tome cuidado. O ápice da música está no refrão e parte dele não sairá da sua mente tão cedo. Pouco se sabe sobre esta banda de Los Angeles, que até agora só compartilhou fotos que não revelam sua verdadeira identidade, mas, através desse cartão de visita, fomos presenteados com um electro-pop pegajoso, daqueles que você vai dormir cantando.

Bem vindo a nossa primeira Mixtape do ano, a de Halloween! Tudo bem que aqui no Brasil nem comemoramos direito, mas festas a fantasia sempre rolam, sem contar que é um bom motivo para relembrarmos algumas músicas mais sombrias, e aproveitarmos para entrar no clima. Começando com Lady Gaga, passando por Crystal Castles, Animal Collective e SALEM, temos de tudo nessa aqui, até algumas música que deixei de fora do blog e outras favoritas do ano passado. Independente do que você irá fazer na noite de amanhã, a playlist está agradável até mesmo para ouvir de besteira. Baixe a mixtape e confira a tracklisting logo abaixo.

Ouça e Baixe tudo AQUI →

Sabe aquelas músicas que você sente prazer de ouvir, pois são realmente muito bem feitas e produzidas? Daí você apresenta para a sua amiga, namorada, irmã ou etc.. E ela diz, “Que música bonitinha!”. Então, o grupo Quadron está cheio delas.

Te conto que o CD (primeiro e que leva o mesmo nome que a banda) é muito bom e vale a pena ser escutado várias vezes. Você fica com a impressão de que é uma mistura de Little Dragon com Feist, e de que funciona muito bem. Eu entendo que algumas músicas chegam até a parecer, em algumas faixas apenas, com a boa e velha MPB. Mas esse é um dos únicos pontos, sob minha perspectiva, baixos do debut. “Pressure” é daquelas doces, grudentas, mas deliciosas músicas que invadem o seu subconsciente constantemente, e que te faz apaixonar pela banda depois do primeiro play. De quebra, cola aqui no player e houve ainda a “Slippin’ “, que está bem forte para ser uma das minhas prediletas do ano, pelo seu ritmo completamente viciante.

♫ Quadron – Pressure

♫ Quadron – Slippin’

Uma das novas apostas do cenário musical independente acaba de lançar seu primeiro trabalho. Falo da Glasser, com seu Ring. Há alguns posts atrás falamos da viciante “Home”, com seus barulhos e até um próprio instrumento criado pela moça, provando sua capacidade inventiva na criação de suas canções. Agora chegou a hora de conhecer todo o seu trabalho. Não me decepcionei. O disco traz uma força estranha e uma sonoridade meio peculiar. O tom grave da voz da Glasser pode trazer comparações a cantoras como Cat Power, Bat for Lashes e até mesmo a Florence & the Machine. Um ar místico e espiritual circunda o trabalho da Cameron Mesirow e isso a gente pode comprovar claramente na bela “Plane Temp”, onde um trecho da letra é repetido a exaustão e gruda assustadoramente na cabeça por um bom tempo, tal como “Home”. De forma melódica, seus instrumentos nos levam a sons quase que indígenas, de uma forma sombria e melodiosa, quase que uma experiência espiritual.

♫ Glasser – Plane Temp

Você deve tá se perguntando: quem raios é Soft Powers que eu nunca ouvi falar? Então, assim como o Deerhunter, o duo norte-americano é de Atlanta, Georgia – e tem um disco e dois EPs recém lançados. Recém lançados de verdade, pois os caras sempre disponibilizam algo pra quem curte o som deles, pra vocês terem ideia, esse material todo foi lançado entre Agosto e Setembro.  A produção é bem lo-fi e com uma sonoridade calcada no dreampop/dreamwave, meio noisy, que remete logo de cara ao trabalho do Ariel Pink’s Haunted Graffiti. A impressão que temos é de um trabalho bruto, que falta alguma coisa. Algumas faixas são cortadas, incompletas mesmo. Parece que estamos ouvindo uma fita cassete bem antiga.O Soft Powers disponibilizou em sua página o download pra todos os seus trabalhos. Mas se você ficou com uma ponta de curiosidade e quer ouvir algo antes, recomendo a Strawberry Soup. Faixa do disco Bad Pop, é como se a 1901 do Phoenix fosse feita em 1982.

Neste sete de setembro o Belle and Sebastian liberou em seu site oficial para download uma faixa do seu mais novo trabalho. A canção título Write about love já está disponível deixando os fãs cada vez mais instigados. Primeiro, eles lançaram um pequeno video promo simulando uma performance numa tv, em seguida jogaram um video de quase 30 minutos, apresentando I Want The World To Stop e I Didn’t See It Coming. Agora vem o download da música e expectativa para o lançamento cresce a cada dia.
.
Com o passar dos anos a sonoridade do grupo foi mudando, mas claro sem perder a qualidade e o tom caracteristico do Belle and Sebastian. Write About Love remete muito ao último trabalho do grupo, The Life Pursuit, de 2006, e tem a participação da atriz Carey Mulligan do filme Educação. Querer descrever B&S é lugar comum diante da trajetória da banda. O que só posso dizer é que esses 4 anos de hiato foram longos e que venha mais um bom disco. E pelo que já se pode ouvir, certamente virá.
.
OK, agora acho que você já parou de rir do nome da banda e está pronto para a bomba de informação sobre ela: parafraseando um pouco o delicioso DJ Cremoso, esse grupo, na minha humilde opinião, é a “maionese do indie” atual. Eles estão no seu terceiro álbum, não passam de 170 mil listenings no Last.fm, são do México, fazem um som com dimensões gigantescas, estão em tour com o Built to Spill e Ra Ra Riot, e para o seu último CD, assinaram com a legendary gravadora Arts & Crafts, casa de outras coisinhas como Feist, Metric, Stars, Final Fantasy e Broken Social Scene. Pois é, e eles são muito bons.
.
Para o seu terceiro disco Tre3s, que é lançado oficialmente agora em Agosto no México, e a partir de 2011 no resto do mundo, eles cairam de vez na graça do produtor David Newfeld (Broken Social Scene, Los Campesinos!, Super Furry Animals, Apostle of Hustle) com quem já haviam feito pequenas parcerias nos seus outros álbuns, e produziram um disco pop muito perto do perfeito. O som, a primeira reação, lembra um pouco o garage noise do Best Coast ou The Pains of Being Pure at Heart, mas com as mesmas proporções do Broken Social Scene, com o ritmo bem acelerado e cheio de instrumentos que lembram o seu debut. Para divulgação do disco, eles soltaram na sua página oficial duas músicas (Tired e All I Need’s A little More) que eu ponho aqui pra ouvir, e deixo pra download a minha preferida do álbum, a The Pause, que pra quem curte o BSS, vai lembrar de uma mistura de Windsurfin Nation com Almost Crimes. Se gostar da banda, pode baixar o álbum completo aqui na barra lateral.
.