Archives For Real Estate

Boat-Club-CTB_lo-fixed

O duo Boat Club era baseado em Gothenburg, na fria Suécia, mas sabe como ninguém fazer pop com cara de trilha sonora de dia quente de verão. A faixa “Warmer Climes” faz parte do mini-álbum lançado por eles em 2007, o primeiro e único material da dupla, o aclamado Caught The Breeze. A estréia de Andreas e Magnus, anteriormente ligados ao Citylights, certamente não teve o reconhecimento que merecia naquele ano, mas o pop baleárioco suave e cheio de alma da dupla arrebatou cada vez mais fãs com o passar desses seis anos, se transformando em um pequeno clássico perdido do gênero. Por conta disso, o selo Cascine resolveu fazer uma reedição do reverenciado Caught The Breeze, remasterizando a pequena jóia e trazendo-a para os dias de hoje, tornando seu som ainda mais cristalino e propício para navegar nas melodias envolventes do duo.

Caminhando entre a sonoridade tropical-grandiosa do St. Lucia e as melodias envolventes a base de guitarras do Real Estate, a remasterização do disco se mostra essencial e decreta o cartão de visitas definitivo para adentrar na sonoridade praiana e relaxante do duo, que tem nos riffs melodiosos de “Warmer Climes” uma das suas melhores amostras. Batuques e sintetizadores celestiais se unem a riffs ensolarados e vocais abafados para garantir aquela sensação de fim de tarde, olhando o mar, que parece o cenário ideal para ouvir a música. Agora uma coisa é certa: você não deve deixar o Boat Club passar em branco dessa vez.

Boat Club – Warmer Climes

CavemanInTheCity

Se eu tivesse que apontar o disco mais injustiçado de 2011 (e também um dos melhores, visto nossa lista de discos favoritos do ano), certamente ele seria o CoCo Beware, do quinteto nova-iorquino Caveman. Um disco de guitarras e extremamente melódico, que passeia pela leveza do Real Estate e a grandiosidade do Arcade Fire, o trabalho está prestes a ganhar um sucessor, desta vez abraçado pelo selo Fat Possum, que liberou nesta semana seu primeiro single.

Apesar do título, “In The City”, a canção passa longe do caótico e te embarca em uma relaxante viagem sonora para um lugar bem distante das grandes metrópoles. Carregada por uma linha de sintetizadores propulsiva, digna do dream-pop nostálgico do Beach House, a canção se difere dos trabalhos anteriores do quinteto graças à produção expansiva e cheia de detalhes, mas que ainda assim não esconde as belezas dos vocais de Matthew Iwanusa, que transformam a canção em algo que o Grizzly Bear poderia fazer se flertasse com sintetizadores.

Caveman – In The City

O segundo disco do Caveman, auto-intitulado, sai no dia 2 de abril pelo selo Fat Possum, e já podemos adiantar que é um dos melhores discos que ouvimos nos últimos meses.