Archives For single

E foi só eu ter falado dessa música ontem, no post de “You’re Electric”, que a cantora decidiu liberar o audio dela no seu canal do YouTube, como comentou o nosso leitor Gabriel Nunes. Clare Maguire começa oficialmente 2011 com seu primeiro single, “The Last Dance”, uma canção forte, cheia de sintetizadores e um refrão que realça bem seu poder vocal. Parecida com o single anterior, “Ain’t Nobody”, a música é uma balada em termos, já que possui um começo lento, mas tem seu ritmo desenvolvido com cuidado. No início, Clare nos convida à sua música sobre suaves synths e vocais sussurrados de fundo, até chegar no refrão, onde a coisa realmente engrena e ela mostra que veio a 2011 bem armada. Sem dúvidas, a melhor coisa que ouvi dela até agora, e como comentei, mal posso esperar pelo álbum, o Light After Dark, que sai dia 28 de Fevereiro.

Clare Maguire – The Last Dance

*O post de ontem chegou errado para quem lê o blog através de feeds! O link para a música “You’re Electric” foi consertado, e basta clicar no nome para música para baixá-la corretamente agora!

O Panda Bear está lançando uma série de singles, mas isso você já sabe, e agora, chegou a vez de sair o lançamento do terceiro dos quatro discos a serem lançados. Dessa vez saiu a “Last Night At The Jetty”, música que o cara já vinha tocando em alguns festivais afora. Com os vocais harmoniosos típicos do cara, Panda Bear continua na sua jornada através de singles fantásticos, dessa vez com a canção mais melódica e até mais “pop” das que já sairam. Como disse, a qualidade entretanto continua altíssima, e resta agora ouvir o lado-b do single, “Drone”, que sai com o lançamento do single físico no final de Dezembro. Do jeito que tá indo, o Tomboy promete ser um dos melhores lançamentos do ano que vem, mesmo com a maioria das suas músicas lançadas nesse ano. Ouçam o single abaixo.

Panda Bear – Last Night At The Jetty

Depois de dois discos amados pela imprensa e pelo público alternativo, o Kings of Leon caiu de repente na graça do povo com o terceiro, virando headliners dos mais famosos festivais de rock e vendo o topo dos charts mundo afora, da Jovem Pan à Billboard e ao iTunes. O segredo do sucesso? Bem, os caras que já faziam um indie-rock de qualidade resolveram abdicar do termo “indie”, dando uma polida a mais em suas faixas, trasformando músicas como Sex On Fire e Use Somebody em verdadeiros hinos à-la U2. Primeiro disco pós fama repentina, e a pressão não poderia ser menor. É com esse fardo que chega Radioactive, primeiro single do álbum Come Around Sundown, que continua com o polimento do último disco e o coração dos dois primeiros. A música é típica Kings Of Leon, com um baixo pegajoso, guitarras poderosas e um refrão pra todos cantarem juntos. Com um ritmo mais lento que Sex On Fire e mais agitado que Use Somebody, a banda ainda aposta em elementos inéditos como um coro de crianças gospel no final, que adiciona o ar de grandiosidade que eles tanto buscam agora. Se você gostava antes, não tem porquê deixar de gostar agora. Para nós brasileiros, só nos resta esperar o show no SWU, e é claro, o lançamento do novo disco dia 19 de Outubro. Ouça a música logo abaixo e veja o clipe clicando aqui.

♫ Kings Of Leon – Radioactive

Pra falar a verdade eu nunca gostei de nenhum single do HURTS. Wonderful Life, o primeiro deles, lançado no começo do ano, nunca me conquistou, e os outros singles soavam como uma fracassada tentativa de popstars tentando ser rockstars, com canções tão pretenciosas que deixariam o Brandon Flowers com inveja. Com o CD em mãos, o Happiness, mudei um pouco de opinião. A nova versão de Wonderful Life é maravilhosa, e tirando os outros singles, as canções representam o mais fino do pop-melancólico de hoje. Óbvio que a canção que me fez mudar de ideia foi esta aqui, com participação da diva-pop-australiana Kylie Minogue, uma delicada canção sobre as tentações carnais, mas que por ironia ou não soa mais como uma música que você poderia ouvir numa igreja. Baixe a música e o disco completo aqui ao lado.

♫ HURTS – Devotion (Feat. Kylie Minogue)

Kanye West é uma figura polêmica, mas convenhamos, o cara sabe o que faz. O vídeo de Power que saiu essa semana demonstra isso, e mais uma vez, seu novo single See Me Know confirma. Com a participação de peso da Beyoncé, a música é bem mais relaxada que o primeiro single, e lembra uma Empire State of Mind menos instantânea e mais light, voltada para o verão. Kanye está conseguindo bons colaboradores para seu álbum, recém des-entitulado Good Ass Job, que aliás têm influência do Radiohead, e está nos prometendo ainda uma canção com o Bon Iver. Desde que o cara continue fazendo música de qualidade, realmente não me importo se ele se acha o rei do mundo, mesmo que alguém (Taylor Swift) acabe pagando o pato por isso. O ainda não-entitulado álbum do cara pelo menos tem uma data agora, dia 16 de Novembro.

♫ Kanye West – See Me Now (Feat. Beyoncé & Charlie Wilson)

Depois de um começo turbulento, dois anos para criação de um álbum e problemas com a arte da capa, os americanos do Elsinore se preparam para o lançamento de seu segundo álbum, Yes Yes Yes. Quando você começar a ouvir o primeiro single, de mesmo nome que o álbum, nunca imaginará que com um começo desses estará gritando o título da música em pouquíssimo tempo. Preocupados em aplicar aquela dose de diversão sem compromisso, o que começa como uma grande balada pop termina em catarse, com trompas,  guitarras, pianos e todo um coro cantando o refrão aos gritos. E além do mais, quem nega um refrão com palmas?

Elsinore – Yes Yes Yes

Misery é o novo single da banda pop Maroon 5, que não cansa de produzir hits radiofônicos. Misery, entretanto, não é mais um deles. Prometendo um CD mais rock que o antecessor, a banda aqui traz uma música extremamente parecida com a faixa de abertura do álbum anterior, a ótima If I Never See Your Face Again, que ganhou até participação especial da Rihanna mais tarde. Infelizmente, mesmo sendo parecida, o novo single da banda decepciona, tanto pela similaridade quanto pela falta de versos e refrões marcantes, característica da banda. A parte mais marcante, por mais ironia que pareça, vem logo após o refrão, quando Adam Levine parece estar fazendo uma imitação de uma fuinha sendo apertada. O novo CD, Hand’s All Over, sai só em Agosto, e a próxima música hypada está sendo a faixa-título, Hand’s All Over, que está sendo divulgada como sendo o próximo “hino do rock”. Enfim, hypes a parte, não vamos julgar o terceiro disco pelo que foi possivelmente apenas uma escolha errada. Vamos torcer para que o “hino do rock” seja uma canção à-la This Love, pois só assim a banda ganhará minha atenção novamente.

♫ Maroon 5 – Misery