Archives For willow smith

Cover Me – Vol. VI

Luis Felipe —  31/01/2011 — 1 Comment

Estava esperando justamente por um terceiro cover legal aparecer, até que recebo um email da equipe da Oh Land, me apresentando o mais novo cover da cantora, justamente um do Fleet Foxes, que acaba de lançar um single novo. Sem demoras, também temos aqui um cover novíssimo do Gobble Gobble para a viciante “Nikki” do The Dream, e uma versão electro-rock para “Whip My Hair” (que achei lá no ótimo QDNG!).

Oh Land – White Winter Hymnal (Fleet Foxes Cover)

Falamos do Fleet Foxes hoje, e por coincidência, a sensação pop de 2011 Oh Land já estava cantando esse cover da banda em alguns dos seus shows ao vivo, até que sua própria equipe me enviou hoje com exclusividade a versão em estúdio da faixa! O folk rock dos caras ganham um toque electro pop característico da cantora, numa versão ligeiramente mais agitada graças a uns batuques afro-pop. Misture a voz angelical de Nanna Fabricius e está pronto, o primeiro e maravilhoso single do grupo ganha uma nova roupagem, e que arrisco dizer, fica ainda mais encantadora que a versão original. Clicando aqui, você ainda assiste à gravação da faixa na Newtown Radio.

Oh Land – White Winter Hymnal (Fleet Foxes Cover)

.

Gobble Gobble – Nikki (The-Dream Cover)

Falei do projeto paralelo do Gobble Gobble aqui semana passada, e consegui fazer com que alguns novos leitores ainda entrassem na febre da banda, que anda sem lançar algo novo há um tempinho. A maior novidade, entretanto, é esse ótimo cover da música mais pegajosa do The Dream, “Nikki”. Mesmo que você não conheça a original e ainda não tenha se viciado pelo seu refrão, prepare-se pra ter sua mente infectada por esse cover, que é uma das produções mais limpas (mas não menos complexas), dessa excelente banda de synth-pop, que a cada lançamente te faz ouvir um som que você nunca nem imaginou que existisse.

Gobble Gobble – Nikki (The-Dream Cover)

.

Skull Tape – Whip My Hair (Drowning In Blood) (Willow Smith Cover)

É uma pena que tanta gente ainda olha torto pra Willow Smith e seu viciante single “Whip My Hair”, que chegou quase como uma piada até parar em metade das baladas alternativas do país. O Skull Tape, entretanto, transforma o hit bate-cabelo num electro-rock infinitamente mais adulto que a versão original, que ainda inclui sons de tiro, sangue e uma parte totalmente nova (que começa nos 3:00), com uma melodia que poderia se encaixar bem nos Body Talk da Robyn. O conjunto é uma faixa que promete conquistar até quem não gosta da original, e que nos deixa ansiosos para ouvir mais dos caras.

Skull Tape – Whip My Hair (Drowning In Blood) (Willow Smith Cover)

.

Sério, por que tanto medo? Willow Smith está em todos os cantos agora, mas ainda não deu as caras em muitos blogs de música. O motivo? Bem, Willow tem apenas 9 anos, e é filha de Will Smith. Medo de crianças prodígio a parte, Willow ganhou apoio (principalmente financeiro hehe) do seu pai, e já foi assinada pelo selo Roc Nation, comandado pelo Jay-Z, e o mesmo da Rihanna. Fiquei pensando se realmente deveria fazer esse post, mas como fiquei quase uma semana ouvindo a música, caindo bem ou não resolvi postar. Sem preconceitos, ouça agora, pois ela soa exatamente como um hit, e sem parecer infantil, ao contrário de outros artistas mirins, a canção poderia muito bem ter sido gravada pela Rihanna, por exemplo. A voz de Willow,  produzida ou não, não soa como a de uma menina de 9 anos, e com um refrão tão chiclete como este, com direito a voz de chipmunk, o conjunto pode soar irritante no início, mas passado o susto, a inocente e descerebrada faixa acaba virando um dos hits mais inesperados e engraçados do ano (sério, bater o cabelo!).

Pra começar a sexta feira bem, peguem a música abaixo, e se já conhecem, peguem de novo, pois está em altíssima qualidade agora.

♫ Willow Smith – Whip My Hair [CONSERTADO]