Archives For the suburbs

Depois de uma semana de folga, o Friday Remixes está de volta, mas dessa vez, vocês perceberão que teremos menos remixes de pista e mais do que podemos chamar de “reinterpretações”, remixes que não usam quase nada da original, e recriam a música completamente. Baixem todos abaixo, ouçam no player lá em baixo, e é claro, bom final de semana a todos!

.

Robyn – None of Dem (Timid Tiger Remix)

PARA OUVIR: SE ANIMANDO PARA SAIR

Postei uma música dessa banda que estou obcecado a um tempinho atrás (aqui!). Timid Tiger, divertidos e despretenciosos, o grupo de electro-rock resolveu recriar “None of Dem” do zero aqui, reaproveitando apenas os vocais de Robyn. Fora fica o climão pesado da original, que dá espaço para instrumentos mais fortes, principalmente a bateria, que fica óbvia desde a primeira frase da música: “Você têm alguma bateria na sua casa?”. Como disse na original, tá aí uma “música para sair de madrugada sem nenhuma boa intenção em mente”.

♫ Robyn – None of Dem (Timid Tiger Remix)

.

Maximum Balloon – Groove Me (T-Minus 321 Remix)

PARA OUVIR: TOMANDO BANHO.

Maximum Balloon pode ter lançado o melhor projeto paralelo do ano, mas você já imaginou ouvir uma música dele com samples grooves da Madonna? Sem surpresas, “Groove Me”, com o Theophilus London, ganha samples de “Lucky Star”, da cantora pop, em um remix que não poderia ter ficado melhor. Pra apertar o play e já sair dançando.

♫ Maximum Balloon – Groove Me (T-Minus 321 Remix)

.

Rihanna – Only Girl (In The World) (Cosmic Dawn Remix)

PARA OUVIR: SE ARRUMANDO

A música na verdade destoa da descrição acima que fiz, pois na verdade acrescenta muito pouco a “Only Girl”, uma canção já feita para bombar em todas as pistas. O remix pode não ser o mais original ou criativo do ano, mas o pouco que foi acrescentado aqui foi o bastante para tornar a música ainda mais disco-friendly.

♫ Rihanna – Only Girl (In The World) (Cosmic Dawn Radio Edit)

.

Daft Punk – Derezzed (From TRON SOUNDTRACK) [NTEIBINT Remix]

PARA OUVIR: BEBENDO

O fato mais engraçado da semana foi ver os blogs em exctase com 20 segundos de uma música nova do Daft Punk, pra ser trilha de Tron. Se você foi um desses que ouviu e ficou com um gostinho de quero mais, problema resovido. Um DJ chamado NTEIBINT pegou aqui os já famosos 20 segundos e transformou em 4 minutos de pura festa, no que não soa muito como uma nova música do Daft Punk, mas certamente como um dos melhores remixes de uma delas, mesmo que ela tenha apenas 20 segundos por enquanto.

♫ Daft Punk – Derezzed (From TRON) [NTEIBINT Remix]

.

Ellie Goulding – Under The Sheets (KIDS AT THE BAR Remix)

PARA OUVIR: NO CARRO COM OS AMIGOS

O Kids At The Bar já fez maravilhas com o Empire of the Sun, com o Passion Pit e com o The Harlem Shakes, e agora é a vez de vingar com um remix da queridinha Ellie Goulding. Transformando uma das mais já-agitadas faixas da moça em um electro de primeira, a música traz batidas sujas e pesadas em constraste com os doces vocais da cantora, uma mistura aqui perfeita, mas acima de tudo, um exemplo para a cantora largar de ser Sandy e virar para o batidão de vez.

♫ Ellie Goulding – Under The Sheets (KIDS AT THE BAR Remix)

.

