Archives For Toro y Moi

storm_178119677

Julian Maverick é um artista de Melbourne, na Austrália, que ganhou notoriedade com seus remixes de “Ritual Union” (do Little Dragon) e de “Roxanne” (um cover do Strange Talk para a canção clássica do The Police), e promete ganhar ainda mais com seu mix 4LOVE e a música de nosso interesse, “Spaceships”. Sua sonoridade nu-disco é claramente influenciada pelos conterrâneos do Cut Copy e Van She, com potencial para deixá-los orgulhosos e nos dar mais uma prova da qualidade da música eletrônica australiana. Se lembrarmos ainda do resto do mundo, podemos dizer que ele ainda tem um ar de Goldroom, passando pelo experimentalismo do Neon Indian e quase alcançando a grandeza de produção de um M83 da terra do sol. O mundo todo, entretanto, terá que esperar para ver mais do artista, pois por enquanto só temos boatos do lançamento do seu primeiro EP.

Como boa representante do ainda escasso repertório do rapaz, “Spaceships” nos leva direto ao verão australiano com sua atmosfera descontraída de festa na praia. Ouví-la seria a descrição perfeita para um daytime-disco, com toques de tropicalidade dados pelos sinos constantes, que lembram o Poolside. Ainda durante seus cinco minutos, o produtor acrescenta diversos elementos como barulhos espaciais que parecem sair de um videogame (ou de uma batalha de Jornada nas Estrelas), latas de refrigerantes sendo abertas e diversos samples de ondas do mar, que nos transportam paro o cenário da música e adicionam vivacidade à aventura do rapaz, que hora parece tanto um típico pop dos anos 80 quanto um indietrônico atual, passando pelo sonzinho de praia à la Toro y Moi e Les Sins. E, mesmo com tantos elementos para te distrair na produção, Julian nos cativa com seus vocais trazendo uma melodia que se evidencia dentre todo esse troca-troca de camadas e, ainda que improvável, consegue ser grudenta e colar na cabeça com facilidade. Portanto, aproveite que na nossa terra sempre temos sol e se jogue no verão australiano de “Spaceships”!

Julian Maverick – Spaceships

Enerate

O Enerate, com seu chamado “synth-pop acústico”, é uma banda de Sidney que faz jus à cidade com uma combinação única, meio à-la Poolside, que revela toda a tropicalidade de uma cidade praiana e a modernidade de uma grande metrópole. Como um Toro y Moi mais cru e descontraído, a mistura dos meninos – e da menina – ganhou o gosto do país e foi sucesso nas rádios australianas. No ano passado, receberam quatro indicações ao MusicOz, prêmio australiano de música independente, e chegaram até a TV num especial de turismo para a MTV. Apesar de tudo isso, a banda tem coragem de prometer um ano ainda mais intenso, com previsão de lançamento do primeiro álbum, Good Times Airlines, em que pretendem repetir o sucesso no resto do mundo.

E se depender de “Unstoppable”, o mais novo single da banda, realmente vai ser difícil parar os caras. Com um começo que faz jus à definição de synth-pop acústico, a eteriedade inicial combinada com acordes grooveados te cativam logo no primeiro minuto, auxiliado por vocais em falsete que lembram de um Passion Pit ou de um MGMT. Mas até aí, se tudo parecer como um synth-pop comum (apesar de muito bem produzido) e até um pouco repetitivo, espere chegar na casa dos 2 minutos para compreender a genialidade da banda, demonstrada sob um maravilhoso solo de sintetizadores 8-bit que parecem sair do seu antigo Super Nintendo. A sensação orgásmica, entretanto, também é compartilhada em seu vídeo, que conta a história de uma festinha praiana bem no clima australiano, que te surpreendente da mesma forma que a produção mirabolante e se mostra uma obra intrínseca a ela, dividindo do mesmo pedaço de loucura.

Enerate – Unstoppable

Para baixar gratuitamente uma prévia do disco (inclusive a canção do post completa), basta seguir para o site oficial.