Archives For Tom Odell

.

Se antes o britânico Cass Lowe dedicava-se apenas à composição e à produção de músicas para outros artistas, como Say Lou Lou, agora ele começa a trilhar seu caminho como cantor, soando como uma mistura da melancolia e do experimentalismo do James Blake com os vocais agudos e imponentes do Truls, Bastille e Tom Odell. “Birthmark” é o single de estreia do Cass Lowe e aborda a história real de uma adolescente que sofria de distúrbios alimentares, além da pressão que a sociedade colocava sobre a jovem. De acordo com o cantor, a delicada balada representa o medo de destruir tudo que há de bom na vida, como saúde, família, amor e o próprio corpo. A épica canção possui um clipe dirigido por Daryl Atkins, que contrapõe a suavidade da música com a intensidade dos eventos vividos por uma jovem dançarina, que precisa lidar com o desconforto de ter uma família destrutiva, assim como o receio de não conseguir superar seus medos. Cass Lowe aparece sussurrando nos ouvidos dos personagens, como se estivesse questionando as ações daquelas pessoas.

tumblr_mhespk56zs1qz4k5yo1_1280-e1359659315365

Lembra quando apresentamos por aqui no começo do ano o britânico Tom Odell, vencedor do Critics Choice Awards britânico e um dos principais concorrentes das irmãs Haim ao pódio do Sound of 2013 da BBC? Pois bem, apesar de não ter faturado o prêmio, Odell nos impressionou com seu EP de estreia, principalmente com as excelentes “Another Love” e “Sense”, e agora, aproveitando o hype inesperado, o rapaz de 22 anos se prepara para o lançamento do seu primeiro disco, Long Way Down, que sai agora em abril.

Apesar do curto intervalo entre EP e disco, se o primeiro single oficial do rapaz for alguma indicação, a mudança de sonoridade entre os dois trabalhos será drástica. Enquanto no EP Odell soava como uma versão juvenil do Chris Martin (Coldplay), em “Hold Me” as influências saem direto da bíblia de neon do Arcade Fire, com o rapaz se levantando pela primeira vez do assento para elevar suas produções delicadas à um número intenso, que cresce a cada verso.

Tom Odell – Hold Me

O primeiro disco de Tom Odell, Long Way Down, sai no dia 15 de abril.

17566d1351718630-review-tom-odell-songs-love-ep-tom-odell

Vencedor do Critic’s Choice Awards britânico de 2012, Tom Odell é um dos nomes mais cotados para vencer a concorrida premiação da BBC, Sound of 2013, que promete revelar novos talentos do mundo da música, independente do país de origem. Britânico, de 21 anos, seu hit “Another Love” chegou de mansinho no final do ano passado e, apesar da tímida exposição nos blogs, a canção conquistou rádios, críticos e até estampou a nova campanha da Burberry, fazendo de Odell um dos novos artistas favoritos deste ano.

Munido de um piano, Tom Odell justifica, em quatro minutos, o porquê de ter assinado um contrato com a Columbia com apenas duas demos e quatro shows realizados. “Another Love”, no papel, traz uma composição simples que fala de um amor não correspondido, mas junto aos pianos, aos vocais de Odell e à melodia impecável, a canção se torna um número emocionante e brutal, como poucos que vimos por aí. As comparações falam de Jeff Buckley mas sua postura traz ares do Chris Martin e seu Coldplay, com uma produção que tenta ser grandiosa com pouco – e que acaba conseguindo o que quer, seja pelo coral aterrorizante de fundo ou pelas gentis guitarras que acompanham a música. Em poucas palavras, “Another Love” é um single de estreia vitorioso em todos os sentidos.

Tom Odell – Another Love

“Another Love” faz parte do EP de estreia do Tom Odell, Songs From Another Love, que saiu em novembro pela Columbia.