Frankmusik – Confusion Girl (Russ Chimes Remix)

PARA OUVIR: NA PISTA

“Confusion Girl” do Frankmusik é sem dúvida uma das músicas mais legais do ano passado. Falo por que gosto mesmo dele. E por tanto gostar saí a procura de remixes pras suas faixas. Quando me deparei com o que o Russ Chimes fez com a música, simplesmente parei e disse: é esse! A faixa ficou extremamente dançante com uma leve pegada 80’s. Decididamente, feita para os melhores sets.  [Via Michel Heberton]

♫ Frankmusik – Confusion Girl (Russ Chimes Remix)

.

Arcade Fire – The Suburbs (Paper Tiger Remix)

PARA OUVIR: FAZENDO SEXO

Eu lembro de assistir “The O.C.” (sim!) quando era mais jovem, e ouvir o pseude-indie Seth Coen falar todo episódio que Arcade Fire era música de sexo. Enquanto eu não me vejo de jeito nenhum fazendo sexo ao som de “Power Out”, eu bem que posso me imaginar fazendo ao som de “The Suburbs”. Mas não precisa gastar a original, visto que o remix aqui, com direito a batidinhas com synths bem tranquilos, deve fazer bem o trabalho. Melhor, te ajudar.

♫ Arcade Fire – The Suburbs (Paper Tiger Remix)

.

M.I.A. – XXXO (Oli Chang Cinematic Remix)

PARA OUVIR: NA VOLTA VENDO O SOL NASCER

O “Cinematic” no nome de um remix nunca foi tão correto. Nessa releitura de “XXXO”, a canção mais pop do novo disco da M.I.A, ficam de fora os sintetizadores frenéticos e as batidas electro da original, que dão espaço para novos arranjos, pianos e até uma mini-orquestra, que fazem dessa versão, ao invés de animada, dramática, e até mesmo emocionante.

♫ M.I.A. – XXXO (Oli Chang Cinematic Remix)

.

Créditos: Feral Party Kids, PMA & Sheena Beaston
.

The Drums – We Used To Wait (Arcade Fire Cover)

Uma das bandas mais hypadas de 2009 resolveu incluir nos seus shows o cover de uma das músicas mais legais do ano. Falo de nada mais, nada menos do que We Used To Wait, do recém-lançado The Suburbs, terceiro disco do Arcade Fire. A faixa ganhou uma pegada bem menos séria que a original, e chega a lembrar o surf-music misturado com indie rock do debut do The Drums. Divertido e interessante. Ouça e baixe a faixa em alta qualidade logo abaixo.

♫ The Drums – We Used To Wait (Arcade Fire Cover)

.

Arcade Fire – We Used To Wait (Video)

Que o Arcade Fire sempre procura algo pra supreender aos seus fãs isso o mundo inteiro já sabe. Seja, com sua qualidade sonora, seja com lançamento de filmes, shows secretos ou até mesmo transmitidos pelo YouTube. Agora eles aparecem com um vídeo completamente interativo. Pra ser mais exato, uma experiência. Não é algo apenas para ser visto e sim, experimentado.

Eles já fizeram isso com Neon Bible da vez passada, mas aqui a idéia foi mais ousada.  O projeto, chamado The Wilderness Downtown, funciona assim: entrando neste site ele vai te pedir o endereço de onde voce nasceu/foi criado, e a partir disso, se inicia uma viagem incrível pela sua própria infância, com cenas recriadas da sua rua, com o auxílio do Google Street View. Assim como fala na música. É claro que o recurso é um pouco mais limitado para nós brasileiros, pois algumas cidades vão funcionar melhores que as outras, mas indico tentar, e se não conseguir, coloque alguma cidade que conheça, só pra você sentir como é. As reações são as mais diferentes. Você pode ver o making-of clicando aqui e descobrir como tudo isso foi feito. O site recomenda que você use o Google Chrome para assistir, mas o Safari funciona bem também, se você estiver no Mac. Experimente!

♫ Arcade Fire – The Wilderness Downtown (Video Interativo)

[Via]

De cara, posso dizer que Sprawl II é uma das melhores do novo álbum do Arcade Fire, e já vinha chamando minha atenção desde antes de ouví-la. As resenhas falavam que a música não soava como nada que a banda tivesse feito ainda, e se arriscava no uso de sintetizadores, o que me deixou extremamente curioso. Embora faça mais sentindo no contexto do álbum, a música faz parte do desfecho de The Suburbs, e com um tom bem alegre, fala sobre alienação, estereótipos e descontento com a vida nos subúrbios. “Eles me ouviram cantar e mandaram parar / Gritando para nós ‘não precisamos do seu tipo’ “, canta Régine, num tom que pode parecer um tanto quanto mentiroso vindo de uma das bandas de maior sucesso da atualidade, mas que na verdade, se analisada no contexto, remete à sua origem, que como podemos acompanhar no álbum, vem dos subúrbios. “Será que algum dia iremos sair daqui?”, ainda canta no refrão, de uma forma quase sincera, como se a música tivesse sido escrito a um tempão atrás, na época em que eles ainda não sabiam de fato, que viriam a se tornar uma das maiores bandas da nossa geração.

OBS.: A chance de todos terem ouvido já o álbum é muito grande, mas faça um favor e ouça de novo, dessa vez acompanhando com a letra. Você pode encontrar todas as letras aqui, e garanto que fará maravilhas.

Arcade Fire – Sprawl II (Mountains Beyond Mountains)


Desde que sairam os áudios da nova turnê ao vivo estou obcecado por Ready To Start. A música é abertura do show por um bom motivo: energia. Toda a energia contagiante que só o Arcade Fire consegue transmitir está aqui, com um refrão que fica melhor depois dos dois minutos, e terá todos nós cantando pelos nosso pulmões nos shows ao vivo. Enfim, se você esperava por mais uma canção clássica do Arcade Fire, aqui está. Outro número que me chamou bastante atenção logo no início foi We Used To Wait. Embora mais calma, a melodia aqui é ao mesmo tempo apaixonante e alto-astral. Mais uma prova porque os caras são os melhores no que fazem. Mas infelizmente, tirando essas duas canções, senti falta do ar de grandiosidade nas novas músicas, aquele lá dos primeiros CDs. As canções aqui são hora agressivas e hora bucólicas demais. Embora a qualidade Arcade Fire ainda esteja presente, não posso evitar de sentir um ar de decepção.

Mas felizmente, para minha surpresa, Ready To Start virou o primeiro single nas Américas e We Used To Wait na Europa, e ambas saíram em versão estúdio, que você pode checar logo abaixo.Bem melhor que The Suburbs e Month of May na minha opinião, que você também pode checar aqui.

♫ Arcade Fire – Ready To Start

♫ Arcade Fire – We Used To Wait

ATUALIZADO: AS MÚSICAS ESTÃO EM HQ AGORA, E AS INFORMAÇÕES SÃO OFICIAIS.

Aqui está a capa do novo CD do Arcade Fire, The Suburbs, que sairá no dia 02 de Agosto para delírio geral. O primeiro single, com o mesmo nome do álbum, The Suburbs, pode surpreender alguns. Embora como a capa do álbum, ensolarada e feliz para os padrões da banda, eu certamente não estaria errado em dizer que a música ainda resguarda o tom sombrio dos CDs anteriores. Guiada por pianos e um violão semi-acústico, a faixa se encaixaria mais para terminar um álbum de forma “feliz”, do que para abrir um álbum. Em The Suburbs, Butler fala em modo geral das futilidade que nos cercam na vida suburbana. No refrão, lamenta ter superado essa sensação,  para no finalzinho dizer que em seus sonhos ainda está gritando. Será que temos aqui uma referência à série Neighborhood do primeiro álbum?

♫ Arcade Fire – The Suburbs

Em Month of May, temos uma mistura de duas músicas da banda. A música é bem rocker, com as guitarras mais pesadas da banda, e sem refrão algum, lembrando vagamente o tom de Antichrist Television Blues do segundo CD, só que menos melódica e com um toque das guitarras de Power’s Out. A música entrará no novo CD e também como lado-B do single de The Suburbs.

♫ Arcade Fire – Month Of May